segunda-feira, 31 de janeiro de 2011

Empresas retiram estrangeiros do Egito, Moody's corta nota do país

O mercado financeiro ainda segue preocupado com a crise no Egito, governos e empresas estão retirando seus funcionários do país devido ao clima de instabilidade política. Manifestantes intensificaram sua campanha para derrubar o presidente Hosni Mubarak que está propondo um diálogo com a oposição, mas a situação continua instável e ainda prevalece o temor quanto à extensão da crise para outros países da região e as possíveis interrupções no transporte no Canal de Suez preocupam os investidores. Mais uma vez o preço do barril de petróleo tipo light disparou e está sendo negociado perto da casa dos 92,00 dólares o barril. Para completar a agência de classificação de riscos Moody's rebaixou hoje a classificação da dívida do Egito com perspectiva negativa devido ao risco-político do país.

Nos Estados Unidos o mercado de ações subiu na segunda-feira com resultados corporativos fortes e sinais de uma melhora na economia, o índíce que mede os gastos dos consumidores aumentou 0,7% para 69,5 bilhões de dólares no mês de dezembro (não deixa de ser uma boa alta, porém o mês de dezembro tem essa característica impulsionado pelas compras natalinas). Lembrando que o consumo interno corresponde a quase 70% do PIB norte-americano. Dow Jones fechou o dia em leve alta, respeitando a linha central de bollinger (média móvel simples de 20 períodos) e para os mais otimistas a correção pode ter acabado, já que bater na linha central de bollinger e voltar é um ótimo sinal de mercado comprador.


Na bolsa brasileira o dia foi de fraqueza total. O índice ensaiou uma retomada de alta durante o dia mas foi barrado pelos 67.2k (média móvel simples de 200 períodos e primeira fibo de correção desde o fundo em 58k). Apesar de estar em clara tendência de baixa o índice pode apresentar um repique técnico esta semana, conforme podemos reparar a linha de base do canal de baixa foi tocada e respeitada e hoje foi deixado um doji de indecisão abaixo dos 67.2k o que pode indicar que o rompimento deixou o mercado indeciso abrindo possibilidades de retomada deste patamar. Além disso os indicadores já estão bastante sobrevendidos.


Hoje também tivemos o Boletim Focus revisando sua expectativa para o IPCA deste ano de 5,53% para 5,64%. As expectativas para a taxa Selic em 2011 passaram de 12,25% para 12,50%. O PIB do Brasil foi revisto de 4,5% para 4,6% em 2011 e para 2012 a projeção se manteve em 4,5%.

Nenhum comentário:

Postar um comentário