quinta-feira, 28 de julho de 2011

Jogo político tem limite

Wall Street completou hoje o quinto dia consecutivo de queda devido ao impasse sobre a elevação do teto da dívida norte-americana. Os republicanos são maioria na Câmara e deverão votar hoje a noite um pacote diferente do que está sendo proposto pelo Senado, de maioria democrata. Ambos os partidos não conseguem chegar a um consenso, uma dura disputa política está em jogo (claramente visando as eleições presidenciais do ano que vem) que poderá sacrificar a economia. A maioria democrata no Senado já deixou sob aviso que não irá acatar o pacote dos republicanos se o mesmo for aprovado na Câmara hoje a noite.

Acontece que o prazo está acabando. Os incompreensíveis congressistas americanos têm até a próxima terça-feira, 2 de agosto, para resolver o impasse do teto da dívida dos Estados Unidos. Se não houver acordo, a partir do dia 3 de agosto o governo será obrigado a dar o calote. Imagine os pensionistas do Estado não recebendo o seu pagamento no início do mês, ou mesmo um cheque sem fundo do Tesouro americano na sua mão, ou então um calote nos títulos públicos? São situações totalmente fora de cogitação, em menos de um mês a economia mundial desabaria em peso se nada fosse feito.

Não há outra saída. O teto da dívida americana terá de ser elevado. Em quais condições "não importa", tanto os republicanos quanto os democratas tem de ceder nas negociações, o limite chegou e a partir de agora qualquer decisão política que prejudique a maior economia do mundo (e consequentemente o resto do planeta) deverá ser julgada pelas catastróficas e incalculáveis consequências que estão por vir.

Henry Paulson, secretário do Tesouro americano durante crise de 2008, reuniu os principais banqueiros do país em uma sala fechada e disse algo parecido com: "ninguém sai daqui se não resolverem a situação". Na atual conjuntura, Obama deveria fazer o mesmo.

Dow Jones fechou em baixa mais uma vez, após uma tentativa frustrada de recuperar a média móvel simples de 50 períodos. O pivot de baixa foi acionado e a LTA de longo prazo poderá ser perigosamente testada novamente.



No Brasil, a Bovespa fechou o pregão em alta animada com a ata de inflação mostrando que o Banco Central está perto do fim do ciclo de aperto monetário. Apesar de tudo pode ser que ocorra um novo aumento de 0,25 p.p. na taxa selic ao final de agosto (próxima reunião do Copom). O repique de alta perdeu força no final do pregão com as realizações de lucro, muitos investidores não estão querendo dormir em posição comprada devido as incertezas no mercado quando à crise fiscal na Europa e nos Estados Unidos, além dos nossos próprios problemas político-econômicos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário