sexta-feira, 13 de maio de 2011

FMI alerta economias latino-americanas

O diretor do FMI (Fundo Monetário Internacional), Nicolas Eyzaguirre, alertou nesta quinta-feira, dias depois de publicarmos o alerta de bolha no mercado de commodities, durante o Seminário de Metas para Inflação no Rio de Janeiro que o boom econômico da América Latina pode acabar em uma ampla crise se os governos da região não souberem administrar a situação econômica. E qual seria essa situação econômica? Superaquecimento da economia. Na visão de Nicolas Eyzaguirre os governos devem tomar medidas para evitar esse superaquecimento ao mesmo tempo em que preservem os ganhos obtidos com o boom econômico para os momentos difíceis no futuro, isto é, fazer o trabalho de uma formiga, não de uma cigarra.

Um choque no preço das commodities pode fazer com que o real sofra uma desvalorização repentina, já que nossa economia é movida à commodities e também porque os investidores correm para o dólar em busca de segurança. É o que está acontecendo nos últimos dias. Além disso se uma grande correção ocorrer, o ingresso de capital pode secar rapidamente jogando o país numa provável crise financeira. Infelizmente não fizemos o trabalho de uma formiga nos últimos anos, os gastos públicos extrapolaram demais, a política econômica não passa confiança, a infraestrutura do país continua precária, o nível de educação continua baixo e a pesada carga tributária emperra o crescimento sustentável da economia. Dessa forma ficaremos vulneráveis à crise (quando ela aparecer) se tudo continuar como está.

No mercado o dia foi de indefinição nas bolsas de valores ao redor do planeta. O Ibovespa abriu o pregão em forte baixa mas engatou uma recuperação no intraday fechando em cima da linha de suporte em 64k. Podemos entrar em uma zona de congestão nos próximos dias/semanas entre 63 e 65.2k, esta é uma projeção otimista, já que o cenário está propício para mais rompimentos de suportes.


Nos Estados Unidos, o índice Dow Jones está se espremendo entre a LTB e linha central de bollinger e deve definir o seu movimento nos próximos dias, rompendo a LTB tem tudo para renovar o topo histórico deste ano em 12.8k, perdendo a linha central de bollinger o índice confirma manutenção da tendência de baixa no curto prazo e poderá testar 12.4k.


Aviso: não foi possível postar esta análise ontem devido à problemas no servidor da google que voltou somente agora.

2 comentários:

  1. Olá, parece que os estrangeiros estão comprando mais que vendendo, ainda que timidamente, creio que por enquanto o Ibov não irá mergulhar, podeira atualizar as análises em Petr4 e Usmi5, estão na beira do abismo!!!
    Obrigado;

    Ivan
    ivngomes@ig.com.br

    ResponderExcluir
  2. Ivan,

    O fluxo dos estrangeiros melhorou no mercado à vista mas não sabemos se é pra não pagar os 6% de IOF (entra na renda variável e transfere para renda fixa) ou se é pra fazer um hedge nas vendas pesadas do índice futuro.

    PETR4 e USIM% estão sim na beira do abismo pra quem gosta de pegar faca caindo ou achar fundo em gráfico.

    Abcs,

    ResponderExcluir