sexta-feira, 7 de outubro de 2011

Sistema financeiro europeu não pode mais esperar

As rotineiras divergências entre as lideranças políticas na Europa precisam ser encerradas o mais rápido possível para a sobrevivência do sistema financeiro europeu. A crise não é mais apenas um problema de dívida soberana de países problemáticos na Europa, agora é também um grave problema de liquidez no mercado interbancário. E quando o sistema financeiro é afetado, este exige ação imediata por parte dos governantes. Mas não é o que está acontecendo, é difícil de acreditar que as autoridades políticas na Europa continuam batendo cabeça apesar de tantas reuniões (a grande maioria infrutífera por sinal).

Alemanha e França, por exemplo, ainda estão dividas quanto ao socorro aos bancos. A França deseja utilizar o fundo de resgate da zona do euro (detentor de 440 bilhões de euros), para recaptalizar seus próprios bancos. Já a Alemanha insiste que o fundo deve ser utilizado apenas como último recurso, em última instância, quando nenhum fundo nacional estiver disponível. Lembrando que os bancos franceses tem maior exposição à dívida grega do que os alemães.

Enquanto os políticos continuam neste impasse os bancos europeus ficam à mercê dos mercados. O volume de depósitos no BCE (Banco Central Europeu) está batendo recorde este ano, justamente porque os bancos duvidam da capacidade de pagamento dos próprios concorrentes. Um fato é praticamente certo de acontecer: alguns bancos irão sofrer severas baixas contábeis com um provável calote (organizado ou não) da Grécia. Mas aí é que mora o perigo, esta perda não pode extrapolar um certo limite para o banco se manter solvente. Este limite, por enquanto ninguém sabe. Por isso, infelizmente, haverá a necessidade de se injetar capital em algumas instituições financeiras grandes demais para falir. No final das contas, a população irá bancar a irresponsabilidade dos grandes bancos europeus, assim como ocorreu em 2008 nos Estados Unidos.

A Moody's não perde tempo e hoje anunciou o corte no rating de 12 instituições financeiras britânicas e seis bancos portugueses. Instituições britânicas famosas como o RBS (Royal Bank of Scotland), Nationwide Building Society e Lloyds TSB Bank estão entre os grandalhões que sofreram baixa no rating. A Fitch aproveitou o embalo da Moody's nesta sexta-feira e também mostrou o seu facão ao cortar os ratings de Itália e Espanha em uma só tacada. A agência de classificação de risco S&P está um pouco quieta, talvez por sofrer pressão exagerada do mercado e do governo norte-americano ao rebaixar, merecidamente, o rating dos Estados Unidos.

Uma observação curiosa, o banco Dexia (que está sob risco de falência, alertado pela Moody's esta semana) foi considerado sadio na rodada de testes de estresse realizada no meio deste ano. Como é possível o banco ser considerado sadio sendo que 3 meses depois a instituição financeira encontra-se à beira da falência? A credibilidade do teste de estresse realizado nos bancos europeus foi por água abaixo.

Por incrível que pareça, ao contrário do que ocorreu no início da crise do subprime, as agências de classificação de risco estão honrando o seu trabalho nesta crise atual. Não podemos reclamar de falta de aviso, pois há mais de um ano os ratings estão sendo colocados em revisão e cortados a medida em que a crise vai se agravando na Europa. Hoje mesmo podemos desfrutar de mais uma importante informação emitida pela Moody's: a Bélgica também está com problemas.

A Moody's informou que poderá cortar o rating da Bélgica devido as dificuldades do país em lidar com os elevados níveis de dívida pública, além de preocupações com os riscos de financiamento no longo prazo. Isso não cheira muito bem, a Bélgica poderá ser o próxima da lista na Europa.

Apesar de tudo, as bolsas europeias mostraram mais uma vez a soberania do mercado. Papel barato no curto prazo, após uma forte onda vendedora avassaladora, sempre dá repique, independente dos fundamentos da empresa e dos noticiários econômicos. O especulador não vai parar de operar só porque o futuro é incerto, ele vai tentar tirar proveito de qualquer situação, seja comprando ou vendendo. Uma prova disso é o repique do DAX (Alemanha), ao mesmo estilo das demais bolsas européias.


A semana nos Estados Unidos também fechou em alta. O índice Dow Jones se mantêm dentro da faixa entre média móvel simples de 200 períodos semanal e resistência dos 11.6k, formando uma pequena zona de congestão. O rompimento, provavelmente para baixo, poderá engatar uma nova pernada para o índice.


No mercado asiático as bolsas estão demonstrando fraqueza. Reparem como o principal índice da bolsa de Xangai acompanha o movimento de abertura da bollinger inferior tocando-a há nove semanas seguidas em sua pernada de baixa dentro do canal de baixa de longo prazo.


No Brasil o fechamento semanal do Ibovespa foi um pouco decepcionante para os comprados mais otimistas no curto prazo. Espero que todos tenham armado stop para proteger o lucro conforme recomendação do post de ontem. O mercado mudou completamente o cenário da semana inteira em apenas 3 horas de pregão. O dia amanheceu em alta, favorecendo a formação de um martelo de fundo, mas na parte da tarde o mercado virou a mão rapidamente e desconfigurou este martelo (ou até mesmo um possível doji). O candle de fechamento é inexpressivo e não indica formação fundo temporário por enquanto.


Mesmo que a tendência de baixa no médio e longo prazo esteja inalterada, parece que a Bovespa se tornou uma bolsa micada no mundo. Não se percebe força compradora por parte dos estrangeiros, fundos e nem mesmo pelo investidor pessoa física. Apenas movimentos especulativos e nada mais. O índice está bem distante de duas LTBs de baixa e mal consegue chegar perto da linha mais rápida para fazer um teste. Entre as médias móveis ídem, a distância é considerável e mal conseguimos chegar perto. Além do mais, a média móvel simples de 20 períodos está cortando a média móvel simples de 200 períodos. Este bear market não parece ser tão rápido tal como foi em 2008.

Posts da semana:


A todos, um ótimo final de semana! Evitem as preocupações com o mercado.

11 comentários:

  1. O mundo pegando fogo e corre o boato do Itaú comprar o HSBC. Será que essa é a ajuda do Brasil para os europeus? rs

    []'s,
    Marcos

    ResponderExcluir
  2. Marcos ,

    Só aa parte operacional do brasil e chile .Os bancos precisão se capitalizar ....

    ASS: arriscatudo

    ResponderExcluir
  3. Marcos,

    O Itaú está de olho na carteira de clientes do HSBC aqui no Brasil e no Chile, como disse o Arriscatudo. É uma forma do banco HSBC se captalizar no mercado, já que no interbancário está um pouco complicado.

    Abcs,

    ResponderExcluir
  4. Arriscatudo,

    E o Bradesco não se mexe heim... está deixando o Itaú tomar espaço no mercado.

    Abcs,

    ResponderExcluir
  5. Excelente análise. Leio sempre os seus post por que são os melhores em finanças. Parabéns!

    ResponderExcluir
  6. FI,

    Bem lembrado. O que acontece com o Bradesco?

    Eles não fazem mais propaganda?

    Abraços,
    Marcos

    ResponderExcluir
  7. Gil Rodrigues,

    Quem sou em pra ser o melhor em finanças, mas obrigado mesmo assim!

    Abcs e bons negócios

    ResponderExcluir
  8. Marcos,

    O Bradesco parece que parou no tempo na expansão de negócios, deixou o Itaú passar na sua frente e nada fez para retomar o posto. Não sei o que está acontecendo dentro desta nova administração do banco, que não é a mesma que gerenciou a instituição quando mantia sua liderança no mercado.

    Já passou da hora do Bradesco surpreender o mercado com alguma estratégia de expansão, ou compra de carteiras, ativos, sei lá. Porte ($$$) pra fazer isso o banco tem de sobra.

    Abcs,

    ResponderExcluir
  9. O Bradesco deve estar esperando a crise recrudescer para entrar comprando tudo na bacia das almas. abs a todos

    ResponderExcluir
  10. Anônimo,

    Em questão de ativos sim, pode ser. Mas na questão de expansão de negócios acho que está ficando muito para trás.

    Abcs,

    ResponderExcluir
  11. OLÁ! GOSTARIA DE PEDIR UMA ANALISE DA ECOD3, AGORA VAGR3, SI POSSIVEL...
    UM BOM FINAL DE SEMANA A TODOS!!!

    ResponderExcluir