segunda-feira, 2 de maio de 2011

Medo de retaliação esfria o mercado

Após a euforia inicial na abertura dos mercados pela parte da manhã com a morte de Osama Bin Laden, a Bovespa inverteu sua trajetória de alta e passou a cair vertiginosamente desde então. Os investidores derrubaram os preços dos mercados de commodities e petróleo (principalmente) para comprar ações, porém o movimento de compra não se sustentou. A euforia foi perdendo força à medida que surgiram preocupações sobre retaliações que poderão ser feitas por integrantes da rede terrorista Al Qaeda e de simpatizantes do líder terrorista.

A Bovespa também caiu devido as previsões nada animadoras do Boletim Focus. A taxa esperada do IPCA avançou de 6,34% para 6,37% este ano. Trata-se da oitava semana consecutiva de aumento nas projeções. Para 2012, a estimativa de inflação se manteve inalterada em 5%. A projeção para taxa selic também aumentou, agora está em 12,50% para o final de 2011. Para o ano que vem, a previsão é que a taxa fique em 12% ao ano. É quase certo que teremos esta taxa selic a 12,50% nas próximas duas reuniões do Copom.

Com esta queda o índice Bovespa segue respeitando uma LTB mais rápida que vem do topo em 70k mantendo a tendência de baixa no curto prazo. Fica a cargo do suporte nos 65.2k impedir a formação de um pivot desta tendência que poderia jogar o índice para abaixo dos 64k. A linha central de bollinger está realizando o corte para baixo na média móvel simples de 50 períodos, isso é apenas um dos vários sinais de mercado vendedor que o índice está emitindo desde novembro/2010.


Dow Jones fechou perto da estabilidade. O índice estava vindo de uma puxada muito forte e parou para respirar, tem espaço de sobra para realizar lucros formando mais um fundo ascendente sem comprometer a tendência maior de alta.

6 comentários:

  1. Ola, projetando o retangulo de médio prazo temos objetivo em 48~50K, retração tbm 61,8 de toda perna altista, creio que até o final do ano vai por ai, e se o desmantelo do lula aparecer maior que o esperado vamos ver o ibov bater novamente nos 30K, um baita fundo duplo!!
    Ivan

    ResponderExcluir
  2. Pois é , comprar ou não comprar nesta indecisão?
    Eu sigo fazendo meus aportes mensais.

    abços

    ITM

    ResponderExcluir
  3. FI,

    O BC tinha que ter aumentado a dose na última reunião. Mas com a bolsa sempre em queda, o momento está muito bom para entrada. Tenha recomendado.

    Abraço!

    ResponderExcluir
  4. Ivan,

    Não gosto de projeções muito longas pois até lá muita coisa pode acontecer, pra médio prazo ibov ainda é congestão (58-72k) não tenho nem uma análise indicando TH e várias indicando possibilidade de testar 60k. Agora se esta congestão (retângulo que você citou) estourar pra baixo vai ser difícil segurar na retração de 50% fibo e teremos uma possibilidade perigosa de ir nos 61.8% com bolsa em crash (já temos papéis que estão em situação de crash, até maior do que o ocorrido em 2008, ex: usim5) de toda pernada de alta (iniciada em 29k).

    Pra resumir o que eu quiz dizer: se testarmos os 60k e segurarmos alí já estará de ótimo tamanho.

    Abcs,

    ResponderExcluir
  5. ITM,

    Apesar do ibov estar em tendência de baixa existem alguns papéis (poucos, ex: hgtx3, amil3, etc...) que estão em tendência de alta. Pra entrar com tudo comprado no mercado está arriscado demais, o que não impede de uma abertura leve de posições mais longas ou trades com stop curto. Essa queda vai dar entrada pra hold, tem que ir comprando aos poucos enquanto o mercado não inverte a tendência. Não sabemos onde será o fundo, então...

    Abcs,

    ResponderExcluir
  6. Jônatas,

    Exato, o BC está utilizando uma estratégia muito arriscada, não se pode jogar a toalha com o mercado interno consumindo como nunca.

    Sobre a bolsa acho que neste 2º TRI vai começar a pipocar algumas oportunidades para carteiras de hold. O problema todo é que com a renda fixa alta vai ser difícil o investidor PF voltar à bolsa (fluxo decrescente desde 2008), estamos nas mãos dos institucionais e estrangeiros.

    Abcs,

    ResponderExcluir