quinta-feira, 24 de março de 2011

Pacote de socorro a Portugal já está pronto.

Em uma reunião de cúpula realizada nesta quinta-feira, os líderes da União Européia já estão discutindo o pacote de ajuda financeira à Portugal antes mesmo de o país oficializar seu pedido de socorro. Segundo o presidente do Banco Central Europeu, Jean-Claude Juncker, uma ajuda de 75 bilhões de euros a Portugal já está pronta para ser liberada, basta apenas Portugal oficializar o pedido para receber a injeção de capital. Desta vez a Unição Européia está mostrando uma agilidade maior para lidar com a crise fiscal de seus países membros. Mas nem tudo são flores no mundo das finanças, se Portugal receber a ajuda financeira da União Européia será obrigado a aceitar um duro plano de ajuste fiscal, provavelmente até mais forte do que o plano de austeridade fiscal recusado pelo Parlamento português.

Ainda na Europa a agência de classificação de riscos Fitch anunciou hoje um rebaixamento na nota de Portugal em dois níveis, de A+ para A-. A Moody's já está mirando na Espanha, a agência de classificação de riscos rebaixou o rating de 30 bancos espanhois (nenhum grande banco entrou na lista), alegando elevada pressão financeira sobre esses bancos e o enfraquecimento futuro para os bancos em toda a Europa. Mesmo assim as bolsas na Europa fecharam em alta, juntamente com Wall Street, esses mercados estão passando por uma boa fase de recuperação técnica após as fortes perdas sofridas no início deste mês. Olhando para o gráfico do Dow Jones podemos perceber que a LTB foi rompida e o índice agora vai tentar buscar a resistência em 12.3k, o volume continua baixo.


No cenário doméstico o índice Bovespa sofreu o peso de suas principais blue chips e também de ações de empresas ligadas ao mercado de construção civil, portanto não conseguiu seguir a tendência de alta no cenário externo.


Conforme podemos observar no gráfico acima o Ibovespa sentiu a pressão da famosa linha de resistência da zona de congestão em 68k. Já são dois meses de pregão operando dentro desta faixa entre 66 e 68k e isto está mexendo com a paciência de muitos investidores provocando resgates acima do normal em fundos de ações. Mercado lateral é bom só pra quem gosta de fazer day-trade ou swing-trade. Para um holder não existe coisa pior do que ver o índice em congestão.

2 comentários:

  1. FI,

    Enquanto a inflação não recuar a bolsa vai andar de lado. Como holder não tenho achado ruim. Aproveito as baixas para reforçar posições.
    Gostaria de ter mais dinheiro neste momento.

    Abraço!

    ResponderExcluir
  2. Jônatas,

    A inflação realmente está pesando no mercado. O problema que após a inflação vem a desaceleração econômica e consequentemente redução nos lucros das empresas. O mercado precifica tudo isso.

    O problema é que o mercado parou de subir há anos e isso prejudica o holder, mesmo que seja para posições mais longas. Um exemplo: se traçarmos uma linha nos 57k e outra nos 72k vamos ver uma baita congestão iniciada em 2007 seguida de um crash e retomada para dentro desta congestão novamente em 2009, ou seja, o mercado não anda há 4 anos pra quem entrou em 2007. Por isso o volume de investidores pessoa física é descendente desde 2008. A solução que vejo para o holder é garimpar empresas no índice bem fundamentadas e com boas perspectivas futuras.

    Abcs e bons negócios!

    ResponderExcluir