segunda-feira, 25 de abril de 2011

Sobram palavras, faltam atitudes

Lamentavelmente estamos assistindo a um espetáculo de declarações contraditórias por parte de nossos representantes políticos no país, a situação infelizmente está chegando ao nível do ridículo. Após o aumento tímido de 0,25 p.p. na taxa selic para conter a inflação galopante dos últimos meses, nossa presidente solta esta infeliz declaração: "nós temos muita preocupação com a inflação. Não haverá, em hipótese alguma desmobilização do governo diante da inflação". Todas as nossas atenções estarão voltadas para o combate acirrado à inflação". Diante desta afirmação eu pergunto:

Que palhaçada é essa? Se o governo está preocupado com a inflação e o combate será acirrado aonde estão as atitudes que respaldam as declarações feitas por nossa presidente Dilma? 0,25 p.p. a mais na taxa selic vai conseguir derrubar um IPCA acumulado de 12 meses em 6% ou IGP-M de quase 12%? Como se não bastasse o sr. Alexandre Tombini, presidente do Banco Central, defendeu hoje em Brasília um maior número de contratações de servidores públicos para trabalhar dentro do BC. Isso porque o país está precisando de passar por um sério programa de corte nos gastos públicos, que inclui fortemente a folha de pagamento do governo.

As declarações de nossos representantes políticos não estão correspondendo com as atitudes dos mesmos. Mas se querem enganar a classe média brasileira fazendo-a de trouxa, estão conseguindo. O silêncio de muitos está permitindo a banalização da atual política econômica brasileira.

Passando por um giro rápido nos mercados mundiais observamos que o dia foi de baixa movimentação financeira, tanto no Brasil quanto em Wall Street (na Europa as bolsas não funcionaram) já que a agenda econômica desta semana será pesada e os investidores irão aguardar por uma sinalização no mercado. Dow Jones está conseguindo trabalhar acima dos 12.4k com mais um pivot de alta armado no gráfico diário.


A Bovespa andou de lado no pregão desta segunda-feira deixando um candle de indecisão abaixo da LTA do triângulo ascendente rompido, caracterizando um pullback até então. Mau sinal (para os comprados) porque o cenário ficou bom para o reaparecimento da força vendedora, para que isso não ocorra o mercado deverá subir amanhã em um rítimo forte para pegar os vendedores de surpresa e ganhar no stop dos bears. Difícil de isso acontecer mas não é impossível.

8 comentários:

  1. O seu site tem aparência de lixo.

    ResponderExcluir
  2. Anônimo,

    Críticas são sempre bem vindas e obrigado por ler o lixo.

    Abcs,

    ResponderExcluir
  3. bem observado, temos que cobrar mais do governo mesmo

    a proposito, parabens pelo blog!

    ResponderExcluir
  4. Antonio,

    Com certeza, isso vamos fazer sempre! Se há algo de errado é nossa obrigação cobrar para que as melhorias sejam feitas. Obrigado!

    Abcs,

    ResponderExcluir
  5. Muito bom o blog! Só gostaria que comentasse no próximo o superávit fiscal no ano, que acalmou os mercados com relação a inflação e aos juros. Dilma disse hoje que somente os investimentos poderao manter a inflação sobre controle, se puder por favor, comente. Um abraço

    ResponderExcluir
  6. Olá,

    Comentei sobre o superávit primário, qualquer dúvida pode me perguntar no post do artigo. Sinta-se a vontade para emitir sua opinião também

    Abcs,

    ResponderExcluir