segunda-feira, 1 de abril de 2013

Pior bolsa da América Latina


Atualmente o índice Bovespa é o patinho feio mais conhecido no mercado financeiro mundial. A boa fase do mercado de capitais, que atingiu até mesmo as bolsas de países envolvidos diretamente com a crise financeira na zona do euro, ou o próprio Nikkei (Japão) que saiu de um longo bear market, não passou nem perto do Brasil. Enquanto muitos investidores comemoram o desempenho de seus mercados regionais, nós sofremos com a dor de cotovelo sem ter pra onde ir.

Mesmo quando comparado com outros mercados emergentes em situações semelhantes, o índice Bovespa deixa muito a desejar. O gráfico abaixo, utilizado recentemente na análise de panorama para o mercado de renda variável (disponível neste link), compara o comportamento do índice Bovespa com o índice MSCI de mercados emergentes.

Índice MSCI

O problema maior é que desempenho decepcionante do Ibovespa tornou-se uma vitrine para o mundo, mostrando os inúmeros problemas internos de nossa polícia econômica e monetária. Erros grotescos que proporcionaram um cenário de baixo crescimento e inflação elevada. Erros que, direta ou indiretamente, dificultaram as empresas alcançarem margens de lucro minimamente satisfatórias.

A dor de cotovelo do investidor brasileiro parece não ter fim. Quer coisa pior do que sair numa matéria da Bloomberg como pior bolsa de toda a América Latina? Segundo os dados da própria Bloomberg, este foi o quinto trimestre consecutivo em que mais da metade das companhias do índice Bovespa tiveram resultados abaixo das projeções, que já não eram tão otimistas assim. É o período mais longo de resultados decepcionantes desde 2007.

O desânimo do investidor brasileiro é perfeitamente justificável. Perder para o mercado venezuelano, boliviano e argentino é extremamente frustrante. As ações brasileiras estão proporcionando aos seus investidores o pior retorno da América Latina. Uma vergonha para todos nós.

Entretanto, existe uma expectativa de leve retomada do crescimento econômico brasileiro este ano. Existe também uma expectativa de elevação da taxa Selic (por bem ou por mal/primeiro semestre ou segundo semestre) para frear o ímpeto da inflação. Mesmo estando longe do ideal e/ou longe das boas condições de negócio no ambiente interno, esta queda vergonhosa do índice Bovespa começa a ficar interessante para quem quer voltar, com a devida cautela, para o mercado de renda variável adotando posições de médio prazo em compras parciais dentro da tendência de queda do índice.

Ainda assim precisamos manter os dois pés no chão. O Índice Gerente de Compras do setor industrial brasileiro continua mostrando expansão da atividade manufatureira, porém este ritmo retrocedeu no mês passado. O índice saiu dos 52,5 pontos em fevereiro para os 51,8 pontos em março deste ano. É o segundo mês consecutivo de recuo, ocasionado principalmente pela alta nos preços dos insumos e custo da mão de obra.

O índice Bovespa fechou o pregão desta segunda-feira em queda de 0,80% marcando topo na região dos 56.4k. Agora, para o repique de alta continuar no curtíssimo prazo, o Ibovespa precisará formar um fundo acima da região dos 54.6k (não troquei os números, é isso mesmo. Curioso não?). Ainda não há nenhuma sinalização de fundo ascendente no intraday.
  
Ibov



O feriado na Europa manteve os mercados fechados nesta segunda-feira. Nos Estados Unidos o índice Dow Jones oscilou pouco a mal saiu do lugar, mantendo a análise da última sexta-feira.

Dji

21 comentários:

  1. Honra ao mérito a dilma, mantega e cia :lol: :lol: !!!! :evil:
    E não tem hora para despiorar...... :!: :evil:
    Abraço
    []´s

    http://defendaseudinheiro.com.br/por-que-muitos-nao-investem-nas-empresas-do-grupo-ebx

    ResponderExcluir
  2. O que tira o sono é: se lá fora está subindo e aqui está caindo, e quando começar a queda lá? Até porque não acho que esteja muito longe de começar uma correção nos EUA e Europa já que essa subida dos últimos meses está bastante exagerada.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Princípio do "sell in may and go away"?

      Excluir
    2. Eu tambem estou cêtico com este otimismo na Europa,A vida do povo vai de mal a pior ao contrario dos indices.

      Talvez neste LINK esteja aqui a resposta para este otimismo,que continuo a dizer não o vejo nas acçoes mas apenas nos indices.

      http://youtu.be/k74CtOBxjD8

      Batistuta007

      Excluir
    3. E este LInk para se rirem a fartar,que tambem ajuda...


      http://youtu.be/KG565rc08tM

      "Não sei se se pode considerar com algum conteudo de palavras menos apropriado."

      batistuta007


      Excluir
    4. Muitas vezes o que o que agrada o mercado desagrada a economia e vice-versa. Um duro programa de austeridade fiscal, por exemplo, proporciona aumento imediato da taxa de desemprego e reduz o crescimento, mas reduz o custo da rolagem da dívida soberana (tranquilizando os investidores e colaborando para manter a credibilidade/confiança, os grandes pilares sustentam o fluxo de capital).

      Eu acho improvável acontecer uma queda forte nos mercados internacionais por conta das políticas expansionistas de diversos banqueiros centrais mundiais, além da melhora nos fundamentos de várias empresas que aprenderam na marra (em 2008) a serem mais eficientes. O mercado está inundado de liquidez. Um crash não se sustenta num mercado de alta liquidez, como o atual. A grande variável por trás de um pânico de baixa é a liquidez (ou falta dela, em outras palavras, falta de compradores para tantos vendedores). Mas não podemos descartar quedas de curto prazo, o que será normal, trabalhando dentro da tendência de alta de médio e longo prazo. Se acontecer uma queda destas de curto prazo nos mercados externos, podemos ser presenteados com o Ibovespa se aproximando dos 52.5k.

      Abraços a todos!

      Excluir
    5. Esse segundo link do batistuta007 é muito bom! Já vi várias vezes, engraçado mas é a pura verdade rsrs...

      Excluir
  3. Boa noite para todos

    FI desejo-lhe muito sucesso no seu Livro,e quem sabe se eu me aguentar nesta profissão por atê meados de setembro deste ano...ai encomendo um atravez de um dos meus primos que costumam vir ca a Portugal muito a miudo.

    Abraço

    batistuta 007

    ResponderExcluir
  4. Olá, é a tecla que venho batendo faz tempo, que o Brasil vive um faz de contas!! Aonde crescimento se sustenta em dívidas, maquiagem de indicadores, imprensa "comprada", e por ai se vai.
    No IBOV até o momento estamos fazendo pull-back ao fundo perdido, se confirmado e depois perder estes 55K a coisa vai ficar preta ao meu ver;
    Fi, novamente trade em Elpl4, se estivesse operando com mais capital já teria ganhado um bocado, serve de experiência, compra em R$ 9,90>> Venda nos R$ 10,10, más agora vou dar um tempo pois o gráfico intraday está num triângulo descendente;
    Ivan

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ivan,

      Eu pra falar a verdade nem estou acompanhando mais o gráfico dela. Vou ver se trem vinga ou vira pó rsrs... A expectativa é o índice perder este último fundo, pois ainda estamos em tendência de baixa. Vamos ver.

      Abcs, bons trades

      Excluir
  5. FI, sempre leio a Bloomberg e gosto de ver o ponto de vista dos gringos sobre a nossa economia, bolsa, política etc. Se puder por um link para essa notícia que citastes, pois não achei lá.

    A bolsa está agonizando em praça pública, é verdade, mas o pior é que nem dá para dizer que está barata. O P/L nosso está em 14,5, enquanto o S&P500 está em 15,5, mas ele está no topo histórico. O nível atual do nosso índice reflete exatamente a pobreza dos lucros apresentados pelas empresas. Em 2008 a queda foi rápida e a irracionalidade desses momentos fez que com que vários preços caíssem mais rápidos do que os respectivos lucros, daí o P/L foi lá para baixo. Mas agora não, como essa queda vem gradualmente de anos, os agentes têm e tiveram tempo para racionalizar e precificar mais corretamente os ativos. Em resumo, nossa bolsa está onde está, porque é onde merece estar. Eu preferiria um novo 2008.
    abraço,
    PB

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Primeiro Bilhão,

      Peguei no site da Exame, onde informa que a matéria é de Ney Hayashi e Julia Leite, da Bloomberg. Segue o link:

      http://exame.abril.com.br/mercados/noticias/bovespa-afunda-com-balancos-abaixo-das-estimativas

      Exatamente. A queda do índice acompanhou a deterioração dos fundamentos das nossas empresas. O inverso aconteceu nos Estados Unidos: a alta do índice acompanhou a melhora nos fundamentos das empresas. Este P/L no S&P500 pode estar até relativamente baixo, pois os resultados das empresas norte-americanos estão surpreendendo positivamente o mercado trimestre após trimestre.

      Abcs, bons investimentos

      Excluir
    2. valeu pelo link.

      quanto ao P/L do S&P500, só por curiosidade, no último topo ele estava em 18, então o indice pode aumentar mesmo.

      Excluir
    3. Exato. E ainda tem o retorno do fluxo de investidores PF norte-americanos para a bolsa. Estava muito baixo desde o estouro do crash em 2008 e só agora parece que começaram a voltar.

      Abcs,

      Excluir
  6. A Bovespa cai agora, a recuperação dos EEUU começa a deslanchar num futuro próximo, se eles iniciarem um ciclo de aumento de juros por lá eu acho que a bolsa anda de lado pelo menos mais uns dois anos.
    Abs.
    PS Seu blog é leitura diaria obrigatória.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Anônimo,

      Obrigado! Com relação ao aumento dos juros, acho que vai demorar mais um pouco ainda. O FED pretende carregar esta taxa entre 0 e 0,25% até 2015 e a partir daí subir os juros lentamente, mantendo a inflação sob controle com a retomada mais forte do crescimento econômico norte-americano e mundial. O que o FED pode fazer este ano é acabar com a Operação Twist, de baixa eficácia e alto custo. Lembrando que a Operação Twist não se mistura com o QE3 (compra de 40 bilhões de dólares por mês em dívida hipotecária).

      Abcs, bons investimentos

      Excluir
    2. FI, boa noite.
      Achas que o FED começa aumentar os juros progressivamente a partir de 2015!
      Concordo.
      Mas pergunto:
      Pensa que essa progressividade de aumento irá se alastrar até que período, culminando no seu pico, com tendência de estabilização?
      Abraço!

      Excluir
    3. Anônimo,

      Sinceramente não sei lhe responder, pois não tenho informação confiável para palpitar. Estou me baseando pela própria informação do FED. Acho que nem mesmo o Bernanke tem esta projeção para futura estabilização após o aperto monetário. Vai depender muito do ritmo de retomada do crescimento econômico mundial e processo de desalavancagem do sistema financeiro (este último, ainda nem começou).

      Abcs, bons investimentos

      Excluir
  7. Temos que considerar que a Bovespa possui uma posição relevante de empresas do Eike Batista, que estão decepcionando o mercado. Não é a toa que ele caiu da 8ª para abaixo de 100º em tão pouco tempo. Não é a toa que ela é a pior.

    Abraços e sucesso

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Além da Poupança,

      Na minha opinião é o nosso mercado que está shorteado mesmo. Descolar do Dow Jones e alguns índices, tudo bem. Mas estamos com desempenho ruim até mesmo quando comparamos o nosso desempenho com o índice de mercados emergentes. Se somarmos o peso da LLXL3, MMXM3 e OGXP3, não passa de 4% do índice Bovespa. É muito pouco pra causar um estrago tão grande. Acho até que o maior impacto na queda das ações X é psicológico, o que durante o pregão é transferido para outras ações, favorecendo as condições para o especulador tirar um spread na venda descoberto. Socam o papel, aproveitando a onda de pessimismo, embolsam o lucro, mas o estrago fica.

      Abcs, bons investimentos

      Excluir