quarta-feira, 27 de fevereiro de 2013

Coral bonito não faz política


O coral está bonito. Dilma, Mantega e Tombini estão mostrando que ensaiaram bem a canção para espantar o bicho papão da inflação. Os discursos da presidente, do ministro da Fazenda e do presidente do Banco Central são praticamente os mesmos. Atacam a volatilidade no câmbio (com viés claramente inflacionário), defendem firmemente a política econômica (por mais ineficiente que seja) e batem o pé para a inflação não subir, dizendo que a mesma está sob controle.

Em primeiro lugar a tão criticada volatilidade no câmbio (de R$ 1,64 em fevereiro/2012 para R$ 2,14 em dezembro/2012) foi criada pelo próprio Banco Central, nas inúmeras intervenções realizadas no mercado de câmbio, seguindo as “recomendações” do governo, para forçar a desvalorização do Real. Portanto, é no mínimo irônico criticar algo que você tenha criado. Certo?

Ironias à parte, no dia 23 de novembro de 201 (quando o dólar estava cotado a R$ 2,12) o ministro Mantega havia afirmado categoricamente que o “dólar acima de R$ 2,00 veio pra ficar” e que aquela cotação (R$ 2,12) estava num patamar razoável. Pouco mais de dois meses depois o dólar atingiu os R$ 1,95.

O discurso, obviamente, mudou da água para o vinho e agora o governo demonstra certa satisfação com a atual cotação do dólar. Curiosamente no momento de maior pressão inflacionária, onde a valorização do Real colabora, limitadamente, para aliviar esta pressão.

A novidade mais recente é que agora o ministro Mantega pretende reduzir as tarifas de importação daqueles mesmos produtos que sofreram aumento de impostos no final do ano passado, atitude que por sua vez foi duramente criticada pelas principais potências mundiais. Os concorrentes nacionais haviam aproveitado a oportunidade para elevar os preços de seus produtos e mais uma vez o placar final ficou favorável à inflação.

Além da política econômica do governo ser uma tremenda piada, criou-se um clima de desconfiança, falta de credibilidade e incerteza sem precedentes. É praticamente impossível atrair investidores desta forma. Para um país que já possui péssimas condições de negócio, estes fatores elevam ainda as barreiras a serem superadas pelo “capital aventureiro”.

O mercado está cobrando atitudes do governo, mas até o momento o que se observa é um coral formado por três pessoas cantando a música no mesmo ritmo. Apenas isso. O problema é que os inúmeros deslizes da política econômica do governo são um prato cheio para a inflação, mas esta parte da música (que parecer ser o refrão) o governo não canta.

Intervenções atrapalhadas no câmbio, incentivo desenfreado ao consumo sem se preocupar com a oferta, ineficiência dos gastos públicos, tarifações de produtos importados, mercado de trabalho extremamente aquecido e desqualificado, formação de “dívida burra” (como por exemplo os aportes do Tesouro para permitir o corte prometido nas contas de luz) e entre outros.

Temos uma série de ingredientes que fornece esta mistura altamente inflamável responsável por alimentar a inflação. É vergonhoso crescer 1% e gerar inflação de 5,83%. Há uma lista de prioridades que precisam ser revistas. Mas por enquanto, o que se observa, é apenas um coral cantando músicas de esperança. “Ão ão ão, temos controle da inflação.”

Inflação de 2010: 5,90%. Inflação de 2011: 6,5%. Inflação de 2012: 5,8%. Meta do Banco Central: 4,5%. Onde será que ela foi parar?

No mercado de capitais o dia foi extremamente positivo. O índice Dow Jones subiu forte pelo segundo dia consecutivo iniciando rompimento da barreira psicológica dos 14k. A região dos 13.6k não foi testada, mostrando que estava errado na análise da última segunda-feira. A confirmação da superação desta barreira psicológica dos 14k poderá jogar o índice para a região de topo histórico.

Gráfico Dow Jones
  
O mercado reagiu com otimismo ao resultado do leilão de títulos da Itália. Apesar do aumento nos juros, o tesouro italiano conseguiu captar 6,5 bilhões de euros, aproveitando-se da forte demanda.


No Brasil o índice Bovespa também subiu (em menor intensidade) e conseguiu confirmar o rompimento da LTB, além de acionar pivot de alta no curtíssimo prazo (melhor visualizado nos gráficos intradays). Com isso o movimento de repique ganha mais consistência, pois há uma pernada de alta formada que poderá jogar o índice para retestar a média móvel simples de 200 períodos diária.

Gráfico da Bovespa

14 comentários:

  1. Eles tem algumas alternativas... intervir mais no "câmbio flutuante" (flutua onde eles deixarem), derrubar mais a cotação do dólar, e ferrar mais indústria nacional.
    E/ou subir mais os juros, e f# indústria nacional também.
    2014 está em jogo, não se esqueçam disto!
    Populista como são, pensarão nos votos nas próximas decisões daqui para frente, aposto eu!!!
    Estadista se preocupa com futuro. Populista com os votos e poder.


    Abraço.

    http://defendaseudinheiro.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vilmar,

      Perfeita sua conclusão.

      Abcs, bons investimentos

      Excluir
  2. Perfeito esse texto sobre o trio Dilma-Mantega-Tombini!

    Acho difícil o PT perder o poder em 2014, eles gastam horrores com publicidade, aumentaram o bolsa-família, falta nome forte na oposição... infelizmente teremos que aguentar essa palhaçada por mais alguns anos... espero estar errado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nerd Investidor,

      Obrigado! Na minha opinião existe sim um nome forte, o Aécio. O partido é que deixa muito a desejar, parece que não sabem fazer oposição. Se a oposição não começar a se mexer, também acho que vamos ter que aguentar este governo por mais quatro anos.

      Abcs, bons negócios

      Excluir
  3. Oposição, más aonde?? Existe um exército de eleitores do P T que defendem com unhas e dentes simplesmente com medo de perder a esmola de cada mês, é uma vergonha o ponto que chegou o Brasil!! Esse trio pode enganar por aqui, más os gringos estão saindo de fininho e se por acaso SP500 romper o Topo Hist. creio que vai chamar venda forte por aqui, vamos aguardar;
    Ivan

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tanto que eh que ate o discurso do trio "petralha" mudou, ou seja, estao tentando enganar os gringos pensando que os mesmos sao os "idiotas" dos cidadaos brasileiros...

      eu nao sei se choro ou rio.. rsrs
      Brasil, qual sera o seu futuro.. mais duas decadas perdidas??

      Excluir
    2. Ivan,

      Domínio total do PT. Nem parece que existe oposição aqui no Brasil. Se o S&P500 romper o topo histórico certamente Wall Street acabará atraindo mais fluxo financeiro, principalmente de manada. Pode ser que parte deste fluxo, aqui no Brasil, retorne para sua origem. Vamos ter que monitorar.

      Abcs, bons trades

      Excluir
    3. Anônimo,

      Pois é. Mantega mais uma vez fazendo uma turnê mundial para tentar atrair investidores, adotando este mesmo discurso. Provavelmente não vai dar em nada, como das outras vezes.

      Abcs, bons investimentos

      Excluir
  4. Bom... essa semama os fundos de inflação voltaram a subir forte.

    Mercado não parece muito confiante no funk do governo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anônimo,

      Sim, as NTNBs deram uma aliviada nos últimos dias. Mercado está cobrando atitudes do governo. Muito discurso para poucas ações.

      Abcs, bons negócios

      Excluir
  5. FI, Oposição sim... mas precisa de ser oposição profissional e este psdb também é outro trapalhão que vive às tontas. Assim fica mesmo difícil enfrentar os petralhas.
    Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anônimo,

      Exatamente. Enquanto isso a festa continua, sem hora pra acabar.

      Abcs, bons investimentos

      Excluir
  6. FI,
    Já cansei de criticar este governo. E a Dilma é doutora na área, como pode não entender nada de economia.
    E sim, teremos que aguentar o PT por mais 4 anos no mínimo.

    Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Jônatas,

      Sim, pelo menos por mais 4 anos, aumentando as parcelas do carnê que iremos receber depois.

      Abcs, bons negócios

      Excluir