quarta-feira, 29 de junho de 2011

O que está por trás da fusão entre Pão de Açúcar e Carrefour?

O estardalhaço criado na mídia focando a briga entre os sócios controladores do Pão de Açúcar e Carrefour está camuflando uma operação do governo para influenciar/intervir diretamente o setor de supermercados no Brasil. Lamentavelmente o governo está articulando nos bastidores mais uma intervenção direta na economia do país. Após a bilionária jogada feita no ano passado para aumentar sua participação na Petrobras por meio do BNDES utilizando dinheiro público, o governo agora quer interferir e influenciar as grandes redes de supermercados no Brasil através do BNDES utilizando novamente o dinheiro público.

A fusão entre Carrefour e Pão de Açúcar só poderá acontecer com a intervenção do governo, que ficará a cargo de injetar o dinheiro via BNDESpar (braço direito do BNDES) para que a união se concretize. O governo passaria a ser o grande sócio desta nova empresa a ser criada aumentando sua influência sobre a economia do país. Nos últimos anos o governo tem viabilizado fusões e se tornando sócio de um número crescente de empresas no Brasil. No ramo de energia é indiscutível, "quem manda" na Petrobras é o governo. No ramo de mineração, o novo presidente da Vale (Murilo Ferreira) já deu sinais de que vai ceder aos interesses do governo, a Vale estuda atuar no ramo de siderurgia (um dos setores menos rentáveis da economia atualmente).

"Curiosamente" as empresas onde o governo tem forte participação societária fazem parte de setores monopolizados da economia, não há concorrentes a altura de uma Petrobras ou Vale e não vai haver concorrentes a altura de uma fusão entre Pão de Açúcar e Carrefour. Isso é um perigo para qualquer economia do mundo, a história mostra que a forte presença do Estado não é saudável para o crescimento econômico sustentado.

A dura verdade é que o varejo brasileiro está para ser "estatizado" e as pessoas não tem conhecimento disso. Além disso, representantes de fornecedores de leite longa vida, trigo, carne bovina, café torrado e moído e entre outros consideram que a alta concentração do varejo é negativa em termos de negociação, por causa da perda do poder de barganha. Juntos, Pão de Açúcar e Carrefour dominarão 1/3 do mercado varejista nacional e os consumidores poderão ser prejudicados mais uma vez.

Os chineses compram o nosso minério, levam para a China e fazem o aço, voltam aqui e conseguem vender o aço mais barato do que o de nossas próprias siderúrgicas. A nossa gasolina é uma das mais caras do mundo para um país que é potência petrolífera. Estes são apenas alguns exemplos do que representa o verdadeiro poder do estado sobre a economia.

Voltando para o mercado de capitais, pode-se observar que o giro na Bovespa ficou concentrado nas siderúrgicas (estavam bastante sobrevendidas) que sustentaram a leve alta do índice, já que vários setores da Bovespa estavam operando na venda (o famoso rodízio no qual sempre comentamos aqui no Finanças Inteligentes). O índice bovespa deixou um doji de indecisão acima da linha central de bollinger, o que não é um bom sinal para o curtíssimo prazo, os trades não encerrados após a entrada de ontem devem estar com stops ajustados para evitar devolver o lucro pro mercado. O índice agora tem pela frente uma LTB a ser rompida.


No cenário internacional a aprovação do plano de austeridade fiscal pelo Parlamento grego não surpreendeu os mercados, já que o fato foi precificado anteriormente conforme análise explicativa feita pelo Finanças Inteligentes na terça-feira dia 28/06. O índice Dow Jones fechou em alta testando a sua LTB da tendência de baixa no curto prazo. Pode aparecer um movimento de realização de lucros em Wall Street a partir de amanhã.

11 comentários:

  1. Perfeito o post de hoje! Disse tudo. Esta intervenção massiça do estado na economia vai trazer, como conseqüência, muita dor e sofrimento para o povo no futuro (e acredito que não muito distante). Esta visão socialista deturpada que o governo e a maior parte dos partidos de esquerda tem ainda vai levar o país à ruína.

    ResponderExcluir
  2. Olá, na matriz poderiamos ver um triangulo simétrico?? Nas siderurgicas pra mim apenas um repique para aliviar a sobrevanda, o alvo são as minimas de 2008 em Usmi5 e Ggbr4, Csna3 se não se segurar por ai vai para os R$ 13,xx, um forte suporte...em resumo a coisa tá feia!!!
    Ivan

    ResponderExcluir
  3. kbssaum,

    Obrigado! Certamente, essas intervenções estatais são cada vez mais nítidas e preocupantes. Não vejo como sair bem dessa situação no futuro, e você já deve saber quem é que vai pagar o pato de toda essa "aventura populista" do governo... todos nós.

    Abcs,

    ResponderExcluir
  4. Ivan,

    No Dow Jones dá pra puxar uma linha começando pelos 11.5k até os 11.8k que juntamente com a LTB pode sim formar um simétrico, porém eu não tracei porque desconsideraria o fundo desta pernada de alta em 12.1k (de maior importância na minha opinião). Porém o mais importante é ficar de olho na LTA do semanal, o repique foi em cima dela.

    Este repique nas siderúrgicas pode ser temporário, veja que no semanal havia uma distância considerável entre os preços e a média móvel simples de 20 períodos e este movimento deve permitir uma reaproximação natural da média. Por enquanto apenas isso, a tendência principal é de baixa.

    Abcs, bons trades

    ResponderExcluir
  5. FI, excelente post, parabéns.

    Ontem o mercado provou mais uma vez sua irracionalidade, só com o anúncio de uma possível fusão, as ações do Pão de Açúcar tiveram alta de 12%. Como defensor de uma política mais monetarista não defendo uma participação tão efetiva do Estado na economia. Fico meio cismado com o BNDES como sócio.
    Já o plano de austeridade (não gosto desta palavra) era esperado, mas que somente ele não irá salvar a Grécia é fato. Declarar moratória? Uhum, Portugal, Irlanda e Espanha, vira bola de neve e f#$%&* com toda a Europa.
    O Brasil precisar agregar valor as commodities. Vender commodities não deixa país nenhum rico. Para mim é tão claro isto, será que só o governo não vê!?
    Para os trades hoje a GGBR foi grande alegria, chegou subir 5% ao longo do dia.

    Abraço

    ResponderExcluir
  6. Jônatas,

    Obrigado! Pois é, o mercado aproveita dessas "anúnicos bomba" pra manipular o papel, imagine o que teve de gente sendo estopada hoje depois que o papel comecou a cair depois de ir nos 82,00.

    Sobre o plano de austeridade é isso mesmo, por isso a UE pressionou a Grécia para aprovar o plano e evitar um efeito cascata de quebradeira na Europa. Agora a população do país vai sofrer e muito com as medidas de austeridade que não vão resolver muita coisa porque o país terá que se reestruturar mais cedo ou mais tarde.

    Pois é, essa GGBR4 me paga rsrs... eu estava de olho nela pra pegar na abertura do pregão mas cancelei a ordem de compra porque eu percebí que o movimento na bolsa estava frio (abriu fraco com Europa bombando é mal sinal). Só que foi justamente nela (além da USIM5 e CSNA3) que o mercado pegou pra puxar. Esta alta relembrou os velhos tempos do mercado em 2009...

    Abcs e bons negócios,

    ResponderExcluir
  7. Sr. finanças inteligentes:
    Agora você pode usar uma plataforma gráfica grátis e completa para fazer suas análises (faça o cadasttro): www.investcharts.com

    ResponderExcluir
  8. Lamentável e triste... daqui a pouco seremos uma nova Venezuela, Cuba e etc, onde falta tudo nos mercados (de sal a papel higiênico), sem falar nos preços abusivos. Veremos brasileiros nas filas brigando por comida ou gastando % relevante dos salários com alimentação (o resto fica para saúde, segurança e moradia)... e os petralhas so ganhando com consultorias...

    Que tal uma manifestação contra o PA? não comprar mais nada deles?

    ResponderExcluir
  9. Ernesto Vasserstein,

    Vou verificar. Obrigado

    ResponderExcluir
  10. Anônimo,

    Excelente idéia! Aliás essa é a maior arma do consumidor. O brasileiro ainda não aprendeu a utilizar, mas quem sabe conscientizando mais as pessoas isso não funciona? Aprovei a sua idéia e vou utilizá-la. Parabéns!

    Abcs,

    ResponderExcluir
  11. Bom Dia Senhores,

    Este é o meu 1º contato em comentar nesta pagina.
    Observo que ambos falam muito na regional São Paulo/Rio de Janeiro e Minas.. Mas se esquecem que tem outros mercados a nivel de potencial grande como Maranhão , Fortaleza , Belem , Bahia com empresarios de escala enorme o maior exemplo é o Grupo Mateus com faturamento de 2 bilhões e meio no ano onde nas revista como ABAD , DEC NEWS , ABRAS , ASPA nem é vinculado mais por que? Outro fator é o Grupo Carvalho & Fernandes o maior Atacadista de Balcão do Nordeste com faturamentos de todo o Grupo em 4 Bilhões..Será que só na regional de sima tem grandes Empresas acho e vejo que a elite das informações deveriam ver e analisar bem o mercado para evitar falar ou descrever informações sem a devida abilidade do mercado nacional onde eu vejo da seguinte forma em crescimento. Muitos se gabam com SP é o maior polo Industrial do Brasil pelo monopolio da Midia ..errado esta informação do dia ...avaliei onde tem os maiores Distribuidores/Atacadistas de Cosmeticos do Brasil em MG....Galera atualizem suas paginas informativas...o mercado é grande mais a Midia só abre 1/3 das informações...a nossa cultura é imensa e vasta ..Sr Finança Inteligente faça uma reportagem sobre os REIS DO COMERCIO nas 29 Federações do Brasil...

    Sds,

    Paulo Bozanno

    ResponderExcluir