quinta-feira, 16 de junho de 2011

10.000 pontos em 2 meses

O mercado vendedor na Bovespa já começa a fazer estragos a olho nú, o crash que estava disfarçado pelo rodízio de ações no índice já começa a aparecer na mídia que por sua vez colabora para o início de um movimento de eurofia no mercado. Os investidores simplesmente começam a vender suas ações porque os preços caíram demais. A bolsa de valores de São Paulo perdeu nada mais nada menos que 10.000 pontos em apenas dois meses de pregão. O clima de aversão à risco no cenário internacional aliada a desconfiança com a política econômica brasileira são fatores macro que corroboram as operações vendedoras na bolsa de valores.

Os temidos 60k foram atingidos e agora estamos trabalhando perto da base de uma grande zona de congestão, os suportes imediatos para se evitar uma derretida geral na Bovespa são os 60.000 pontos e 57.633 (última prega). Apesar de tudo, mesmo com essa quebradeira geral no mercado, ainda há espaço para operar em trades contra tendência (para quem não gosta de vender) em repiques de alta no intraday. Confimando as expectativas da análise de ontem o mercado abriu repicando para cima fazendo um pullback na resistência dos 62k, alertei para este alvo no twitter do Finanças Inteligentes. Após o teste nos 62k o mercado desabou.


O dia fechou sem relação boa de risco x retorno em trades comprados justamente por não haver linha de suporte para encaixar uma operação de compra, além disso segunda-feira é dia de vencimento de contratos de opções e a briga esquenta na Bovespa. Vale a pena frizar que deve-se utilizar os gráficos de 15 e 60 minutos para esse tipo de operação, tanto do índice bovespa, quanto do papel em questão. Para os vendidos o mercado está "mamão com açúcar".

Em Wall Street o dia foi bem diferente, os mercados estavam voláteis mas Dow Jones conseguiu fechar em alta (devido ao exercício de opções) numa tentativa de marcar fundo temporário na região dos 11.9k. Mesmo assim a ausência de um acordo para resolução temporária da crise fiscal na Grécia continua preocupando os investidores no mundo inteiro.


Hoje também tivemos ata do Copom que não trouxe novidades. O Banco Central praticamente confirmou que vai elevar mais uma vez a taxa selic na próxima reunião do Copom (provavelmente em mais 0,25 p.p.) tornando investimentos em renda fixa cada vez mais atrativos.

5 comentários:

  1. Com selic a 12,25% no médio prazo, fica difícil a bolsa subir. Coloque Grécia e EUA. Tudo bem misturado e da essa baixa.
    E quanto mais a Selic subir, pior para a poupança. Dificulta-se o crédito imobiliário.
    Não vejo céu de brigadeiro no curto prazo.
    E você?
    Abraços,
    Marcos

    ResponderExcluir
  2. Marcos,

    Taxa selic gera um efeito em cadeia na economia, quanto mais aumenta, pior é. Por isso não gosto quando perde-se o controle da inflação, tal como aconteceu no início deste ano. Muito bem observado sobre o efeito da alta de juros na poupança, o país hoje já zerou o estoque de poupança para financiar o mercado imobiliário por isso estão buscando outros meios de financiamentos.

    Crise fiscal na Europa + fim do QE nos EUA com economia estagnada + bolha inflacionária nos mercados emergentes. O mundo não vai acabar mas não há céu de brigadeiro. Está mais para um céu nebuloso.

    Abcs, bons negócios.

    ResponderExcluir
  3. Mais um Brihante Comentario da Finanças Intelegentes
    Estou com 80% do meu Capital em CDB com 97.5% do CDI
    Um Grande Abraço.

    ResponderExcluir
  4. macr3,

    Regra nº 1 para qualquer investidor: não perder dinheiro.

    Você está muito bem posicionado e nadando junto com o mercado. Temos a melhor renda fixa do mundo, a maior taxa de juro real do mundo, não dá pra ficar de fora de uma barganha dessas ainda mais quando a bolsa está micada.

    Abcs, parabéns pela carteira.

    ResponderExcluir
  5. Oi tudo bem brother.

    Gostaria de agradecer ao comentário no blog, muito embora tenha estado ausente ultimamente. Gostaria de lhe propor parceria de blogs o que acha? Porque aí um aumenta a visibilidade do outro o que acha?

    Att., OAnalista

    ResponderExcluir