quarta-feira, 16 de fevereiro de 2011

Base aliada do governo deverá garantir salário mínimo a R$ 545,00

Neste exato momento está em votação na Câmara a proposta de aumento do salário mínimo, ao que tudo indica a oposição não conseguirá alterar a proposta de R$ 545,00 do governo, por mais que esta resistência tenha crescido nos últimos dias a base aliada do governo está em maior número e deverá garantir a vitória nas votações. O mercado repercutiu positivamente a determinação do governo de manter a proposta de aumento do salário mínimo em R$ 545,00 demonstrando um certo comprometimento com a política de ajuste fiscal, no qual já foi estabelecido um corte de 50 bilhões no orçamento da União para este ano.

Hoje também foi dia de divulgação da ata do FED (banco central norte-americano) de janeiro, que mostrou uma previsão mais forte para o crescimento da atividade econômica dos EUA em 2011. Segundo previsões da autoridade monetária, o PIB deve registrar expansão de 3,4% a 3,9%. Mesmo com um crescimento mais robusto para 2011 o FED espera que a taxa de desemprego permaneça em um nível alto até o final deste ano (em torno de 9%). A bolsa de Nova York fechou em alta mais uma vez, com destaque para o S&P500. Logo abaixo você vai saber porque:


Reparem pelo gráfico o belíssimo desempenho do S&P500 após fazer fundo em março de 2009, no crash do subprime americano. Desde então o índice subiu cerca de 96%, um desempenho não visto em período tão curto desde 1936. Isso mesmo, desde os tempos da última Grande Depressão o índice nunca subiu tanto em 2 anos seguidos. O investidor americano ao olhar esta nova marca atingida pelo S&P500 deve estar pensando: "Oba! Então vamos comprar!" Será mesmo? Nada impede que a bolsa continue a subir, mas seria prudente pensar que uma correção de curto prazo dentro da tendência de alta pode estar próxima de aparecer.

No cenário doméstico o índice bovespa engatou mais um dia de alta puxado pelo vencimento dos contratos de índice futuro que fez agregar um alto volume financeiro na Bovespa, o giro da sessão somou 11,77 bilhões de reais, o maior do ano. Olhando pelo gráfico podemos perceber que o movimento de repique está bem puxado, as altas estão fortes e isso pode ser um sinal de mudança de tendência. A média móvel simples de 200 períodos e a linha central de bollinger foram retomadas com um candle de força expressiva típico de rompimento. A LTB (linha de tendência de baixa) está prestes a ser rompida. Como não apareceu sinal para abertura de posições vendidas a força compradora poderá continuar dominando o mercado no curto prazo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário