terça-feira, 5 de março de 2013

A dor de cotovelo do investidor brasileiro


O pregão desta terça-feira marcou mais um dia histórico para o mercado financeiro mundial. O índice Dow Jones conseguiu superar a sua máxima histórica registrada em outubro de 2007, período que antecedeu o crash do subprime. Apesar da ocorrência relevante deste evento, alguns índices mundiais romperam recentemente seus topos históricos correspondentes, como a bolsa do México por exemplo.

Este cenário será corriqueiro daqui pra frente, tanto para os mercados desenvolvidos, quanto para os mercados emergentes. Os demais índices mundiais que ainda não romperam suas respectivas máximas históricas estão no trilhando o mesmo caminho percorrido pelo índice Dow Jones, exceto o Ibovespa.

O descolamento do índice Bovespa com os demais índices mundiais aumentou bastante (curiosamente) após a eleição da presidente Dilma, no final de 2010. Desde então perdemos inúmeros rallys mundiais. O desempenho do índice piorou, tal como os fundamentos da economia e das empresas que compõe a carteira teórica do índice.

Mesmo estando aqui em baixo, longe da nossa máxima histórica (o que teoricamente poderia revelar um mercado com preços descontados/atrativos para compra), ainda somos um mercado desinteressante e de baixa atratividade. Os ativos dos demais mercados espalhados pelo mundo afora, que trabalham próximos as regiões das máximas históricas, conseguem ser mais atrativos (baratos) do que os nossos.

A mão pesada intervencionista do Estado tem prejudicado o desenvolvimento do mercado de capitais brasileiro, mas infelizmente este não é o nosso único entrave. As tremendas falhas da política econômica do governo federal, incapacidade de gestão e falta de planejamento, mudanças constantes nas regras do jogo, rejeição às reformas estruturais, descrédito da política de metas de inflação, baixa eficácia fiscal, fechamento de mercado/protecionismo, (enquanto os demais países estão fazendo movimento inverso, abrindo o mercado) e falta de credibilidade, transparência e confiança formam o conjunto desta obra.

Ibovespa x Dow Jones

O gráfico acima é a imagem que resume o conjunto desta obra. Mostra o spread entre o Ibovespa e o índice Dow Jones. A queda no spread revela que o nosso desempenho é significativamente inferior ao índice Dow Jones, desde 2010.

Mas alguns poderão pensar. Nosso índice não é muito concentrado em companhias exportadoras de commodities? Sim, bastante concentrado. Será que estamos seguindo o desempenho do mercado de commodities? Para tirar esta dúvida, vamos comprar desempenho do índice Bovespa com o principal índice de commodities mundial:

Ibovespa x Commodities

Desempenho do índice Bovespa segue bem inferior, curiosamente, também, desde 2010. Ok. Qual o segundo setor de maior peso no índice Bovespa? Financeiro. Será que o Ibovespa está seguindo o desempenho do setor bancário em Wall Street? Para tirar esta dúvida, vamos comparar o desempenho entre os dois:

Ibovespa x bancos

Também uma queda significativa. E quanto aos nossos pares mundiais? Como será que está o desempenho do índice Bovespa com relação à bolsa do México, por exemplo?

Ibovespa x bolsa do México

Não está nada bonito, não é verdade? Para não restar dúvida, vamos comparar o desempenho do índice Bovespa com outro mercado emergente, preferencialmente de outro continente. Abaixo podemos observar o spread entre o índice Bovespa e o índice Sensex da bolsa de Bombay (Índia):
 
Ibovespa x bolsa da Índia
   
Não está satisfeito? Ok, vamos pegar emprestado o discurso do governo. Mas antes se preparem para a viagem, pois só podemos dizer esta frase fora da órbita terrestre: A culpa é da crise. Será que estamos sendo afetados pelo desempenho do mercado europeu? Para isso, vamos comparar o desempenho do índice Bovespa com o índice DAX (Alemanha, principal índice do continente europeu):

Ibovespa x DAX

Mais uma queda relevante ao nosso favor. A verdade é que não estamos sendo afetados por ninguém no mercado externo. Estamos descolados de qualquer índice/ativo do mercado financeiro, pois tudo está subindo. Ficamos para trás e o que restou foi apenas um binóculo e uma tremenda dor de cotovelo.

Embora a dor de cotovelo tenha incomodado o investidor brasileiro há mais de dois anos, a gota d’agua aconteceu nesta terça-feira. Um dia em que o otimismo tomou conta do mercado de capitais. Dow Jones superou o topo histórico e 456 papéis atingiram novas máximas na bolsa de valores de Nova York.

O índice Bovespa tentou participar deste clima de otimismo no mercado internacional ao subir 1,29% nas primeiras horas de pregão, mas éramos penetras nesta festa. A dura realidade logo veio à tona e fechamos o dia em queda de 0,97%.

Gráfico do índice Bovespa

As operações vendedoras começaram a aparecer após o teste na LTB mais inclinada no gráfico, ameaçando o movimento de repique iniciado na região dos 55.4k. Caso esta linha de suporte seja perdida o índice poderá buscar os 52.5k.

26 comentários:

  1. Infelizmente, a mão PESADA do nosso estado INTERVENCIONSTA com um ex-comunista no poder tem afugentado de monte os investidores do Brasil!
    E fica o meu R.I.P. pro Chavéz, amigão dos comunistas!


    Abraço

    http://defendaseudinheiro.com.br/vale-a-pena-fazer-hedge

    http://defendaseudinheiro.com.br/quanto-custa-manter-um-automovel

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pena que vc nao morreu junto, frajola.

      Seus comentarios sao cretinos e nao acrescentsm em nada, nem aqui nem no forum.

      Todo mundo ja percebeu que vc quer fazer o link do seu site tosco aparecer aqui pra ganhar add on...

      Vaza.

      Excluir
    2. Vilmar,

      Sim, apesar do fluxo positivo dos estrangeiros no mercado a vista (que poderia ser bem maior), os contratos futuros de venda dos estrangeiros bateram recorde na BM&F. Estão além de um simples hedge das posições compradas no mercado a vista. Tem muito dinheiro pesado na mesa e pouca liquidez para sustentar o desmonte destas posições.

      Abcs,

      Excluir
  2. RIP Chavez!

    Long live FI.

    Vc se superou nesse post. Congrats.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Clerton,

      Que nada. Apenas mais uma humilde análise do FI rsrss. Obrigado!

      Abcs, bons negócios

      Excluir
  3. Boa noite FI,
    Mais uma vez parabéns pela clareza e conteúdo em suas análises.

    Alguma opinião hoje sobre a invertida hoje no mercado?
    Fernando

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Fernando,

      Obrigado! Sim, mercado com baixo giro de investidor pessoa física torna-se extremamente técnico. Não houve indicador macro/notícia relevante para provocar esta invertida. A sobrevivência dos profissionais está no giro de curto prazo, em operações bem curtas. Assim que o índice testou a LTB mais rápida, a trajetória foi invertida rapidamente. Ou seja, quem tinha posição comprada liquidou logo (devido as condições de mercado) e quem queria entrar no mercado, entrou pra vender (aproveitando a resistência da linha de tendência).

      Abcs, bons investimentos

      Excluir
  4. Caro Finanças Inteligentes,

    Parabéns pelo texto. Você demonstrou cabalmente o desastre de nosso mercado de capitais. Não vi em nenhum texto econômico prova vísivel tão clara de nossa realidade.

    Infelizmente não percebemos desde a primeira interferência do governo que foi na capitalização da petrobrás, movimento que só descapitalizou os acionistas e espantou os investidores estrangeiros, nenhum movimento que constribuisse para a melhoria do mercado de capitais. As medidas subsequentes foi derrubando os setores um a um igual à peças de dominó que derrubam uma após a outra.

    Não consigo identificar qual a vantagem de tamanha perda de valor e de fragilização de um instrumento de desenvolvimento das empresas. Nem vejo também nenhuma manifestação de apoio ao mercado pelas instituições financeiras.

    O investidor virou o inimigo.

    Convém lembrar, entretanto que confiança não é algo que se adquire em supermercado. É algo construído no dia a dia.

    Mais uma vez parabéns.

    Anonimo investidor

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. substitui foi derrubando por foram derrubando.

      grato

      Excluir
    2. Olá Anônimo Investidor,

      Obrigado! Exatamente, não há vantagem alguma. Estamos é perdendo tempo pois os demais países estão evoluindo, inovando e crescendo de forma sustentada enquanto nós estamos fazendo "um trabalho porco de cigarra". Com certeza, não vai ser fácil retomar esta confiança. O ministro Mantega que o dia, em suas inúmeras viagens internacionais na tentativa (frustrada) de atrair novamente o interesse do mercado para o Brasil.

      Abcs, bons investimentos

      Excluir
  5. FI, esse post realmente foi excelente!

    Não gosto de misturar política e bolsa. Mas acho que vc conseguiu provocar reflexões bem interessantes com seu texto.

    Vc acha que se trocar de governo a bolsa deslancha?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Investidor Troll,

      Valeu! Assunto muito delicado, mas acho que a bolsa poderia deslanchar com uma mudança no ministério da Fazenda, por exemplo. Ou mesmo mudança de postura na política econômica (com menos incentivo ao consumo, que já mostrou sinais de esgotamento), ou retomada da autonomia do Banco Central (mais plausível).

      Abcs, bons negócios

      Excluir
    2. Achar que a troca do Min Mantega é a solução do Brasil é, com todo o respeito, muito inocente.

      Alguém seriamente pode acreditar que uma gerenta centralizadora aceitaria ter qualquer subordinado com ideias proprias ? Devemos acreditar que essas políticas economicas do Min da Fazenda e do BC vêm realmente das cabeças de Mantega e Tombini ?

      Aliás, parece que o segundo escalão se reune mais com a Presidente do que o próprio Mantega.

      Na minha opinião, e creio que na dos estrangeiros, a troca do porta voz do Min da Fazenda não alteraria a política economica do Brasil.

      Excluir
    3. Bom dia Anônimo,

      Por isso disse que o assunto é muito delicado. Uma possível troca do ministro da Fazenda poderia fazer o mercado acreditar numa mudança da política econômica do governo, ou não. Eu acho que poderia sim mudar alguma coisa, mesmo porque este modelo adotado pelo governo é insustentável e já está mostrando sinais de esgotamento. Mais cedo ou mais tarde serão forçados a mudar esta política, o problema é que enquanto isso vamos ficando para trás.

      Abcs, bons investimentos

      Excluir
  6. Olá Fi, abaixo repito a resposta de hj detarde;


    Fi, os comprados hoje jogaram a toalha, fortes emoções daqui pra frente!!
    Sim vamos aguardar os R$ 10 na Elpl4 rsss, o mercado não perdoa mesmo!!
    Ivan

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fi, a Elpl4 pode chegar nas mínimas de 2008>> R$ 8,xx.

      Excluir
    2. Olá Ivan,

      Sim, é bem provável que o papel continue caindo mantendo a tendência de baixa no médio e longo prazo. Por isso a primeira compra será bem simbólica, pois será um tiro no escuro, apenas para pagar a promessa rsrs..

      Abcs, bons trades

      Excluir
  7. FI,Esta é a dura realidade dos mercados e tudo o que escreveu ai em cima é verdade em relação aos indices.

    Mas eu acho que o Ibovespa é o unico Indice que esta em sintonia com o desempenho das açoes...ao contrario dos mercados Europeus ou dos EUA.
    Eu vejo os indices la em cima alguns atê ja fazem maximos historicos,mas eu é que estou ferrado com os craches de 2012,e não vejo titulo nenhum nesses maximos que se falam dos indices.
    Depois aparecem estes caras que deixam a gente a beira de um ataque de nervos com estes comentarios,repara só:

    Quais as perspetivas para os mercados acionistas em 2013?

    Os mercados acionistas vão atingir o topo durante o ano, depois vamos ter um novo ciclo de bear market [queda], POR TERMOS TIDO QUATRO ANOS DE BULL MARKET e pelo facto de o crescimento económico de muitos países ter sido endémico. Haverá uma inversão de ciclo e o PSI 20 deverá acompanhar essa tendência.

    Resumindo estes são os mesmos que em 2012 falavam que o mercado não parava de cair,e que em Agosto de 2012 iriamos ter mais um crash,alem dos dois antecedentes.Ora em que eles começaram a subir.Mas afinal agora a hitoria é outra;4 anos de bull market!!!.Depois dizem para mim que a matematica não falha.

    batistuta007




    ResponderExcluir
    Respostas
    1. batistuta007,

      Não sei se é pra rir ou pra chorar com um comentário desses. Lamentavelmente isso é comum no mercado. É impressionante a quantidade de análises furadas e distorcidas. Melhor a fazer é evitar ler o que esse pessoal escreve, pois é um conteúdo insignificante, controverso, não agrega aprendizado e pior, pode te confundir/prejudicar no mercado financeiro. Por outro lado eu mesmo gosto de ler de vez em quando, mas apenas pra dar risada.

      Abcs, bons investimentos

      Excluir
  8. Excelente post FI. Realmente, nada como a opinião dos investidores, expressada por meio dos índices de ações, para deixar bem clara a troglotice que o governo está fazendo com a economia brasileira. De verdade eu até simpatizo com o esforço do governo em tentar provocar redução dos spreads bancários e redução das tarifas de energia. Acho que são reformas realmente necessárias para que a economia brasileira (eventualmente) deslanche. Entretanto, a forma como essas coisas vem sendo feitas foi realmente grotesca. Além disso, em todo o resto, na minha opinião, o governo só está fazendo porcaria (estimulando excessivamente o consumo sem contrapartida em investimento, por exemplo, com redução do IPI). E ainda por cima ficam espantados quando a inflação sobe! Aparentemente há um bocado de incompetentes entre nossos líderes.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. CoisAtivo,

      Obrigado! Assino em baixo no seu comentário!

      Abcs, bons investimentos

      Excluir
  9. Matou a Pau FI, excelente postagem !! sinto que o fundo do nosso poço será no ano que vem.... apertem os cintos até lá !! rsrs

    Investidor Zé Ninguém
    .

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Investidor Zé Ninguém,

      Obrigado! Na minha opinião o Ibovespa está no final do ciclo de correção, a próxima vez que engatarmos uma pernada de alta consistente, será para romper o nosso topo histórico, ingressando o mercado num novo ciclo de alta.

      Abcs, bons negócios

      Excluir
  10. A causa do governo é nobre. No longo prazo vamos sentir a diferença de se trabalhar com uma SELIC baixa e com energia mais barata. Paciência, pois o remédio é amargo mesmo. A truculência do governo foi necessária para atingir o que se queria de forma imediata. Não foram políticos, foram práticos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Daniel,

      Sem dúvida a causa é nobre. Taxa de juros alta não gera benefícios para economia, bem como preços elevados do custo de energia. O problema é a forma como o governo se propõe a resolver estes problemas. É totalmente desastrosa. Então acaba resolvendo um problema, mas gerando outros dois a serem resolvidos futuramente.

      Abcs, bons investimentos

      Excluir
  11. É verdade. O governo foi truculento!

    O lado negativo disso é que assustou muitos investidores, tanto no mercado financeiro quanto na economia real. Nossa formação bruta de capital foi ruim.

    O lado positivo é que essas transformações necessárias vão acontecer mais rápido. Imagine esperar todos os contratos com as elétricas terminarem? 2016, 2017...

    ResponderExcluir