sexta-feira, 1 de julho de 2011

Enfim apareceu a força compradora

Demorou mas apareceu, a força compradora desembarcou de vez na Bovespa nesta sexta-feira. O volume avassalador do pregão denuncia movimento forte por parte dos investidores estrangeiros, o nosso mercado sozinho não é capaz de levantar 7,3 bilhões em um só dia. Com um volume desses e uma alta forte no índice, puxada principalmente pela Vale e siderúrgicas, pode-se pressupor que os investidores estrangeiros estão virando a mão. Primeiro porque começaram a reduzir posição vendida no mercado futuro (recomprando os contratos vendidos), segundo porque aumentaram posição vendida sobre o dólar (normalmente a bolsa faz um movimento inverso ao câmbio) e terceiro porque as principais blue chips do índice fecharam a semana em forte alta (pra levantar papéis de alta liquidez é necessário um grande volume de negócios e quem pode proporcionar este volume são os estrangeiros).

Na semana, o Ibovespa acumulou ganhos de 3,90% impulsionado pela notícia de que a Vale aprovou o programa de recompra de ações, avaliado em até 3 bilhões de dólares. O rally mundial enfim apareceu por aqui, porém o investidor deve ficar atento pois o movimento está concentrado nas blue chips. Principalmente nas empresas que sofreram bastante neste primeiro semestre de 2011, inicialmente o movimento é de repique, aliviando a sobrevenda com fundos temporários nos gráficos. O índice bovespa também trabalha em um movimento de repique, pois a tendência de baixa no médio prazo continua intacta. Reparem no gráfico abaixo que o repique foi exatamente na linha de retorno deste canal de baixa. Os próximos alvos do Ibovespa são a região de resistência em 64k e posteriormente se passar desta região o alvo será a média móvel simples de 20 períodos (que deverá se encontrar com a resistência nos 65.2k).


Notícias boas também chegaram dos Estados Unidos, o índice ISM de atividade industrial nacional do país subiu para 55,3 em junho, contrariando as estimativas dos economistas de queda para 51,8. Este indicador mostra que houve um aumento na atividade industrial nos EUA, mas esta leitura deve ser estudada com cuidado. A recuperação econômica do país ainda é lenta e o desemprego continua alto demais. Além disso, o déficit público continua alto e o teto da dívida obrigatoriamente deverá ser elevado para que o país continue funcionando e honrando com as suas dívidas.

Mas parece que em Wall Street por enquanto ninguém quer saber dos problemas do governo americano. S&P500 e Dow Jones fecharam a semana em forte alta, como há muito não se via. Desde o fundo da crise em 2008 que o mercado americano não subia tanto em uma única semana. Chega a ser bizarro o candle de alta no Dow Jones, em cima da LTA de médio/longo prazo após um candle de indecisão do movimento de baixa das últimas semanas. Em uma única tacada o índice recuperou as perdas das últimas 6 semanas, a força compradora simplesmente liquidou as posições vendidas de Wall Street, mercado ficou limpo pra subir e foi o que aconteceu.


A Europa também fechou a semana com chave de ouro. Os mercados manteram o movimento de alta após a aprovação do plano de austeridade fiscal pelo Parlamento grego. DAX (Alemanha) também recuperou as perdas das últimas 6 semanas, movimento idêntico ao Dow Jones. A linha central de bollinger foi rompida e a tendência de alta no médio/longo prazo permanece inalterada.


Na China, a bolsa de Xangai não subiu tanto quanto os demais índices mundiais. Na verdade Xangai antecipou o rally mundial, o forte movimento de alta na China aconteceu semana passada. Esta semana o índice fechou em leve alta marcando um spinning top, o que é normal após uma semana de forte alta.


Finalizando a queda no índice de volatilidade (VIX), voltando para a casa dos 15 pontos, confirmou a mudança de humor nos mercados. O pessimismo deu uma trégua e as bolsas como estavam bem sobrevendidas entraram em um rally de alta. Para a próxima semana não podemos esperar um novo rally como este, mesmo porque em nosso caso estamos trabalhando um repique de alta dentro de uma tendência de baixa maior. Subir o stop e preservar o lucro, o mercado faz o resto.

9 comentários:

  1. FI,

    Estou comprado e comprando CSNA3, a empresa sempre pagou dividendos e tem um bom ROE. Está mordendo devagar as ações da Usiminas... comprando ON e PN da USIM. Vc tem CSNA3?

    ResponderExcluir
  2. Heavy Metal,

    Sim, o ROE da CSNA3 é espetacular e paga bons dividendos. O bom da CSN também é a mina da Casa da Pedra. Eu só não gosto do setor de siderurgia, é mais rentável vender minério do que fazer o aço no Brasil, não dá pra competir com as siderúrgicas asiáticas sem uma fusão aqui no Brasil, deve ser essa a intenção da CSN ao comprar ações da Usiminas. Mas você pegou CSN bem no fundo, papel no chão, bem sobrevendido e em cima dos 61.8% fibo, tem tudo pra continuar este repique de alta.

    Eu não tenho CSNA3, estava esperando ela chegar no "osso" alí nos 17,80 mas não foi rsrs. Não pago mais caro agora porque fugiu do meu sistema e também porque não tenho intenção de abrir posição de LP na bolsa, o filé do mercado continua na renda fixa (CDB pré, pós, TD, etc) na minha humilde opinião. Meu estilo de operar é diferente e mais agressivo (diversifico pouco e entro forte nas posições), estou utilizando bolsa apenas para curto prazo (minhas operações preferidas), devo manter esta estratégia até o momento em que o Ibovespa sair desta zona de congestão de longo prazo.

    Abcs, bons negócios.

    ResponderExcluir
  3. Finanças,

    Tem preferido papéis pré, pós ou atrelados ao IPCA?

    Abraços,
    Marcos

    ResponderExcluir
  4. Marcos,

    Todos rss. Na verdade vai depender de quanto o banco está disposto a pagar, mas acho sensato mesclar pré e pós fixado e não concentrar tudo em um único banco. Não é difícil achar CDB pós a 103% do CDI pra um ano. Alguns bancos estão pagando taxas acima de 13% no pré. O banco Sofisa é um deles. Segue o link: http://www.sofisadireto.com.br/Default.aspx

    Abcs,

    ResponderExcluir
  5. Faltou dizer que é recomendável reforçar posição no pré-fixado assim que o BC mudar o tom da ata sinalizando fim do aperto monetário. Nesses momentos os juros futuros tendem a cair e consequentemente vai impactar no pagamento das taxas pré-fixadas. Sempre quando sai ata do BC eu dou uma analisada e posto aqui no blog.

    Abcs, bons investimentos

    ResponderExcluir
  6. Olá, Csna3 e Petr4 não estão se saindo nada bem, ja montaram barreira nos R$19,65 e R$23,90, tomara que esta semana testem as próximas resistencias, na Petr4 temos os R$ 24,50, na csna3 o papél ta tão ruim que está difícil objetivos, pra vç quais serião??? Temos os 65K no Ibov, acho que para por ai, topos e fundos perdidos, tá complicado!!!
    Ivan

    ResponderExcluir
  7. Ivan,

    Só não está mais complicado do que este time do Brasil na Copa América, mas vamos lá:

    CSNA3 marcou fundo nos 18,40 e neste mesmo dia deixou um doji de indecisão interrompendo a grande sequência de baixa do papel. Ela foi no objetivo inicial que é a média móvel simples de 20 períodos (ou linha central de bollinger), só que está testando esta linha há 3 pregões seguidos e não consegue rompimento. Se romper esta média ela teria caminho livre pra percorrer até os 20,57.

    Sobre o Ibovespa acho que tem espaço pra tocar os 65.2k, a alta da última semana deve ter limpado muita operação de venda. Mas primeiramente tem que passar pelos 64k que é uma barreira complicada, poderá formar um fundo ascendente antes deste rompimento. O que não pode é enrolar e andar de lado demonsrando fraqueza, aí vendas reaparecem.

    Abcs,

    ResponderExcluir