quinta-feira, 28 de março de 2013

BC vai assistir de camarote a inflação superar o teto da meta


O Relatório Trimestral de Inflação divulgado hoje pelo Banco Central do Brasil revelou dados preocupantes ao mercado, principalmente no que se refere à inércia da autoridade monetária referente ao agravamento das pressões inflacionárias.

Houve piora em todas as projeções de inflação para este e para o próximo ano. Segundo o relatório, O IPCA fechará aos 5,7% em 2013, ante previsão anterior de 4,8%. Em 2014 o IPCA ficará em 5,3%, acima da estimativa anterior de 4,9%. O Banco Central admite, inclusive, que a inflação acumulada dos últimos 12 meses vai estourar o teto da meta (6,5%) no segundo trimestre deste ano, chegando aos 6,7%.

Mesmo com a piora das pressões inflacionárias de curto prazo, bem como das projeções oficiais, o Banco Central se mantêm “surpreendentemente” inerte (alimentando o seu descrédito no mercado em decorrência da notória perda de autonomia) e não indicou nenhuma atitude a ser tomada através de seu principal documento de avaliação da inflação.

A autoridade monetária fez questão de reforçar o comunicado emitido na ata da última reunião do Copom (Comitê de Política Monetária): "o comitê irá acompanhar a evolução do cenário macroeconômico até sua próxima reunião, para então definir os próximos passos na sua estratégia de política monetária". Isto significa que por enquanto não vamos fazer nada. Vamos surfar o teto da meta para ver o que acontece.

Portanto, é praticamente certo que a taxa básica de juros permanecerá inalterada na próxima reunião do Copom. A trajetória de convergência da inflação para o centro da meta (4,5%), definida pelo órgão máximo do sistema financeiro (CMN - Conselho Monetário Nacional), virou lenda. O governo sequer toca neste assunto. Ao que tudo indica, em nenhum momento do governo Dilma a inflação atingirá o centro da meta.

A determinação do CMN está sendo descumprida descaradamente. O regime de metas de inflação é um dos tripés que permitem o país crescer de forma sustentada. É a base de uma política monetária bem feita. É a garantia do poder de compra da moeda. Do que adianta definir uma meta de 4,5%, se na prática o governo trabalha com outro número que ninguém sabe qual é? O mercado fica confuso e o clima de desconfiança e incerteza só aumenta.

O índice Bovespa fechou o pregão desta quinta-feira (dia de fechamento semanal, mensal e trimestral) em leve alta, contribuindo para formação de um candle de alívio no gráfico semanal. O movimento de repique poderá continuar na próxima semana, pois não há sinalização de inversão na tendência de alta nos gráficos intradays.

Bolsa mês de março

O mês de março marcou a terceira queda consecutiva do gráfico mensal. Houve uma tentativa frustrada de retomada da linha central de bollinger, além da LTA perdida de 2008. Os pavios longos (superiores e inferiores) do candle revelam aumento da disputa entre compradores e vendedores, diferentemente dos dois meses anteriores. Com isso as condições melhoraram para Abril ser um mês bull, desde que a mínima seja mantida em 54.6k.
  
Ibovespa


Nos Estados Unidos o índice Dow Jones fechou o pregão iniciando o rompimento da zona de congestão de curtíssimo prazo. Uma nova máxima foi registrada aos 14.5k, indicando que o índice vai subir mais um degrau da escada. Tendência de alta de curto, médio e longo prazo.

Dow Jones

Bom pessoal, por hoje é só. Bom descanso e Feliz Páscoa a todos vocês, familiares e amigos. Até segunda!

28 comentários:

  1. PS:

    Concedi uma entrevista ao site General Investidor. Segue o link:

    http://generalinvestidor.com.br/entrevista-financas-inteligentes/#.UVTUWByG1n8

    ResponderExcluir
  2. Excelente como sempre esse site, parabéns pelo conteúdo!

    Pior 1º trimestre dos últimos 18 anos pra Bovespa... a inflação disparando e ninguém faz nada... desonerações que não chegam ao bolso dos consumidores... tá fácil pra ninguém não esse ano :( mas vamos em frente seguindo do jeito que for possível...

    []'s

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nerd Investidor,

      Obrigado! É isso aí, mas vamo que vamo pois a bolsa está mais interessante que há três meses atrás.

      Abcs, bom final de semana!

      Excluir
  3. Congratulo o site e a análise bem feita no blog.

    Vejo muita gente afirmar que o Bacen iria subir os juros, mas a verdade é que até agora não houve qualquer indicativo que os juros subirão.

    Recordo ainda que já houve o teto da meta atingido há cerca de 1 / 2 anos, razão pela qual o IPI dos carros baixaram.

    A herança da Dilma e do PT vai ser maldita (e digo isso sem qualquer viés político).

    Parabéns mais uma vez.

    Miguel

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Miguel,

      Obrigado! Exatamente, através de seus principais documentos oficiais o Banco Central não expressou qualquer sinal de elevação dos juros. De fato, o que aconteceu neste primeiro trimestre, foi apenas um descontentamento do Tombini que não resultou em nenhuma atitude diferenciada daquela dos últimos anos.

      Abcs, bom descanso!

      Excluir
  4. Não entendo a razão dessa grita em relação às declarações da Dilma.

    Desde o início de seu mandato ela vem dizendo que baixaria os juros e que os colocaria nos mesmos níveis internacionais.

    Isso significa que apenas em último caso - em último caso mesmo - o BC irá aumentar os juros. Percebam que o governo e o BC limitam-se a fazer meras "declarações de boa-intenção" ao mercado, mas aumento de juros mesmo, nada...

    Não sei até quando essa lenga-lenga vai durar, mas, repito, aumento de juros só se não tiver outro jeito, mesmo porque essa questão ultrapassa o aspecto econômico e transborda para o político, já que "a taxa de juros mais baixa da história desse país" é uma das mais importantes bandeiras do governo Dilma.

    abs

    Henrique

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Henrique,

      Sim concordo com relação a queda da taxa Selic, estava muito alto e precisa cair mesmo. Mas o problema é que a Dilma reduziu os juros no grito. O governo poderia ter tomado medidas para incentivar a oferta (ou em outras palavras, melhorar as condições para o setor produtivo), que a queda na taxa Selic seria um evento natural e sustentável, sem gerar inflação alta e perda do poder de compra para todos nós. A oferta estaria equilibrada com o aquecimento da demanda. Infelizmente o governo optou pelo caminho mais fácil e popular, nestas condições os juros não se sustentam. Acredito que mais cedo ou mais tarde a taxa Selic vai acabar subindo, para acertar este "erro de percurso". E justamente por deixar a medida para último caso, vamos devolver pelo menos 1 ponto percentual, acredito eu (ou seja, Selic deve subir para os 8,25%), que pagamos caro nesta queda da Selic (o sofrimento - inflação - ficou em vão).

      Abcs, bom final de semana!

      Excluir
  5. FI,
    Muito boa a análise, pra variar.
    Já tenho uma boa exposição em títulos do TD, mas no momento, diante da indefinição com relação à taxa de juros e ao descontrole inflacionário, gostaria de saber qual a sua opinião, para o momento atual, quais títulos do tesouro estão mais atrativos (para carregálos até o vencimento)
    P.S.: inacreditavelmente, minha ordem em elpl4 em 10,00 foi exercida. Aguardando vale em 30,70.
    Abraço
    Investidor Paciente

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Investidor Paciente,

      Obrigado! Legal, pois eu acabei de lançar uma nova novidade no blog. Volta e meia vou fazer um panorama para os mercados de renda fixa e renda variável no menu "Pedidos de Análises". A análise já está disponível, segue o link:

      http://www.financasinteligentes.com/p/pedidos-de-analises.html

      Abcs, bom descanso

      PS: Pois é, acabei triscando um pouquinho dela também em 9,93 só pra cumprir a minha promessa do ano passado. Dinheiro de pinga. Investimento minimamente maior somente quando o cenário clarear um pouco para as elétricas.

      Excluir
    2. FI,

      Para quem comprou uns títulos NTNB P de longo prazo (2035), você recomenda vender agora ou acredita em uma recuperação ainda nesse ano?

      Historicamente, sempre vejo o preço dela subir anualmente, embora o primeiro trimestre tenha sido negativo.

      Abs e parabéns pelo blog.

      Excluir
    3. Fi, na Elpl4 entrei em R$ 10,04, visto que não passou dos R$ 10,15 cai fora e novamente recomprei nos R$ 9,90...resumindo acho que a ação vai derreter segunda, o que vç acha?? Não estou preocupado visto que foi muito pouco a compra!!
      Ivan

      Excluir
    4. Eu também comprei pouco a R$ 10,00, uma ordem deixada há um bom tempo. Também acho que vem mais lenha, pois a queda no lucro da empresa foi bem maior que a queda das ações, mas espero um repique antes disso, ocasião em que irei vendê-las sem dó. Tenho geti3 na faixa de 17,XX e esta o governo AINDA não destruiu o lucro. Se geti3 chegar nos 20, entregarei metade da posição.
      Tá feia a coisa para as elétricas, mas também pode ser que estamos diante de grandes oportunidades, o que acham?
      Investidor Paciente

      Excluir
    5. Anônimo,

      Qual é o bônus que você garantiu nela? A maioria dos preços dos títulos públicos atingiram auge entre o final do ano passado e o início deste ano. Acho difícil retornarem para este valor com esta expectativa do mercado financeiro de elevação da taxa Selic ainda este ano. 2035 é um prazo muito longo, não tenho dúvida de que nos próximos 5 anos o bônus deste título poderá encostar na casa dos 5,00% ou 6,00%, pelo menos, sendo impactado pela retomada do ciclo de aperto monetário em diversos banqueiros centrais mundiais. Me recordo que em 2011, na fase final do ciclo de aperto monetário do BC, as NTNBs de curto prazo (vencimento em 2015) atingiram quase 7% ao ano + IPCA. Tudo bem que a taxa Selic naquela época estava bem mais elevada, mas era um exagero do mercado. Isso normalmente acontece nas fases finais dos ciclos de apertos monetários. Isso não é uma garantia de que a NTNB 2035 vai atingir um bônus de 7%, mas que certamente este bônus atual vai melhorar (e o preço vai cair) quando o BC entrar no ciclo de aperto monetário.

      Obrigado!

      Abcs, bom sábado!

      Excluir
    6. Ivan,

      Pelo gráfico a ELPL4 está rolando abaixo de um despenhadeiro, sem fundo ou apoio. Eu acho que nem segura na mínima do crash em 2008, se até lá o governo não mostrar o que realmente poderá acontecer com as margens de algumas empresas do setor elétrico. É isso aí, tem que ser dinheiro de pinga mesmo, só pra brincar, pois o risco (incerteza) é muito alto.

      Abcs, bom final de semana!

      Excluir
    7. Investidor Paciente,

      Acho que o cenário para a GETI3 é menos pior do que para ELPL4. Mesmo assim, investimento neste momento não passa de uma aposta, pois não sabemos o que está para acontecer. É como andar num campo minado. Vale o risco, pois os preços caíram bastante, porém o dinheiro aventureiro tem de ser pequeno. Gordura pra queimar rs..

      Abcs, bom sábado

      Excluir

    8. Agradeço realmente a resposta.

      Sobre sua pergunta nos títulos, garanti 4,11 + IPCA na NTNB P 2035.

      Não devo portar até o vencimento, mas fiz um estudo anual com base no PU do inicio e final do ano e reparei que mesmo em ciclos de altas dos juros o preço desse título sempre sobe. Então fico na dúvida de vender agora ou esperar recuperar o preju do primeiro trimestre.

      Realmente concordo com você que o prêmio deve subir. Mas será que já não deve tá precificado? Se subisse, não acredito que Dilma vá subir muito... no maximo uns 8,25% (se é que vai subir esse ano).

      É que como vi meu saldo cair, estou pensando duas vezes antes de sair para não realizar o prejuízo. Fico com a ideia de que isso ainda vai subir alguma coisa no ano.

      Se puder dar sua opinião, sinta-se livre :))

      Abs e parabéns novamente pelo blog.

      Excluir
    9. Opa!

      Claro, estamos aqui é pra isso mesmo. Acho que você vai ter uma chance pra sair deste título nas próximas semanas, com o mercado digerindo o Relatório de Inflação. Foi basicamente um carimbo dizendo que os juros não deverão subir na próxima reunião do Copom. Então a tendência é os bônus dos títulos caírem mais um pouquinho nas próximas semanas. Vai ser difícil voltar para 4,11%, mas pode chegar perto disso e assim você terá uma chance de sair com prejuízo pequeno.

      Eu acho que os juros subirão ainda este ano, pois as projeções de preço para 2014 e 2015 já estão pressionadas, ou seja, a inflação mostra relutância em ceder mesmo em cenário de baixo crescimento. Como estamos em ritmo de retomada no crescimento econômico (melhor do que 2012, pelo menos), os juros deverão subir mais cedo (primeiro semestre deste ano) ou mais tarde (segundo semestre deste ano) com ou sem a aprovação da presidente já visando o IPCA de 2014.

      Com relação ao PU, sim. Conforme o tempo vai passando (título reduzindo o seu prazo), o risco vai diminuindo refletindo na queda do bônus. Mas este é um evento lento. Não sei dizer se encaixaria bem numa estratégia de especulação. Acho que o ponto principal para especular no tesouro direto é ter mais paciência do que no mercado de ações. As vezes o operador precisará esperar 6 meses, 1 ano, ou 2 anos para entrar num bom momento (risco pequeno x retorno alto). E novamente o psicológico do operador de renda fixa precisa estar tão afiado quanto o psicológico de um operador no mercado de ações, pois os títulos costumam apresentar as melhores oportunidades no auge do pessimismo do mercado (que normalmente coincide com a fase final dos ciclos de aperto monetário).

      Abcs, boa semana!

      Excluir
  6. Eu não vejo nenhuma surpresa ele está fazendo exatamente

    o que prometeu fazer.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. sasg,

      Sim, mas com relação ao Banco Central alguns discursos da diretoria estão totalmente desencontrados com as informações contidas nas atas do Copom ou neste último relatório de inflação.

      Abcs, bom final de semana!

      Excluir
  7. Respostas
    1. Tá difícil meu caro. 2018 e olhe lá...

      Abcs, bom descanso

      Excluir
  8. isso que dá deixar a economia do país na mão de socialistas burocratas como a Dilmona guerrilheira e o ministro amanteigado...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anônimo,

      Vamos ver se na reeleição da Dilma ela troca pelo menos o ministro da Fazenda. Ficaria "menos pior".

      Abcs, bom final de semana!

      Excluir
  9. FI, tenho esperanças que a Marina pode surpreender. Mudanças sao benvindas, apesar do pouco conteúdo da candidata, mas permanecer com a Sargentona ou ficar com o Aebrio, acho melhor a Marina. O país corre o risco de se tornar uma Argentina com "aquela senhora".
    Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anônimo,

      Nem me fale. Infelizmente estamos pegando a mesma estrada da Argentina. A diferença é que no nosso caso, ainda dá tempo pra pegar o desvio. Acho difícil a Marina conseguir competir. Pra ganhar as eleições hoje, o partido precisa investir pesado em marketing, o que ficaria limitado para Marina. Para o Aécio já é diferente, está mais preparado, tem mais capacidade para competir em termos financeiros. Para ele só ficou faltando mesmo um partido melhor.

      Abcs, bom final de semana!

      Excluir
  10. É triste ver que a meta do CMN não está sendo cumprida. Resta a nós fazermos nossa parte e estudar para investir melhor e não depender do governo. Está de parabéns por escrever um livro para ajudar as pessoas a aprenderem mais sobre o assunto.

    Um abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá heliovogas,

      Com certeza. É um cenário que exige adaptação do investidor. Obrigado!

      Abcs, bons investimentos

      Excluir