sexta-feira, 19 de novembro de 2010

Fechamento da Semana

Semana termina com insatisfação dos investidores quanto a China e Irlanda

O Banco Popular da China (banco central chinês) confirmou nesta sexta-feira que elevará o depósito compulsório dos bancos mais uma vez (já é o segundo aumento em duas semanas). O depósito compulsório sofrerá um aumento de 0,5 ponto percentual e passa a ser o maior da história em 18,5%. Aumentar o depósito compulsório é uma abordagem mais direta para absorver o excesso de liquidez que impulsiona a inflação chinesa, o acréscimo de 0,5 ponto percentual no compulsório deve segurar cerca de 350 bilhões de iuans, quantia que, sem a medida, poderia ser emprestada pelos bancos. Mesmo assim a inflação na China segue forte e um provável aumento na taxa de juros não é descartado pelo mercado, tanto é que o principal índice da bolsa chinesa está despencando a duas semanas prevendo este aumento (conforme podemos verificar no gráfico abaixo) que deverá esfriar um pouco o crescimento do gigante asiático.


Na Europa o governo irlandês afirmou que "o país estaria aberto a um plano de resgate para fortalecer o sistema bancário" (mas isso todo mundo já sabe! bom, pelo menos quem leu o Finanças Inteligentes esta semana). No entanto, o acordo só deve ser fechado ao final da missão técnica formada pela União Europeia e pelo Fundo Monetário Internacional, que ficará pronto em duas semanas, coincidentemente após das eleições parlamentares do país (politicagem?). Mesmo assim a principal bolsa da Europa (DAX - Alemanha) fechou a semana com mais uma bela alta renovando máxima e mostrando bastante fôlego para continuar subindo, entretanto o índice encontra-se em alto nível de sobrecompra conforme podemos observar no gráfico semanal logo abaixo e pode ocorrer uma realização de lucros mais forte este ano testando a linha de tendência e alta (LTA) em azul e voltando a ficar próximo da média móvel simples de 20 períodos.


Nos Estados Unidos a semana fechou indecisa plotando dojis nos gráficos do S&P500, Commodity Related Equity e Dow Jones. Destaque negativo continua sendo o Dow Jones US Banks que encontra-se longe do topo de sua zona de congestão cedendo às pressões vendedoras mais uma semana. Os investidores ainda não estão confiantes para entrar no setor financeiro, em compensação estão operando mais papéis ligados ao mercado de commodities. Voltando ao Dow Jones o índice realizou um reteste na média móvel simples de 200 períodos semanal e voltou a subir após o toque, mas fechou com candle de indecisão. A média móvel simples de 20 períodos parece confirmar o corte bull sobre a média móvel simples de 50 períodos, banda inferior de bollinger fechando o certo de baixo e apontando para cima. No geral o viés segue de alta para médio e longo prazo.


Ibovespa após uma semana conturbada de fortes oscilações conseguiu fechar plotando um martelo em cima da linha central de bollinger, martelo é candle de reversão de tendência e indica alta. Porém não estamos em uma tendência definida no gráfico semanal (apenas um candle de baixa), portanto a expressão deste candle não é a mesma quando visualizado ao final de uma tendência de baixa colado na linha inferior de bollinger. De qualquer forma a média móvel simples de 20 períodos também cortou a média móvel simples de 50 períodos no gráfico semanal com a linha inferior de bollinger apontando para cima indicando manutenção de mercado altista para o médio e longo prazo. Em caso de novas quedas o índice tem espaço para testar a LTA que vem do fundo em 29k sem causar nenhum problema a tendência que segue bem definida.

Nenhum comentário:

Postar um comentário