quinta-feira, 8 de março de 2012

Fundos DI: abandonar navio

Mais uma vez problemas com o sinal da internet me impediram de postar ontem à noite, novamente peço desculpas à todos. A grande notícia de ontem que vai mexer com o mercado financeiro daqui pra frente foi o corte agressivo de 0,75% p.p. na taxa selic. Pedra cantada no post de sexta-feira da semana passada: “Tsunami monetário = corte 0,75 na selic?”. Para os que não entenderam o porque deste corte nos juros sugiro leitura.

Este post de sexta-feira economizou o que iria escrever após a reunião do Copom. Portanto vamos nos concentrar naquilo que é mais importante: o que fazer a partir de agora? Evitar fundos DI com taxas de administração acima de 1%, evitar aplicações em CDB, evitar qualquer tipo de aplicação pós-fixada com prazo inferior à dois anos. A taxa selic em 9,75% corroi o rendimento da renda-fixa devido à tributação do imposto de renda e taxas de administração dos fundos de investimento. Neste caso o juro real pode cair para menos de 2% ao ano (no melhor dos casos com 15% de I.R. e 1% de taxa de administração) ao ano se considerarmos uma inflação de 5,5%. Este cálculo foi feito de forma grosseira, apenas para tomada de decisão.

Mesmo no CDB pós-fixado, onde não há cobrança de taxa de administração, o juro real vai ficar baixo. No momento ainda pode pagar um juro real acima de 2%, mas sabemos que é por tempo limitado, pois a taxa selic continuará caindo conforme as sinalizações do Banco Central. Então não tem jeito meus amigos, a partir de agora pós-fixado é mau negócio. Aplicações pré-fixadas, onde se define a taxa no momento da compra, podem ser bom negócio para efeito de diversificação se estiverem acima dos 10,50% ou perto disso.

Outro ponto importante a ser considerado: proteção. Há muito tempo não sabemos o que é uma política de metas de inflação, a postura do governo é flexibilizar a política monetária para fomentar o crescimento do país. Portanto o investidor deve procurar meios para evitar perda de capital, isso pode ser feito através de aplicações em títulos indexados pela inflação + bônus adicional. O problema é que os bônus pagos pelas NTNBs do tesouro direto estão baixos demais, acompanhando a queda dos juros no mercado futuro. Certamente não é um bom negócio fixar um bônus tão baixo para se proteger contra a inflação, no final das contas seus investimentos não irão sair do lugar, pois voltaremos novamente para aquela história de juro real abaixo de 2% ao ano.

A única saída para quem ainda não está protegido é entrar para o mercado de renda variável visando aplicações em ações boas pagadoras de dividendos. E mais uma vez temos outro problema pois a bolsa já subiu 16,32% este ano, o momento para entrada não é tão bom pois os preços dos ativos não estão na promoção. É necessário garimpar bastante para encontrar alguma coisa no mercado, mas ainda há opções, porém com um ágio maior. Utilizem os comentários do blog ou e-mail para discutirmos os ativos que chamaram suas atenções ou demais modalidades de investimentos.

Existem ainda outras opções de investimentos mais arrojadas para fugir da baixa rentabilidade da renda fixa. São elas: imóveis, câmbio, mercado futuro e até mesmo o empreendedorismo. Obviamente são opções onde não se encaixa o conservadorismo da renda fixa, mas sintam-se a vontade para debater sobre qualquer uma delas.

Vida de investidor não é fácil, mas o mercado está sempre a sua disposição oferecendo diversas oportunidades. A única coisa que você precisa fazer é se mexer.

Abaixo seguem os gráficos do Ibovespa e Dow Jones. Ambos repicando mantendo análise suportes e resistência destacados na análise de ontem.


14 comentários:

  1. Escreví correndo este post, portanto qualquer coisa podem retrucar rsrs...

    ResponderExcluir
  2. FI,

    As LCIs pós fixada não seriam uma oportunidade?

    Abraços,
    Sir Income

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sir Income,

      O Banco Central provavelmente irá cortar novamente a taxa selic nas próximas duas reuniões do Copom. Vamos supor que seja 0,50 p.p. de corte para cada reunião, dando um total de 1,00 p.p. de corte. A selic cairia para 8,75% (já tem projeções abaixo disso inclusive).

      Uma boa LCI que pague 94% do CDI daria um rendimento líquido de 8,22% a.a., isso é pouca coisa acima da poupança e abaixo de 3% a.a. de juros reais. É um rendimento muito baixo.

      Oportunidade na renda fixa agora talvez somente no segundo semestre deste ano onde teremos uma inflação mostrando mais força e juros estabilizados com viés de alta para final de 2012 início de 2013. Os juros futuros irão apontar para cima e quando as taxas pré-fixadas subirem, será o momento certo de fisgá-las naquela percentual que passei: próxima de 10,50% ou acima disso.

      Abcs, bons investimentos

      Excluir
  3. Respostas
    1. Saimon_Rijo,

      Pelo contrário, estão derretendo acompanhando os juros futuros. Momento ruim pra procurar proteção nas NTNBs, estão com um bônus muito baixo.

      Abcs,

      Excluir
    2. estou falando dakelas ja compradas, e nao das futuras compras, ou estou equivocado?

      Excluir
  4. Finanças Inteligentes,para mim Tenho que Aguardar,estou com 97,5 do CDI no CDB.Hoje Sacando Pago 17,5 em Maio Pago 15% de IR.Se Correr o Bicho Pega,se Ficar o Bicho Come.rsr

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. macr3,

      No seu caso você está correto. Como a sua aplicação está próxima da tributação de 15%, compensa mais esperar e pagar menos pro leão.

      Abcs,

      Excluir
  5. Pessoal,

    Sobre os comentários da Vale no último post, revirei os gráficos tanto da VALE3 como da VALE5 e não encontrei nada que me saltassem aos olhos. Os movimentos técnicos são bem parecidos entre ambas, há poucas distorções.

    Pelo que reparei também, VALE3 sempre foi um pouco mais cara que VALE5. Até mesmo no fundo do crash de 2008 VALE3 ficou cerca de 1 real mais cara que a VALE5. Então acho que não há distorções que possibilitem especulações para aproveitar a diferença de spread entre os pares. Se esse spread fosse anormal, a crise teria corrigido. Nos fundos da crise europeia ocorreu o mesmo tipo de movimento e o spread se manteve.

    Resumindo acho que o spread está ok, papéis andando juntos. Mas foi uma boa dica do TR, porque os papéis andam juntos mesmo, movimento bem técnico. Quando aparecer alguma distorção poderá apresentar oportunidade para abrir um trade, quem sabe.

    Infelizmente não consigo postar o gráfico comparando as oscilações entre os dois papéis porque a plataforma que me possibilita fazer isso está mostrando dados errados. Tive que utilizar outra plataforma olhando os gráficos separadamente.

    Abcs a todos

    ResponderExcluir
  6. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  7. O conservadorismo é uma coisa tipicamente de brasileiro, com as altas taxas de juros que temos. Agora com essa taxa atual e a forte tendência de cortes futuros todoas as estratégias de investimento com altas alocações em renda fixa, começam a ir pro ralo. Deve ser deixado em renda fixa no maximo uma reservinha pra emergência. Sou a favor dos investimentos que gerem fluxo de caixa, e é claro a renda variável. Quem quer viver de renda passiva tem que ir aprendendo a investir como profissional!

    Abraço a todos!

    ResponderExcluir
  8. Exatamente!

    Ótima colocação. O mercado sempre vai sinalizar novos horizontes, o investidor que mantêm a posição intacta independente do que está acontecendo acaba perdendo muitas oportunidades.

    Não podemos querer que o mercado seja aquilo que desejamos. A soberania não é nossa, o mercado aponta pra onde vai e nós respeitamos.

    Abcs,

    ResponderExcluir