sexta-feira, 24 de agosto de 2012

O novo mercado corporativo brasileiro


O ministro da Fazenda, Guido Mantega, falou abertamente em um discurso na noite de quinta-feira em São Paulo sobre a mudança importante que está acontecendo no mercado corporativo brasileiro. A queda na taxa selic (atualmente em 8% ao ano, porém com projeção de novo corte na próxima reunião do Copom) para as mínimas históricas acabou com a “festa” dos investidores que ganhavam dinheiro no mercado sem correr risco.

Este movimento de queda nos juros provoca um efeito cascata no mercado financeiro, o fluxo de capital tende a procurar oportunidades em ativos reais dentro da economia em busca de um retorno maior sobre o investimento, que evidentemente envolverá aumento do risco. Percebe-se que há uma queda generalizada no rendimento líquido dos fundos de investimentos comerciais e não há muito o que fazer para mudar este cenário. A não ser que os gestores estejam dispostos a arriscar mais na bolsa de valores e ainda sim seguindo as regras do estatuto do fundo. Muitas vezes este risco envolve operações de curto prazo, haja vista as condições atuais (últimos 5 anos) do mercado de renda variável brasileiro.

O CDI deixará de ser um benchmark importante a ser perseguido pelos investidores simplesmente porque o seu retorno líquido está abaixo dos 2% ao ano (irrisório), portanto o Ibovespa (“o benchmark do risco”) passará a ser, cada vez mais, a referência do mercado financeiro mesmo com rentabilidade inferior ao CDI nos últimos anos e na última década. A tendência é que haja uma inversão nesta briga de rentabilidades entre CDI x Ibovespa.

"Há uma tendência natural de que a poupança, a disponibilidade de ativos, seja canalizada não mais para financiar a dívida pública, que vem diminuindo, mas para financiar a atividade produtiva. Portanto, daqui pra frente, vai ser difícil ganhar dinheiro sem assumir riscos. Um novo mercado corporativo vai emergir no Brasil a partir dessa mudança". São palavras do ministro da Fazenda.

Podemos observar que o governo está completamente seguro quanto à rolagem da dívida pública (perderá parte da demanda, via pessoa física, que está fugindo da renda fixa em busca de outros ativos) devido às condições de crescimento econômico e superávit primário. Estes fatores são essenciais para atrair demanda dos fundos espalhados pelo mundo afora que investem em títulos dívida pública.

A intenção do governo é atrair fluxo de capital do mercado financeiro para a economia e assim estimular o crescimento econômico do país, aumentando a geração de emprego, renda, consumo e consequentemente aumentar a arrecadação (fortalece superávit primário e permite mais investimentos públicos). É uma equação que funciona perfeitamente bem, desde que a inflação seja controlada, preferencialmente no centro da meta. O mesmo raciocínio vale para a corrupção.

No mercado de capitais o índice Bovespa fechou esta semana em baixa confirmando o candle da semana anterior. Há três semanas o índice tenta romper a média móvel simples de 200 períodos semanal sem êxito. O problema é que as médias diária e semanal estão na mesma posição gráfica, justamente por onde passa uma LTB secundária já rompida e uma LTA secundária perdida e retestada, aumentando ainda mais a resistência nesta região.


A região de apoio da força compradora continua sendo a linha de suporte em 57.6k. Enquanto o índice conseguir se manter acima desta região, continuará mirando ataque sobre a média móvel simples de 200 períodos.

Nos Estados Unidos o índice Dow Jones sentiu a máxima do ano e fechou a semana em baixa. Temos um topo formado na região dos 13.3k e ausência de linhas de suporte abaixo dos 13k até a linha central de bollinger e/ou região dos 12.8k.

  
A semana também foi negativa para os mercados europeus que entraram em um movimento de correção após o rally das últimas semanas/meses. Na Alemanha, o índice DAX ameaça retornar para dentro da LTB anteriormente rompida. Nível de sobrecompra ainda alto permitindo continuação do movimento corretivo.


Na China a bolsa de Xangai também fechou a semana em baixa, perdendo uma importante linha de suporte para o médio e longo prazo. Um novo pivot de baixa foi acionando complicando ainda mais a situação do índice chinês. A tendência de baixa no médio e longo prazo foi reforçada, índice cada vez mais “micado”.


Desejo à todos vocês um ótimo final de semana! Bom descanso e até segunda!

Posts da semana:

24 comentários:

  1. Eae FI, eu leio regularmente o seu blog mas sempre fiquei com uma dúvida besta e hoje resolvi perguntar...

    O que você chama de "200 períodos semanal"?

    Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Opa!

      Não existe dúvida besta. Faça perguntas sempre quando achar necessário!

      É a média móvel simples de 200 períodos semanal, que na minha opinião é a média mais acompanhada pelo mercado, inclusive pelos gestores de fundos.

      Abcs, bom final de semana!

      Excluir
  2. FI, estou ficando bom em Day trades.

    Essa semana realizei 11 day trades e rentabilidade de 1,9%, o que vc acha?

    Um abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eike Rico,

      Que máquina heim? Eu não consigo fazer nem 11 trades no mês rsrs. Parabéns! Está bom demais!

      Abcs e comemore o lucro do day trade. Bom final de semana!

      Excluir
  3. Meu deus o que nós faremos sem rendimentos do CDI e selic?

    Eu estou apavorado FI, me ajude o que eu faço?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Já que vc gosta de ter muitas panicats a sua disposição para brincar Pobretão, que tal fazer Swing Trade? kkkkkkkkk

      Excluir
    2. pobretao,

      A taxa selic continuará existindo, assim como o CDI. Mas o rendimento líquido está tão baixo que não compensa, na minha opinião, entrar no mercado financeiro pra ter esta rentabilidade. Chegamos em um ponto onde a poupança antiga está sendo o melhor (ou melhor dizendo, o menos pior) investimento em renda fixa. Sinal de que o cenário mudou bastante para o investidor. Mas o mercado é assim mesmo, temos que ser dinâmicos se queremos ter boas rentabilidades e aproveitar as oportunidades que aparecem.

      Se você pretende manter o seu capital no mercado financeiro acho conveniente estudar mais sobre operações de curto prazo, como o Eike disse acima. Não sabemos até quando esta congestão no Ibovespa (que já dura 5 anos) vai durar.

      Fora do mercado financeiro as oportunidades estão batendo na porta, principalmente se você decidir empreender no setor de varejo. É onde o governo está mirando para puxar o crescimento. Você ainda é novo, está numa fase da vida que permite arriscar mais. Uma solução para o seu caso pode estar nas franquias, olhe a imensidão de opções de franqueados na sua cidade: http://www.portaldofranchising.com.br/site/content/guiadefranquias/index.asp?uf=26&seoUrl=Franquias%20com%20sede%20em%20S%E3o%20Paulo

      Tenha cuidado apenas com alguns nomes desconhecidos e negócios com margens de lucro duvidosas. Se possível fuja de shoppings.

      Abcs, bons negócios!

      Excluir
  4. o movimento intraday do MICOvespa ta bem perecido com o movimento que as opções de compra fazem...
    É um tal de gap para cima, uma tal de gap para baixo...
    Eta cassinão...
    façam suas apostas, a sorte ja foi lançada...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fabricio, a Micovespa (kkkkkkkkkk) tá fácil de entender. Ela segue as bolsas mundiais até bater a média móvel de 200 períodos. Depois de chegar lá, é queda na certa.

      Um abraço!

      Excluir
    2. Hehe, micovespa foi boa!

      Tem um canal de baixa bem desenhado no intraday, ainda não foi rompido. Vamos monitorando!

      Abcs, bons trades

      Excluir
  5. Eike Rico é sua nova fase? porque vc não era o Eike Bilionário, a bolsa te deixou pobre Eike ? eu sei entendo tb ando tomando um caldo nos trades..kkkkkk Desculpe a brincadeira só pra descontrair, bom fds pra todos.
    Ivan Carlos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ivan Carlos,

      Após 3 acertos/erros seguidos temos que parar para desconectar a tomada do mercado. Quando acertamos muito em sequência ficamos mais confiantes e perdemos o medo, aumentando a ganância. Quando perdemos muito em sequência ficamos mais desconfiados, aumentando o medo e consequentemente perdendo bons pontos de entrada.

      Boa semana!

      Abcs, bons trades

      Excluir
  6. Caro financas inteligentes,

    Vivemos um paradoxo no mercado de acoes. Ao mesmo tempo em que a selic cai o ibovespa também cai e em percentuais mais expressivos que a selic. Estamos no quinto ano de queda do mercado de capitais e ao contrário do que era uma verdade no mercado - quando os juros caem a bolsa sobe - tal verdade nao se concretizou, pois desde agosto de 2011 a selic diminui e a bolsa também.

    A interferência no mercado foi muito grande e continua a ser. As principais empresas e setores foram afetados, os últimos sao as empresas de energia elétrica no processo ou não de renovação das concessoes.

    Além do que os investidores de renda fixa habituaram-se a expressivas rentabilidades reais, o que não vem acontecendo já há algum tempo.

    Atenciosamente,

    Ricardo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ricardo,

      Boa observação. Isso é bom acontecer para entendermos que não existem regras no mercado. Pode haver uma correlação inversa entre o movimento da taxa básica de juros e a bolsa, mas não é sempre que isso acontece. Podemos até dizer que os mercados não são eficientes (este é um belo exemplo), ao contrário do que muita gente diz por aí.

      Muita gente saiu "mordida" da bolsa após o crash de 2008, ou após período de "rodízio na Bovespa", ou mesmo porque os mercados estão em congestão. As pessoas entram na bolsa com uma falsa ilusão (principalmente de que investimento ao longo prazo é a melhor opção) e quando não estamos em bull market a realidade acaba expulsando os holders ou os investidores pessoa física menos experientes do mercado.

      Abcs, bons negócios

      Excluir

    2. Houve um fator que fez com que a correlação inversa entre a taxa selic e o ibovespa não ocoresse desta vez: o banco central dos EUA emitiu ultimamente uma quantidade muito grande de dinheiro sem lastro para tentar reaquecer sua economia. Tal ato, com o tempo, acaba gerando inflação, que acaba derrubando as bolsas de valores. Enfim, dinheiro sem lastro desequilibra as condições normais do mercado. É como se você tentasse obter um mesmo resultado de um experimento químico realizando-o em temperaturas muito diferentes. Não dá!

      É como se o dinheiro sem lastro aumentasse a temperatura do experimento de 25 graus para 50 graus. O resultado fatalmente será bem diferente.

      Abcs, bons negócios!

      Excluir
    3. Mas grande parte deste dinheiro sem lastro acabou caindo no próprio mercado e não foi pra economia. Dow Jones e S&P500 estão próximos do topo histórico. Metais como ouro e prata dispararam também. Tesouro americano rolando dívida quase que "de graça" (sinal de grande demanda). Outro fato que pesou no desempenho ruim do Ibovespa, em comparação com a matriz, foi a eleição da Dilma. O mercado "vendeu" a presidente quando foi eleita, lembro que nesta época houve um belo rally mundial e ficamos de fora.

      Abcs, bons negócios

      Excluir
  7. FI,

    Acho que o suspiro para o mercado de Renda Fixa será a plataforma de investimento da CETIP.

    Será interessante quando tivermos acesso as aplicações de RF corporativa para o pequeno investidor.

    O duro que no Brasil tudo demora para ser liberado.

    Abraços,
    Sir Income

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sir Income,

      Está engatinhando ainda. Vamos ter que esperar pra ver como será esta plataforma de negócios, se vai dar pra tirar um spread entre compra e venda de títulos renda fixa. Estou achando que falta mais divulgação e explicações simples e objetivas da própria CETIP sobre como vai ser esta plataforma.

      Abcs, bons negócios

      Excluir
  8. FI, tudo bem?

    Deixa eu fazer um pedido: você poderia analisar o mercado de ouro? Mais do que a análise gráfica, que é interessante, gostaria que você comentasse um pouco sobre esse tipo de investimento.

    Abraços,
    TR

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. TR,

      Mercado de ouro aqui no Brasil ainda está engatinhando, nos Estados Unidos já é bem avançado. Você pode investir em mineração de ouro, ETFs que seguem o preço do ouro, mercado futuro, etc.

      Ouro é considerado um investimento seguro no mercado e uma boa opção para fugir das crises, ou mesmo das injeções de liquidez sem lastro dos bancos centrais que acabam desvalorizando os ativos, moedas, gerando inflação, etc. O ouro teoricamente não sofre impacto neste cenário, pelo contrário, acaba se valorizando porque a demanda aumenta. É um "ativo real" onde o preço não é formado apenas pela especulação do mercado, existe uma base sólida de sustentação. Até hoje nunca vi ninguém quebrar porque investiu em ouro. Mas já vi pessoas quebrarem porque investiram em ativos (bolsa), moedas, títulos, empresas, imóveis, etc.

      Nesta última década o preço do ouro subiu muito e disparou após o estouro da crise em 2008. Em 2001 era negociado na faixa de USD 250,00 a onça troy. Só foi corrigir no final de 2011 e mesmo assim não ficou abaixo dos USD 1.500,00 onça. Grandes gestoras como a Soros Fund Management (detalhe: é um fundo hedge) e Pimco (maior gestora de renda fixa no mundo, bem mais conservador) mantêm posição em ouro e recentemente aumentaram ainda mais. Dois fundos de características bem diferentes mas aparentemente com a mesma projeção de mercado: estão se protegendo desta injeção de liquidez dos bancos centrais e prevendo inflação futura nos Estados Unidos.

      Abcs, bons investimentos

      Excluir
    2. Obrigado FI!
      Abraços,
      TR

      Excluir
    3. paulo baptista

      o ouro de facto esta ja em valores elevadissimos...e como frisa aqui ativos bem mais arriscado.
      Por acaso o ativo que tem me mostrado interesse que tem por sigla(AUMN) é ainda junior e bastante especulativo,mas pelo que tenho observado são estes que podem dar um grande retorno,mesmo que depois quebre,se bem que neste caso ja quebrou bem abaixo de abril 2010.E acabou de fechar um aumento capital.
      Achei interresante p/ enviar:
      Aqui está alguns antecedentes sobre minerais de ouro (AUMN), um produtor de ouro/prata Júnior. A empresa é, atualmente, fluxo de caixa negativo, mas no seu xjpode atualizar de produção, disse que ele está esperando para se tornar o fluxo de caixa positivo no 4T a preços de ouro/prata de $1500 /$ 30 por oz. Que vai ser uma coisa grande na visão do mercado, e muitos novos investidores vão pilha em AUMN (aqueles que estão evitando agora sobre o princípio de evitar as empresas com um fluxo de caixa negativo).

      Em sua produção mais recente atualização, AUMN mencionou que com aproximadamente r $20 M do financiamento, será capaz de expandir a produção para 2 M onças de prata por 2T 2013 e, em seguida, com extra $50 M, expandir ainda mais a M 4 oz. até o final de 2014. Desse volume, o custo do dinheiro por oz. será menos de US $7, então em US $37 prata (acho que prata vai ser muito maior no final de 2014, desde U.S. emprego não vai melhorar consideravelmente e o Fed vai continuar comprando títulos MBS por um longo tempo), AUMN estará fazendo $30 de lucro em dinheiro em cada oz., para um fluxo de caixa total de US $120 milhões por ano. Sua capitalização de mercado atual é de apenas US $210 M, então sua capitalização de mercado teria que subir muito até o final de 2014 (ele vai subir constantemente como AUMN continua a aumentar sua produção).

      Agora aqui é a parte interessante: AUMN anunciou na sexta-feira que irá aumentar sua contagem de compartilhamento por cerca de 20%, vendendo novas ações a US $5,75 e levantar US $37 M como resultado (incluindo a parte compra planejada pelo grupo Sentient), que deve ser suficiente para AUMN a rampa até a sua produção de 850 toneladas por dia (para uma saída anual de M 2 onças de prata) e, em seguida, executar "engenhariadesign e outros trabalhos relacionados com a expansão planejada para 1.150 toneladas por dia "(anteriormente tinha previsto uma saída anual de 4 M onças de prata em 1150 toneladas por dia). Uma vez que esta oferta é vendida, qual deve ser o preço justo das ações AUMN depois?

      Bem, Vejamos um pequeno exemplo. Vamos dizer que abrir uma nova empresa, emitir 100 ações a r $7 e colocar o obtidos $700 em um banco. Então, vamos dizer eu anuncio que eu vendi a 20 ações públicas em $5.75, levantando US $115. Qual o preço justo do meu estoque será então? Depende de como produtivamente vou passar esses extra de US $115. Se usá-lo para comprar uma garrafa de conhaque bom e beber com meus amigos, então o preço de cada ação deve cair 20%, desde NAV/compartilhamento será de US $ 700/120 = $5,83. Se em vez disso eu coloquei que 115 $ no banco, então o novo preço deve ser $ 815/120 = $6,80.

      Mas se eu anunciar que há uma oportunidade de negócio para dobrar meu dinheiro em um par de dias e um mínimo de $800 é necessário para participar (assim que anteriormente foi excluída esta oportunidade, mas não anymore), então o novo preço deve ser $ 1630/120 = $13.60 (já que os investidores legitimamente irão assumir que uma duplicação do meu NAV é inevitável). Agora, nós sabemos que AUMN vai gastar estas M $37 produtivamente, extremamente expandindo sua produção e removendo a última nuvem de incerteza em torno desta empresa (ele tinha um grande potencial para expandir a produção, mas sem dinheiro para pagar adiantado por ele, mas agora ele tem o dinheiro e a expansão tornou-se uma certeza).

      Excluir