quinta-feira, 15 de setembro de 2011

Chegou o primeiro socorro

A crise mal começou a se agravar na Europa e os bancos europeus já estão necessitando de ajuda. Hoje foi anunciado pelo BCE (Banco Central Europeu) o primeiro socorro de liquidez à estas instituições financeiras. O BCE emprestará dólares aos bancos comerciais europeus a uma taxa de juros fixa para fornecer a estas instituições toda a liquidez que eles necessitem. Em troca, estes bancos devem fornecer garantias de que possuem quantidades suficientes de dólar até o final de 2011. O plano contará com a ajuda do Federal Reserve (Banco Central dos EUA), Banco da Inglaterra, Banco do Japão e Banco Nacional Suíço.

Esta medida visa reforçar a solvência dos bancos europeus que estão claramente debilitados pelo mercado interbancário. No último ano, os bancos europeus perderam o acesso a mais de 700 bilhões de dólares em financiamentos. Boa parte desta liquidez foi comprometida pelos bancos americanos que reduziram consideravelmente financiamentos aos bancos europeus.

Esta notícia de que 5 dos mais poderosos bancos centrais mundiais irão atuar em conjunto para tentar assegurar a liquidez no mercado interbancário europeu animou as bolsas de valores ao redor do mundo inteiro, menos aqui no Brasil. O Ibovespa foi atingido pela piora no cenário inflacionário no país. A FGV (Fundação Getúlio Vargas) divulgou indicadores preocupantes nesta quinta-feira. O IGP-10 mais do que triplicou em apenas um mês, saindo de 0,20% em agosto para 0,63% em setembro. Neste ritmo, o limite máximo da meta de inflação passa a ficar seriamente comprometido, conforme divulgamos no dia em que o Banco Central surpreendeu o mercado cortando a taxa selic em 0,5 p.p.

O índice Bovespa fechou praticamente estável com mais um doji de indecisão. Já são 3 dojis tocando a LTA de curto prazo somente nesta semana, demonstrando fraqueza do mercado para pegar um impulso mais consistente a partir desta linha de tendência de alta de curto prazo.


Nos Estados Unidos, assim como na Europa, o dia foi de bons negócios para a parte compradora do mercado. Na Europa os índices estão mantendo um movimento de repique devido o alto nível de sobrevenda na maioria dos papéis, em especial as ações do setor financeiro. Em Wall Street, o índice Dow Jones conseguiu passar pela linha central de bollinger mantendo o movimento de repique iniciado a partir do martelo deixado na segunda-feira desta semana. Fechou o dia testando a linha de tendência de baixa que vem do topo histórico deste ano onde deverá encontrar certa resistência para passar.

4 comentários:

  1. Eu fiquei na dúvida.

    Será que o "primeiro socorro" não foi último? Um dos blogs do WSJ lançou essa análise. Toda a movimentação feita até o momento pode não ser de ajuda, mas de contenção preventiva dos futuros efeitos de um default grego.

    No seu exemplo: a liquidez garantida em dólares até o final de 2011 seria justamente a força e o prazo necessários para a Europa se recompor da débâcle grega.

    O que você acha?

    Abraços,
    TR

    ResponderExcluir
  2. Olá, o Ifr está apontando tbm a fraqueza do mercado e no Ibov parece ter um triangulo de curto prazo, bom à julgar o sinal deixado hoje temos uma indicação de provável rompimento para baixo, com todos os noticiários só falando de crise de um lado e desmantelo do outro qualquer investidor pensa mil vezes antes de se aventurar no titanic!!!
    Agradeceria uma análise na Petr4, os indicadores Obv, dist-acum e Macd apontam boa entrada de capital, estou aguardando mais um teste no fundo principal para me posicionar, ou então rompimento dos R$ 21,00, o menos provável por enquanto, obrigado;
    Ivan

    ResponderExcluir
  3. TR,

    Boa observação. Na verdade isso ficou definido como pré-requisito pros bancos terem acesso à injeção de liquidez, talvez seja até final de 2011 pois os empréstimos serão de curto prazo, mas com certeza este prazo foi estudado minuciosamente pelos BCs, pode ser por isso também.

    Eu já acho que foi uma medida de urgência, já que a liquidez do mercado interbancário europeu está secando, e banco sem liquidez não consegue operar. Se a Grécia der o default, os bancos terão que jogar nos balanços essas baixas contábeis com os títulos podres, isso não vai ser nada bom de se ver. Algumas instituições terão mais riscos de solvência, mesmo com essa injeção em dólar. Pra mim a situação continua bastante delicada, mais uma vez estão apenas tampando o sol com a peneira.

    Abcs,

    ResponderExcluir
  4. Ivan,

    Exatamente! Pelo gráfico intraday de 60 minutos dá pra ver esse triângulo bem formado, e que por sinal apresenta divergência de baixa, apontando que o rompimento deverá ser pra baixo.

    Para abrir novas compras eu ficaria de fora por enquanto. Para a petro poderá ser uma boa oportunidade se o papel testasse o último fundo quando ibov foi nos 48k, seria uma compra no suporte acreditando em um fundo duplo. Vamos aguardar ibov definir logo se rompe esta LTA curta para baixo ou se ataca logo os 58. Está mais "fácil" ir pra baixo.

    Abcs,

    ResponderExcluir