terça-feira, 22 de fevereiro de 2011

Crise na Líbia favorece à especulações no petróleo

Muito mais pelo efeito especulativo do que por qualquer outro motivo o preço do barril de petróleo disparou na bolsa de Nova York nesta terça-feira amparado pelo agravamento da crise na Líbia. Que o país é um exportador de petróleo isso todo mundo já sabe, mas a Líbia não chega nem perto de ser uma potência petrolífera. Mas então porque os preços disparam na bolsa de Nova York? Especulação pura. Reparem que o preço do barril tipo light saltou rapidamente de 88,00 para 97,00 dólares fechando o dia a 94,64 dólares. Os especuladores aproveitam essas notícias que causam impacto no mercado pra especular e fazer dinheiro rápido, essa oscilação de preço é característica deste tipo de movimento, não é uma alta fundamentada. Mesmo que haja problemas no fornecimento de petróleo pela Líbia a Opep já anunciou que está pronta para cobrir qualquer eventual desabastecimento.

Deixando de lado a especulação do petróleo vamos ver o que aconteceu com Dow Jones no pregão desta terça-feira:



Candle de baixa com volume considerável, indicando que o índice está entrando em uma fase de realização de lucros. Dow Jones recuou 1,44% para os 12.2k, Nasdaq caiu 2,74% e o S&P500 perdeu 2,05%. O índice de volatilidade (VIX), que mede a "tensão" dos mercados saltou de 17,00 para 20,80 pontos refletindo o nervosismo dos investidores quanto à possíbilidade de correção nos preços dos papéis após passar um bom período sem corrigir a alta.

Na Bovespa a situação não foi diferente, candle de baixa com volume consideravelmente alto. Aliás bem alto por sinal, o giro financeiro ficou em R$ 8,44 bilhões. Pelo gráfico podemos perceber que o índice refugou o rompimento das médias móveis simples de 20 e 200 períodos e complicou denovo a situação. Não sei se repararam mas a tensão no mercado parece estar aumentando, porque estou achando isso? Porque o mercado está virando a mão muito rápido, em dois dias devolvemos quase toda a alta da semana passada. Por isso que eu sempre estou recomendando encurtar o trade, mandar pro bolso antes que o mercado tome de volta.

Nenhum comentário:

Postar um comentário