quarta-feira, 19 de setembro de 2012

Dole uma, dole duas. Quem dá mais?


O BoJ (Banco Central do Japão) anunciou hoje que irá injetar mais liquidez no sistema financeiro para tentar estimular a economia do país, em  mais uma demonstração de que os principais banqueiros centrais mundiais estão agindo sob forma coordenada.

Nas duas últimas semanas tivemos uma enxurrada de medidas governamentais totalmente voltadas para irrigar o sistema financeiro e assim estimular a economia. Os chineses anunciaram uma injeção de 150 bilhões de dólares no sistema para financiar novos projetos de infraestrutura no país. Na Europa, o BCE (Banco Central Europeu) lançou um novo programa de compras ilimitadas para títulos públicos no mercado secundário. Nos Estados Unidos o FED (Federal Reserve) anunciou o quantitative easing 3 sem limites.

Dentre o grupo dos banqueiros centrais mais poderosos do mundo, só estava faltando o BoJ jogar as suas cartas. E os japoneses chegaram com tudo, serão destinados 10 trilhões de ienes (128 bilhões de dólares) adicionais ao programa de compras de bônus no mercado.

Este “pequeno” adicional de 10 trilhões eleva o programa do BoJ para 80 trilhões de ienes (cerca de 1,01 trilhão de dólares). Todo este recurso será injetado no sistema financeiro japonês até meados de 2013. Masaaki Shirakawa, presidente do BoJ, disse que “as economias estrangeiras têm desacelerado de forma mais acentuada”.

A convicção de Bernanke ao dizer que toda esta injeção de liquidez não irá despertar a inflação nos EUA, ou mesmo Mario Draghi conseguir o aval dos alemães para ligar as impressoras do BCE, e agora, Masaaki Shirakawa dizendo que o processo de desaceleração está mais acentuado, são fortes indicativos de que as projeções de crescimento dos banqueiros centrais pioraram bastante para justificar tamanha atuação coordenada e agressiva. Pode-se trabalhar até mesmo a possibilidade de que virá chumbo grosso no primeiro trimestre de 2013.

Certamente este “tripé monetário mundial” (FED, BCE e BoJ) sabe de algo ainda desconhecido pelo mercado. Toda esta injeção de liquidez é extremamente benéfica para as posições em ativos. Porém o investidor deve ficar alerta, pois esta perna de alta patrocinada pelo quantitative easing 3 poderá não ser tão longa quanto às versões anteriores.

Nos Estados Unidos o índice Dow Jones fechou o pregão novamente com um candle de indecisão (a diferença é que este lembra uma estrela cadente) após a esticada na abertura patrocinada pelo BoJ. Pode estar formando uma situação delicada abaixo da resistência em 13.6k devido ao aparecimento de candles de indecisão nesta região de topo.

  
No Brasil o índice Bovespa também abriu forte, seguindo a onda do BoJ. A LTB no intraday foi rompida garantindo cerca de 700 pontos de alta para o índice. O candle de fechamento pode ser considerado uma estrela cadente que reforça o sinal deixado na sexta-feira da semana passada. A zona de apoio do índice está na região dos 61.4k. Caso esta linha seja perdida será acionado um novo pivot de baixa, dando continuidade à tendência de curto prazo.


34 comentários:

  1. O que dá medo FI é que a qualquer momento o Sr. Mercado pode cair em si e perceber que impressoras de banco central trabalhando sem capacidade aciosa não costuma acabar bem...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eike Rico,

      Sim. E como já sabemos esse nosso amigo Sr. Mercado tem um humor muito sensível rsrs... Temos que tomar muito cuidado no curto prazo, Wall Street muito sobrecomprada com a volatilidade em um nível crítico para compras.

      Abcs, bons negócios

      Excluir
  2. o que poderia acontecer se o Brasil com todo esse investimento sem coordenacao nao conseguir frear a inflacao?
    O que poderia acontecer com os papeis do tesouro nacional de longo prazo?
    Um novo calote?
    A volta do FMI? e decadas perdidas?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anônimo,

      Acho que os BCs estão convictos de que não haverá impacto inflacionário devido ao próprio desaquecimento da economia, que parece estar cada vez mais preocupante. Baixo crescimento significa demanda desaquecida, logo a inflação dificilmente sairá de controle.

      A não ser que aconteça uma catástrofe no mercado agrícola, onde apenas o temor de elevação dos preços seria um dos motivos para a própria elevação de preços. Isso gera uma inflação descontrolada. Mas este cenário é totalmente improvável.

      Abcs, bons investimentos

      Excluir
  3. O certo é que me parece que me, QE la vamos...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Opa! Temos um filósofo aí! rsrs...

      Abcs, bons investimentos

      Excluir
  4. Todo esse dinheiro que está sendo jogado no sistema vai parar em algum lugar, inflando os ativos pelo mundo afora.

    Tenho a impressão que essas medidas coordenadas entre os 3 BC's citados irão evitar CALOTES, alto que gera pânico nos mercados. A possibilidade de calote intimida os bancos a emprestarem, empoça o dinheiro e trava ainda mais a economia. Veja-se o que ocorreu após a quebra do Lehman.

    Trocou-se, portanto, o calote pela inflação. E essa inflação vai pra bolsa tbém.

    Qto ao baixo crescimento das economias avançadas, creio q tal problema ainda levará algum tempo para ser resolvido, mas sem dúvida ele será sanado. E quando isso acontecer e os investidores estiverem se sentindo seguros para voltarem pra bolsa, o ibov já estará nas alturas, inflado por essa enorme quantidade de dinheiro no sistema.

    No Brasil, ainda temos muitos problemas pela frente (bolha imobiliária, inadimplência, etc.) e tudo indica que teremos um bom período de baixo crescimento nos próximos anos (e não uma crise aguda como aconteceu lá em cima).

    Talvez isso tudo já esteja precificado, mas, se os juros baixos vieram para ficar, onde investir? Imóveis (estão caríssimos), títulos pré (já deram o que tinha que dar, pois a selic só vai mais .25%), títulos IPCA (pode ser, mas tbém já estão bastante descontados), títulos pós (só se a selic subir bastante), dólar (QE3) ou bolsa?

    O q vcs acham, amigos!?

    abs

    Henrique

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Uma coisa que eu acho é que se tiver dinheiro na poupança old, não deve tranferir esse dinheiro para outro investimento pois 0,5% ao mês está ficando cada vez mais difícil conseguir...

      Excluir
    2. Henrique, na minha humilde opinião você pode estar errando no pessimismo.

      Inflação já dá sinais de arrefecimento. Quando você toma os números e exclui o efeito sazonal de alguns itens, resta um claro esfriamento.

      Igualmente, quando você toma os números do PIB há alguns detalhes importantes e reveladores. 1) a massa salarial do Brasil vem crescendo a um valor alto, coisa de 7-8% ao ano, isso contribui para uma elevação do PIB/poupança; e 2) na contramão desse movimento, o investimento caiu 8%. O segundo tende a mudar, o primeiro não. Eu acho.

      O IPEA divulgou um estudo a respeito da Bolha Imobiliária brasileira e trouxe conclusões singulares sobre as quais você deve ficar atento. 1) a atuação governamental vem favorecendo um aquecimento desse mercado; e 2) inflação e juros são dois elementos essenciais nessa equação. Ou seja, quer saber quando a vaca vai pro brejo? Acompanhe de perto esses dois itens.

      Abraços,
      TR

      Excluir
    3. Henrique,

      Apenas para debater sobre sua dúvida, e de muitos outros, onde investir em um cenário desses? A questão principal é que infelizmente não somos preparados, por quem ensina, para sermos dinâmicos, aceitarmos as mudanças de cenário, enxergar novas oportunidades, e principalmente agir na hora certa. A maioria entrega uma "cartilha" ao investidor e diz: toma, siga isso. É claro que uma hora não vai funcionar. Um bom investimento hoje pode ser um péssimo negócio amanhã. Se você monta uma carteira bem adaptada para o cenário X de mercado, ótimo. Mas se o cenário muda pra Y você tem que mudar a carteira também, concorda? Um exemplo: pra fazer um bom investimento em renda fixa o investidor precisa estar atento as políticas do BC. Hoje estamos em processo de afrouxamento, ou seja, pior momento pra segurar uma taxa pré-fixada ou manter posição em pós-fixado. Já que a curva de juros é pra baixo. Quando o BC alterar sua política, para aperto monetário, a curva de juros tende a subir e com isso carregando inicialmente as taxas pré-fixadas de curto prazo. Os investimentos pós-fixados neste cenário hipotético começam a ficar interessantes, já que existem possibilidades de novas elevações. Ao final do aperto monetário abre-se uma oportunidade rara para o investidor conseguir segurar taxas pré-fixadas em valores superiores à projeção da taxa básica de juros. Isso porque neste estágio do processo, o mercado está precificando exageradamente a taxa futura.

      Não sei se fui claro na explicação, mas basta acompanhar a oscilação das taxas (pode ser pelo site do tesouro direto mesmo) e as reuniões do Copom para conseguir pegar as boas oportunidades que aparecem na renda fixa.

      Hoje, as oportunidades basicamente são: ouro, bolsa, empreendedorismo. O dólar está travado pelo Mantega. O problema é que o ouro disparou nas últimas semanas. E quem não quer sair do mercado financeiro (excluindo então a opção do empreendedorismo), tem que saber especular em bolsa. Este sobe e desce é benéfico apenas para as operações mais curtas.

      Abcs, bons negócios

      Excluir
    4. Eike Rico,

      É isso aí. A poupança antiga é o "ourinho" da renda fixa hoje. 0,5% + TR líquido.

      Abcs,

      Excluir
    5. TR,

      Acho que a mídia distorceu um pouco esse estudo do IPEA. Já tem gente aí falando que a bolha vai estourar rsrs... O IPEA chamou atenção quanto ao aquecimento exagerado do mercado e as possibilidades que possam vir a ocorrer. Eu particularmente acredito no máximo em uma correção nos preços. O pessoal ficou muito animado com os apartamentos sendo vendidos à preço de banana nos EUA e parecem desejar ocorrência deste mesmo evento aqui no Brasil. Os motivos que levaram ao estouro da bolha no mercado imobiliário norte-americano não estão nem perto do aquecimento apresentado aqui no Brasil.

      PS: liquidei hoje minha posição em BCFF11B.

      Abcs, bons investimentos

      Excluir
    6. O estouro da bolha americana foi único. Eles têm um mercado muito mais desenvolvido nesse setor. Mas, mesmo lá, esse estouro não foi homogêneo. Quero dizer, o efeito não foi o mesmo em Nova Jersey e no norte do Texas. Há regiões mais afetas e outras menos.

      Como um todo, acho que vai ocorrer um efeito parecido no Brasil: a desaceleração desse mercado vai ser desigual. Eu até diria, já são.

      Brasília, por exemplo, é uma cidade planejada e com limites à construção (prédios de no máximo 6 andares). O último bairro do plano piloto está em construção. Eu vi imóveis sendo vendidos por R$ 15 mil o m2. Hoje, eu vejo por R$ 8,7 o m2. Me corrija se eu estiver errado, mas essa é uma queda de 42 pontos percentuais. No mesmo período, o estoque de imóveis à venda naquela região aumentou 100%. Essa é uma bolha estourada? Eu diria que sim.

      Mas é um caso específico de uma cidade... Trabalho com a hipóteses de que na sequência virão RJ (R$ 50 mil o m2 em alguns bairros nobres) e depois o mercado de imóveis comerciais em SP. Mas esse é SÓ um cenário.

      Li o estudo do IPEA e gostei. Só senti falta de duas variáveis: aumento da renda e preço de fechamento. Sobre o segundo, em especial, há um problema sério. O índice Fipe-Zap trata de preços de oferta. Ele é incapaz de capturar o significado de um desconto na negociação.

      Abraços,
      TR

      Excluir
  5. Caro colegas

    Dentro de 2 semanas vamos ter uma noticia da China que vai estremecer o mundo e ira desencadear uma nova depressao mundial. Tem a ver com os treasury de 10 anos dos USA.

    Esta nova rodada dos banco centrais sao para tentar segurar o baque que vem por ai.


    Urso Gordo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Urso Gordo, há algumas semanas, aparecia neste blog pra insultar os participantes e até o dono do blog. Talvez a recente alta da bolsa deixou o Urso mais magro, fraco e humilde. Só pra registrar.
      Arnaldo

      Excluir
    2. O que seria bom comprar em época de depressão?

      Excluir
    3. Arnaldo,

      E foi bem na época que o ibov estava formando fundo. Desde então, foram 10.000 pontos de alta.

      Abcs, bons negócios

      Excluir
    4. Sir Income,

      Cenário de depressão é muito forte, isola isso pra longe. rss

      Depressão é um agravamento sério de uma recessão. Desemprego altíssimo, criminalidade alta, escassez de crédito, deflação ou hiperinflação (ambas podem acontecer), falências em massa, desconfiança generalizada no mercado, etc.

      Nessa época tudo tende a ficar muito mais barato, imóveis seria uma boa opção. Mas em uma depressão, antes de pensar em investir, precisa sobreviver. A depressão praticamente destrói o capital, é uma das desalavancagens mais pesadas.

      Abcs, bons investimentos

      Excluir
  6. estimados sardinhas do FI

    continuem comprando e comprando na balada do QE1 QE2 QE3 QE10K..... e fique bem gordinhos para as proximas 2 -3 semanas porque vou fazer o meu banquete.

    nao estou humilde e tao pouco magro, estou apenas esperando os sardinhas chegarem para abrir mais uma temporada de caça.

    pelo que vejo, os sardinas ainda mao estao gordos o suficiente para abater. Espero que consigam empurrar o ibov para perto dos 68K ou talves perto dos 70K que seria o ideal para fazer a festa.

    Tenho minhas duvidas que o indice chegue nestes patamares porque como eu disse, a china esta para soltar uma bomba nas proximas semanas.

    urso gordo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. hehehe!

      Urso, seu português entrega quem vc é!

      Bom, se até você sabe da informação, provavelmente os grandes fundos e investidores já devem saber disso tbém!

      E se eles sabem e nada fizeram é porque não deve ser nada incontornável; certamente será apenas mais um evento que servirá como motivo para puxar as bolsas para baixo, mas nada tão grave que se compare à quebra do Lehman.

      Mais: com a economia arrefecendo e as economias cada vez mais entrelaçadas, acho pouco provável que a China desse um tiro no pé.

      abs

      Henrique

      Excluir
  7. Olá FI!

    Um ponto que foi bem argumentado por você é o caso de existir algo que desconhecemos nessas injeções de dinheiro na economia. Não me parece que a crise está tão agravada assim para todos os BC imprimirem dinheiro a rodo dessa forma, será que tem algo pior vindo por ai?

    Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. General,

      Exato, no momento só podemos observar uma desaceleração na economia. Tal fato não justifica esta mudança severa dos BCs, estão com uma postura de afrouxamento bem mais agressiva agora. Com certeza as projeções pioraram bastante, parece que as autoridades monetárias estão tentando antecipar para tentar limitar o impacto sobre a economia.

      Abcs, bons negócios

      Excluir
  8. Senhores ,

    Notícias são informações que algumas pessoas privilegiadas já estão sabendo a bastante tempo , como essa informação do Urso Gordo , falando da china que vai lançar uma bomba , se essa bomba vai ser boa pro mercado não sei , só sei que olhando o gráfico tanto ibov como o índice Dow Jones verificamos uma indecisão nos dos mercado , vamos ver as cenas do próximo capítulos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anônimo, o que o "Urso Gordo" colocou, de fato não é sustentável no longo prazo, mas também a China não vai "queimar" 1 Trilhão de Dólares assim de bobeira...

      Excluir
    2. Anônimo,

      A não ser que o nosso amigo Urso Gordo seja membro do alto escalão do Banco Popular da China (considerado o banco central de lá), podemos confiar neste tipo de informação. E mesmo que fosse, ele estaria com sérios problemas a resolver com o chefão Hu Jintao neste exato momento.

      Investidor precisa filtrar esse tipo de informação, se é que pode-se chamar isso de informação. "A China vai soltar uma bomba daqui há 2 ou 3 semanas".

      Abcs, bons investimentos

      Excluir
    3. Eike Rico,

      Os comentários do Urso Gordo são de fato insustentáveis por natureza rsrs..

      Abcs,

      Excluir
    4. Senhores ,

      Ele poderia passar essa informação preciosa .

      Excluir
  9. Senhores ,

    Vemos através desse link como está a economia no mundo.A palavra mágica diz tudo " DESEMPREGO " . http://exame.abril.com.br/economia/noticias/o-desemprego-nas-maiores-economias-e-nas-que-estao-em-crise

    ASS: ARRISCATUDO

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Números alarmantes. Problema é que boa parte destes números vieram pra ficar, na minha humilde opinião. As empresas estão melhorando nível de eficiência ao mesmo tempo em que conseguem reduzir o quadro de funcionários.

      Abcs,

      Excluir
  10. Senhores ,

    O que vai acontecer com a china . http://www.infomoney.com.br/mercados/noticia/2563599/Setor-industrial-China-encolhe-pelo-11_-mes .Estou lendo só desgraça na economia mundial , devemos nos preparar para o pior que pode acontecer .

    ASS: arriscatudo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, estão segurando os mercados enquanto a população se ferra!! O próprio mercado parece estar dizendo "chegou no limite", mesmo com Qe3 e tudo mais entalou novamente. Vai meio paradão até as eleições dos EUA, depois virá a hora do espanto.
      Vejo na China um perigo, estão aos poucos abocanhando o mundo.
      Ivngomes

      Excluir
    2. Estes números na China são reflexo do processo de desaceleração da economia chinesa (e também global). Não é um pouso suave, é uma travada mesmo, repleta de problemas estruturais pendentes à resolver.

      Por isso os BCs estão tão agressivos. A situação parece estar piorando.

      Abcs,

      Excluir
  11. Imagina uma potencia militar ditatorial governando o mundo.....
    Vai ser interessante relembrar valores como a democracia... nem quero pensar..

    ResponderExcluir