segunda-feira, 14 de fevereiro de 2011

Balança comercial da China impulsiona o mercado de commodities

Os dados positivos vindos do continente asiático foram suficientes para o índice bovespa emplacar o terceiro dia seguido de alta zerando as perdas sofridas no mês de fevereiro. A balança comercial chinesa registrou superávit de 6,5 bilhões de dólares em janeiro. Resultado de exportações de 150,7 bilhões e importações de 144,3 bilhões, o que representa avanço de 37,7% e 51% respectivamente na comparação com 2010. As importações aumentaram bastante, o crescimento foi acima do esperado, houve um aumento significativo nas importações de minério de ferro e petróleo, impulsionando assim o mercado de commodities. Como as principais empresas do índice bovespa estão voltadas para o mercado de commodities, a bolsa emplacou mais um dia de alta no pregão desta segunda-feira.

Podemos reparar no gráfico abaixo que o movimento de repique no Ibovespa está pegando força devido à sequência de dois candles fortes puxados pra alta e rompimento da LTB (linha de tendência de baixa) mais rápida. Amanhã será o grande teste do índice, para sair desta tendência de baixa no médio prazo. O primeiro passo é romper a região dos 67k onde encontra-se a média móvel simples de 200 períodos. A retomada desta média juntamente com a linha central de bollinger poderá afastar os ursos do mercado pois fica inviável vender nessas condições. Porém não será bom tentar o rompimento e soltar um candle de topo abaixo dos 67k, pois aí as vendas poderão reaparecer e com bastante força.


Voltando ao cenário externo, além da balança comercial da China tivemos também divulgação do PIB japonês.  A prévia do PIB referente ao quarto trimestre de 2010 recuou 1,1%. Apesar de mostrar contração, o número veio melhor do que o esperado pelos analistas, de queda de 2%. Mas esses dados não foram suficientes para mexer com Wall Street nesta segunda-feira, a bolsa de Nova York parece ter esticado o final de semana, Dow Jones praticamente não oscilou e não saiu do lugar. A bolsa ficou "parada" e o cenário se mantêm o mesmo da última análise.


Finalizando, hoje foi dia de boletim Focus do Banco Central. Pela décima semana consecutiva (isso mesmo, décima semana consecutiva!) as projeções para a inflação oficial (IPCA) saltaram de 5,66% para 5,75% em 2011. Para 2012, a estimativa também subiu de 4,61% para 4,70%. Ou seja no acumulado de 12 meses perdemos quase 6% do poder de compra e este ano poderemos ficar 6% mais pobres novamente.

Nenhum comentário:

Postar um comentário