terça-feira, 23 de outubro de 2012

Referência do mercado perde ponto de sustentação


Os principais índices de Wall Street fecharam o pregão desta terça-feira em forte queda arrastando as demais bolsas mundiais para o campo negativo. As reduções nas projeções de lucro da 3M, DuPont e United Technologies colaboraram para aumentar o pessimismo no mercado, mas somente a análise técnica pura e simples pode explicar todo esse movimento de sell-off em Wall Street.

Dow Jones e S&P500 perderam pontos importantes de sustentação e as vendas entraram com mais força na bolsa de valores de Nova York. Na verdade tudo começou na última sexta-feira, onde a primeira pancada no mercado resultou na perda da linha de tendência de alta de médio prazo.

Hoje a segunda pancada apareceu e os índices perderam as principais linhas de suporte de curto prazo. Em ambos os casos foram acionados pivots de baixa aumentando a força da tendência de queda. Com esta tendência confirmada pode-se esperar que a região de suporte psicológico do índice Dow Jones (em 13k) será ser testada em breve, juntamente com a média móvel simples de 200 períodos diária.


Inevitavelmente o índice Bovespa também fechou em baixa, o sell-off em Wall Street dominou todo o mercado. A perda da importante região de suporte em 58.1k acionou o pivot de baixa, aumentando a força da tendência de queda no curto prazo. Este movimento colabora para perda de contato com a média móvel simples de 200 períodos, indicando supremacia do mercado vendedor.

  
O índice ainda conseguiu fechar colado na linha de suporte (fraca) em 57.6k, devido ao encerramento de algumas posições vendidas ao final do pregão. Mesmo com respiros ocasionais de curtíssimo prazo, pode-se esperar teste sobre a linha de suporte em 56.2k nos próximos dias/semanas.

Finalizando o Banco Mundial divulgou nesta terça-feira um levantamento onde mostra que o Brasil continua sendo um dos piores lugares para fazer negócios entre os países desenvolvidos ou em desenvolvimento. O Brasil ocupa vergonhosamente a 130ª posição em um ranking composto por 185 países. No ano anterior ocupávamos o 126º lugar, revelando que a nossa “atratividade” piorou mesmo com a queda na taxa básica de juros. Precisamos usar binóculos para enxergarmos o Chile na 37ª posição, país que por sua vez continua dando uma aula de política econômica na América Latina.

9 comentários:

  1. Olá FI!

    A bola da vez na minha carteira é a Cielo. Tomando umas pancadas bem fortes. Tenho ela pra longo prazo, com custo médio de R$ 37,xx, mas mesmo assim dá um aperto ver cair de R$ 60,xx pra R$ 44,xx... rs

    Esses momentos de queda são bons pra quem é sócio e visa acumulação. O meu critério de entrada é unicamente a proporção dos ativos em carteira. Compro sempre quem caiu mais e fica abaixo da proporção desejada. Hoje foi um lotezinho de CIEL3.

    Na sua análise gráfica, quais indicadores/osciladores vc costuma operar? Vc trabalha com cruzamento de médias, IFR, OBV? Sou leigo em AT, mas esse assunto tem despertado meu interessa cada vez mais. O que desanima é que me falaram que a literatura brasileira é bem pobre, né?

    Um abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Voce nao le em ingleis?

      Excluir
    2. Saber o básico da análise técnica é fundamental. Teorias clássicas, estudos de médias, candles, retas, linhas, indicadores e osciladores. Porém essa parte será apenas o primeiro passo de uma longa caminhada. O básico você encontra através de pesquisas no google, ou na literatura brasileira, ou mesmo nos livros do Alexander Elder traduzidos.

      A partir desta base de conhecimento você vai começar um trabalho de observação dos movimentos técnicos dos ativos ou índices de seu interesse. Esta parte é importante pois os ativos possuem características técnicas específicas que podem indicar boas oportunidades de trade. Nesta fase você também será capaz de formular o seu próprio sistema de operações. Qual método utilizar? Quando entrar? Quando sair? Porque?

      Eu utilizo IFR e MACD nos gráficos dos índices que posto no blog diariamente mas ambos são de baixa relevância na minha análise. Prefiro dar mais ênfase à simplicidade da análise clássica. Candles, retas, linhas e médias.

      Abcs, bons negócios

      Excluir
    3. Vou comprar esse livro do Alexander Elder e tentar aprender alguma coisa básica. Vc se importaria se eu tirasse dúvidas com vc? É que talvez isso tenha alguma frequência... rs

      Excluir
    4. Opa, claro que não!

      Estamos aqui é pra isso mesmo. Ajudar no que for possível!

      Abcs,

      Excluir
  2. Olá FI, sinal bonito na matriz hem!! A petro vendi em agosto do ano passado na faixa dos R$ 21,00, depois de mais de um ano está na mesma e meu capital consegui uns 30%, e pra mim esta cotação atual está cara devido à capitalização que diluiu os dividendos.
    Bom agora é esperar um provável teste novamente no fundo da congestão, más para um prazo maior vejo o Ibov bem mais baixo, vç já observou que estão em vários papéis de peso estipulando preços alvos bem menores, nos bancos espera-se quedas em torno dos 20% pelo menos nas cotações.
    Até este governho acabar muita água vai rolar levando os mercados!!
    Ivan

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é Ivan,

      Um olho e meio no Dow Jones e meio olho na Bovespa rsrs. Matriz muito perigosa, aconteceu o inevitável. Sinal de que os players estão brigando entre si, pois não estão conseguindo levantar o mercado para repassar suas posições à massa. Vamos monitorar este movimento de correção.

      Abcs, bons investimentos

      Excluir
  3. Como já falado aqui FI, o Brasil é o país da gambiarra mesmo. Porque não fazer logo essa reforma tributária?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eike Rico,

      Talvez seja um mal do famoso "jeitinho brasileiro" de resolver as coisas rsrs...

      Abcs, bons trades

      Excluir