sexta-feira, 26 de outubro de 2012

Mercado não se anima nem com PIB dos EUA


O clima de aversão a risco continua tomando conta do mercado impedindo uma reação positiva das bolsas de valores referente à melhora nos indicadores macroeconômicos, que em tese poderiam animar os pregões. A sinalização de reversão de tendência nos principais índices de Wall Street na semana passada, bem como a perda de importantes pontos de sustentação no Dow Jones e S&P500 nesta semana, estão contribuindo para o desempenho negativo das bolsas mundo afora.

Hoje o Departamento de Comércio dos Estados Unidos informou, através de sua primeira estimativa, que o PIB (Produto Interno Bruto) do país cresceu a uma taxa anualizada de 2,0% no terceiro trimestre deste ano. Este resultado superou as expectativas do mercado, que giravam em torno de 1,8%.

Embora o ritmo de crescimento tenha decepcionado as autoridades do FED (Federal Reserve) e governo federal, a economia norte-americana mantêm trajetória de expansão há 13 trimestres consecutivos. O crescimento no terceiro trimestre de 2012 foi sustentado pela elevação nos gastos dos consumidores, do governo (investimentos em defesa militar saltaram 9,6%, ante uma queda de 0,2% no segundo trimestre) e melhora do mercado imobiliário.

O índice Dow Jones fechou a semana em baixa mostrando um candle de força relevante após o sinal de topo deixado na semana passada. A linha central de bollinger não conseguiu segurar a pressão vendedora e agora o índice caminha para testar a LTA iniciada em outubro de 2011 (fundo em 10.5k, região que ficou famosa por formar bear trap mais famoso dos últimos anos em Wall Street).


Na continente europeu a Espanha divulgou novo recorde na taxa de desemprego. De acordo com o Instituto Nacional de Estatísticas do país, o número de desempregados atinge 5,7 milhões de pessoas. A taxa de desemprego subiu de 24,63% no segundo trimestre deste ano para 25,02%.

O índice DAX (Alemanha) sofreu novamente pressão vendedora da LTB que vem do topo histórico e fechou a semana em forte baixa. Apesar da queda o índice conseguiu se manter acima da principal linha suporte de curto prazo (região dos 7.2k) por tempo limitado, pois as chances de rompimento para baixo são maiores.

  
Na China a bolsa de Xangai fechou a semana em baixa após uma sequência de 4 candles de alta. A pressão vendedora apareceu exatamente sobre a linha de resistência em 2.1k, recebendo ajuda da linha central de bollinger. Com isso temos a formação de um topo de curto prazo. Poderá ocorrer nova tentativa de rompimento a partir de um fundo ascendente formado acima da principal linha de suporte no curto prazo.


Destaque para o grande número de empresas asiáticas (principalmente de Japão, China e Coréia do Sul) que estão revisando para baixo as previsões de faturamento para os próximos meses. Além da crise na Europa, os diretores estão citando o próprio mercado asiático como responsável pela previsão de redução no faturamento.

No Brasil o índice Bovespa fechou a semana em forte queda, mostrando predomínio do mercado vendedor de curto prazo e confirmando a configuração de topo deixada na semana anterior. A linha central de bollinger foi rompida com extrema facilidade, o que sugere um teste sobre a LTA de 2008 nas próximas semanas.


Bom descanso a todos e um ótimo final de semana! Até segunda!

Posts da semana:

6 comentários:

  1. Essa lta diga-se de passagem. Eh a agonia dos comprados. Pra mim eh apenas questao de tempo. Semdo realmente perdida vamos buscar as retracoes corretivas. A ogx finalmente confirmou a bandeira de baixa. Sera que vale a pena comprar na regiao dos 3RS?? A elpl4 continua na briga em sua lta de longo prazo. Um bom fibak de semana !! ivngomes

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ivngomes,

      Realmente, é a LTA mais importante para o médio prazo. Vai ser difícil segurar com esse candle no semanal e esta configuração que está se formando no mensal. Mas acho que só fica ruim para os comprados abaixo dos 52.5k. Esse pivot de baixa na OGX complicou bastante para os holders do papel, por isso o Eike trucou o mercado com as puts de 1 bilhão, não tem linha de suporte relevante pra segurar. Tendência de baixa sem qualquer sinal de fundo ou reversão. Faca caindo. ELPL4 além das incertezas com relação ao governo, detonou pivot de baixa no diário e semanal. Famoso subiu de escada e desceu de elevador, tendência forte de baixa sem qualquer sinal de fundo ou reversão. Próximo suporte dela somente na região dos 14,50

      Abcs, boa semana!

      Excluir
  2. Estranha essa alta taxa d desemprego na espanha justamente neste periodo de ideias separatistas.sei nao, ta parecendo mais teoria da conspiracao.deixar piorar pra depois apresentarem uma solucao milagrosa

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anônimo,

      A situação da Espanha está muito feia, resultado de um processo de desenvolvimento econômico que só poderia dar errado no médio e longo prazo (mas que garantiu votos no curto prazo). O mercado de construção civil implodiu, gerou um efeito em cascata na economia e agora conta chegou. Quem paga o pato é sempre a população. Até mesmo profissionais qualificados não conseguem arrumar emprego por lá. Muitos inclusive estão se mudando para o Brasil em busca de oportunidades de trabalho.

      Abcs, boa semana!

      Excluir
  3. Petrobras buscando o pré-sal, na bolsa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sir Income,

      Tentaram fazer um captação de recursos desastrosa com investidores estrangeiros. Todo mundo disse não. Complicado, a empresa precisa fazer uma limpeza na diretoria, a começar pela presidência do conselho administrativo. Mas pelo menos estou gostando das atitudes da Graça Foster, ela não pode fazer milagres, mas está tentando peitar o governo para defender os interesses da Petro, utilizando as cartas que tem na manga. Na minha opinião a gestão da Graça Foster é bem melhor do que a gestão antiga do Gabrielli. É uma luza no fim do túnel para os acionistas minoritários.

      Abcs, bons negócios

      Excluir