segunda-feira, 7 de novembro de 2011

O ouro que puxa as commodities

Após marcar fundo no final do mês de setembro/2011, o mercado voltou a especular no ouro de forma mais intensa nas últimas semanas em busca de uma boa rentabilidade no curto prazo. A cotação fechou em seu patamar mais elevado nas últimas 6 semanas, rompendo um canal de alta demonstrando uma força compradora ainda maior no movimento altista iniciado no início do mês de outubro.


Esta puxada no ouro, conforme podemos observar no gráfico acima, representa uma janela de oportunidade para os especuladores que estão estendendo o foco de atuação também no barril de petróleo. Como os ativos nas bolsas ficaram caros no curto prazo, nada melhor do que especular naquilo que apanhou bastante há dois meses atrás.

E por falar em petróleo, o barril do tipo light conseguiu ultrapassar a barreira dos 95 dólares e segue rumo para atingir a cotação dos 100 dólares/barril nas próximas semanas. Em pouco mais de um mês a cotação do barril subiu quase 20 dólares conforme podemos observar logo abaixo.


Na visão dos economistas, não faz sentido o petróleo subir (puxando boa parte das commodities) se estamos em um processo de desaceleração da economia mundial. O raciocínio lógico seria menos crescimento, gerando uma demanda menor, jogando o preço para baixo. Houve sim uma redução no preço das commodities no 3º trimestre deste ano, mas como a queda foi rápida o mercado encontrou uma boa oportunidade para especular na compra. Principalmente puxados pelo petróleo, influenciado também pela redução da oferta, que ajudou a equilibrar a demanda desaquecida.

Sem surpresas, o índice Bovespa fechou em alta influenciado pelas ações expostas ao mercado de commodities. Por isso mesmo o filé do mercado continua sendo as blue chips do índice. O impulso de hoje começou a partir do teste sobre a LTA de curto prazo que está sustentando esta alta desde os 49.4k. Se confirmado o rompimento dos 58.6k o índice vai buscar mais um teste sobre o patamar psicológico dos 60k.


No cenário externo, o primeiro-ministro da Itália (Silvio Berlusconi) já está jogando suas últimas cartas para evitar uma renúncia. Berlusconi precisa de um voto de confiança de seus parlamentares para permanecer no cargo. O mercado irá agradecer se Berlusconi cair, assim como agradeceu à queda do primeiro-ministro grego, Giorgos Papandreou, confirmado ontem à noite (aguardando apenas definição do governo provisório).

Os índices em Wall Street também fecharam em alta. Mas Dow Jones está "sambando" sobre a média móvel simples de 200 períodos do gráfico diário e hoje conseguiu encerrar o pregão acima desta linha. Com o fundo confirmado em 11.6k podemos traçar uma LTA curta que pode dar impulso para um reteste sobre o último topo desta pernada de alta iniciada no início do mês de outubro. Apesar de tudo a redução de volume confirma a exaustão do movimento, risco x retorno para compra não está "as mil maravilhas" e exige atenção redobrada aos aventureiros de plantão.

4 comentários:

  1. FI,
    A petro não para de subir... na sua opinião, vc acredita que estamos prestes a ter uma realização na casa dos 20,00 ou ela continuará a subir até o final deste ano?, aproveitando, pergunto isso pq fiz uma venda de opc coberta e já estou no preju de mais de 1,70 nesse caso, qual sugestão de estratégia vc daria para que eu pudesse minimizar esta perda?

    Abs,

    Carlos

    ResponderExcluir
  2. Carlos,

    PETR4 muito forte no curto prazo, subindo e fechando GAPS. Acho que o ponto de vender nela pra especular é na região dos 23,75. Alí é área boa pra socar com um ótimo risco x retorno e ponto de stop, ainda mais se chegar lá de uma vez, sobrecompra vai estar estourando teto.

    Pra médio prazo ela tem fundo duplo formado no semanal com uma pernada muito boa a pós a confirmação do fundo, tende a manter esta tendência...

    Eu não sei qual a sua forma de operar, se você tem gordura pra queimar que vale a pena arriscar segurar o papel acreditando num aparecimento da força vendedora mais em cima. Eu quando especulo e não dá certo, pulo fora rápido para minimizar o prejuízo. Agora no seu caso é difícil porque você insistiu no erro, não há muita saída a não ser limitar a perda daqui pra frente de acordo com o seu "limite" para prejuízo. Nâo pode deixarum prejuízo pequeno virar uma bola de neve.

    Abcs, boa sorte

    ResponderExcluir
  3. É amigo, se respeitar a AT, tá na hora do ouro dar uma aliviada...

    ResponderExcluir
  4. Anônimo,

    Para curtíssimo prazo sim, mesmo que seja para fazer um fundo ascendente logo adiante.

    Abcs,

    ResponderExcluir