quinta-feira, 8 de agosto de 2013

Do jeito que o estrangeiro gosta


Dólar no topo e bolsa no fundo. Uma atração quase irresistível aos especuladores de Wall Street. O mercado brasileiro está do jeito que os estrangeiros gostam para entrarem assumindo posições na ponta compradora.

O dólar está em tendência de alta no longo prazo. Atingiu a marca de R$ 2,30 se aproximando dos níveis registrados no auge da crise de 2008. O Banco Central, preocupado com a inflação, tem atuado de maneira mais agressiva no câmbio com objetivo claro de empurrar o dólar para baixo. O governo, também preocupado com a inflação (embora não tenha demonstrando este sentimento, obviamente por fins eleitorais), já provou no passado que não há limites para sua intervenção no câmbio e, no desespero, pode criar tarifas visando desestimular a especulação cambial em uma determinada ponta (no caso atual, na ponta compradora).

A bolsa está em tendência de baixa no longo prazo. Atingiu os 44.1k, nível de pontuação registrado pela primeira vez em dezembro de 2006. Os ativos da bolsa brasileira estão mais baratos (embora a perspectiva de médio/longo prazo não seja positiva) do que os ativos da bolsa de Nova York. A praça brasileira é uma das mais castigadas do mercado. O desempenho do Ibovespa ocupa a posição dos piores índices das bolsas de valores mundiais este ano.

O mercado brasileiro tem mostrado nas últimas semanas uma significativa reação, superior ao desempenho verificado no índice Dow Jones e S&P500, fato que culminou na formação de uma tendência de alta de curto prazo.

A percepção de que, no curto prazo, o dólar subiu demais e a bolsa caiu demais tem provocado uma mudança relevante de posicionamento no mercado. Em maio deste ano os investidores estrangeiros atingiram uma marca histórica ao se posicionarem em mais de 165.000 contratos de venda no índice futuro (apostando na baixa do mercado, além de protegerem as compras no mercado a vista). Hoje os estrangeiros estão praticamente zerados no índice futuro, embolsaram o lucro. Ou ainda quem se posicionou comprado em dólar (contra o real) quando o Bernanke declarou pela primeira vez, no dia 22 de maio, que o Banco Central dos Estados Unidos reduzirá gradativamente o seu programa de estímulo monetário, tem um lucro virtual de 12% na posição para converter em reais e embolsar o ganho, caso a operação tenha viés especulativo/curto prazo.

O gráfico abaixo demonstra esta percepção. O elástico do dólar (linha preta) e da bolsa (linha verde) parecem esticados. A última vez que isso ocorreu, em níveis ligeiramente semelhantes, foi em 2008. E não deu outra. Os estrangeiros pularam de cabeça no mercado nacional, empurrando a bolsa pra cima e o dólar pra baixo. Ganharam com a valorização do ativo e do real.


As condições técnicas para os estrangeiros pularem de cabeça novamente no mercado brasileiro são boas. Mas deve-se ressaltar que as condições relacionadas aos fundamentos econômicos são péssimas, nada diferente do que levantamos no Finanças Inteligentes nos últimos meses/anos. O mercado abriu uma boa oportunidade para os estrangeiros especularem na ponta compradora em posições de curto prazo ou, talvez, estendê-las um pouco para o médio prazo. Os visitantes que se desembarcarem na Bovespa não pretendem morar no País, apenas passar as férias. Talvez fiquem até a Primavera/Verão acabar, mas isso vai depender do mercado.

Não significa que a partir de amanhã o dólar vai parar de subir e a bolsa não cairá mais. Nada impede que o distanciamento entre dólar x Ibovespa continue aumentando (apesar das condições/cenário de curto prazo serem extremamente desfavoráveis para tal). Todavia, a tendência de alta de curto prazo do índice Bovespa tornou-se fator determinante para que os estrangeiros possam aproveitar, com respaldo técnico, esta oportunidade de caráter puramente especulativo.

O movimento da bolsa nesta quinta-feira foi importante para transmissão desta sinalização do mercado. As maiores altas ficaram por conta dos ativos de alta liquidez (os preferidos dos estrangeiros, pois comportam posicionamento de grandes posições). Os operadores que abriram venda na perda dos 48k e não zeraram posição acabaram levando um bear trap com a rápida virada do mercado. O volume financeiro atingiu os 7,5 bilhões, superior à média diária. O candle de fechamento é um marubozu de alta, indicando que a resistência em 49.7k poderá ser testada e rompida nos próximos pregões, abrindo espaço para a bolsa superar, também, o patamar psicológico dos 50k.


Colaboraram para o bom desempenho do mercado brasileiro os números da balança comercial da China. As exportações chinesas cresceram 5,1% em julho, enquanto as importações aumentaram 10,9%. Os resultados surpreenderam o mercado que esperava uma alta de 3% e 2,1%, respectivamente.

Nos Estados Unidos o índice Dow Jones fechou o pregão em leve alta, deixando uma estrela acima da linha de suporte dos 15.3k, indicando fim do movimento corretivo de curtíssimo prazo.


11 comentários:

  1. Boa noite Fi

    Esta alta de hoje não tem nada a ver com o pronunciamento que a inflação está "controlada"?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa noite amigo,

      A inflação estaria sob controle caso o IPCA estivesse rondando o centro da meta (4,5% ao ano), o que não é o caso. A inflação está sob controle apenas no mundo da presidente Dilma e do ministro Mantega rss.. Mas respondendo a sua pergunta, não. Os dois fizeram o pronunciamento ontem de manhã e o mercado não deu bola. A alta de hoje foi influenciada por fatores técnicos, além do noticiário macro positivo (balança comercial da China).

      Abcs, bons investimentos

      Excluir
  2. FI,

    Bom post.

    Será que esse movimento inverteria a tendência de longo prazo de baixa (aprofundamento abaixo de 48k)? Tenho esperança de que a bolsa caia mais ainda no próximo ano, rs.

    Abs!

    Miguel

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado Miguel

      Inicialmente não, pois não temos drivers ou fundamentos para tal. É um movimento de curto prazo. A durabilidade desta tendência de alta vai depender da vontade dos estrangeiros.

      Abcs, bons investimentos

      Excluir
  3. Prezados Senhores

    Em 6 de agosto de 2013, terça-feira, V, Sas. disseram: "No Brasil o índice Bovespa cedeu 2,09%, rompendo a zona de congestão de curtíssimo prazo com um candle de força relevante. O mercado mostrou que está vendido no curtíssimo prazo. Isso significa que as operações curtas devem ser abertas preferencialmente na ponta vendedora. Não há linhas de suporte relevante até a região dos 44.1k.".

    Não observaram, no entanto, que nesse dia o pregão iniciou em baixa pequena. Uma ou duas horas após o início do pregão, no entanto, houve uma mudança de patamar súbita para um nível bem inferior. Foi como se houvesse um "gap" repentino para outro nível de negociação. A partir daí, continuou a queda.
    No dia seguinte (quarta) a bolsa oscilou quase sem tendência e na quinta começou subindo, fechando rápido o "gap" anterior.
    Não tenho elementos para saber se houve um "gap" na quinta, fechando uma ilha de reversão, mas se houve não haverá possibilidade de alta forte?
    Todos os analistas esquecem-se de considerar "gaps" que ocorrem não de um dia para outro, mas descontinuidades no dia, ou quedas súbitas dentro dele, que se parecem com "gaps" e que, muitos esperam, sejam preenchidas posteriormente, não?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Opa, tudo bom?

      No índice Bovespa não há formação de GAPS. Eles existem apenas no índice futuro, onde a maioria destes GAPS costumam ser fechados. O movimento de queda observado no início do mês de agosto constituiu uma tendência de baixa de curtíssimo prazo que não foi estendida para o curto prazo. O rompimento dos 48k passou uma falsa impressão de que esta tendência de alta de curto prazo poderia ser invalidada, mas o mercado reverteu forte na quinta-feira reafirmando a força da tendência de alta de curto prazo, além de finalizar a tendência de baixa de curtíssimo prazo. Isso não significa que o mercado vai subir "sem parar", apenas que a tendência de alta de curto prazo segue predominante. Certamente em algum momento o mercado voltará a ceder, finalizando a tendência de alta de curto prazo e/ou médio prazo (caso esta pernada de alta atual seja estendida para o médio prazo). Quem define este momento é o mercado. Pode acontecer na próxima semana, no próximo mês ou no próximo ano. O mais importante é estar preparado para operar no lado A ou no lado B. Aproveitar as oportunidades dentro do possível, seguir as orientações do mercado e operar na mesma direção.

      Abcs, bons trades

      Excluir
  4. Olá Fi, caso rompa a região dos 49K aciona uma bandeira de alta com alvo em torno dos 52~53K, não vejo fundamentos para tanto más do mercado tudo se pode esperar, vamos monitorando!!

    Ivan

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Ivan,

      Exato. Ao superar o patamar psicológico dos 50k o índice só encontrará resistência relevante na região dos 52.5k. Não temos fundamentos econômicos para rallys de alta, mas é isso aí. O mercado é soberano. Tudo pode acontecer.

      Abcs, bons trades

      Excluir
  5. Sua análise é profissional. Vc demostra sensatez em sua palavras.

    Vc vive do mercado? Que idade vc tem?


    ResponderExcluir
  6. Olá Pessoal,
    Estou como divulgadora de uma empresa e a procura de pessoas com mentes e atitudes empreendedoras, que queiram trabalhar em casa e ter ganhos semanais e mensais, para fazerem parte da minha equipe de divulgação. A Empresa Fr Promotora realmente funciona. O grande diferencial da Fr, é que ela não mente, não omite, não engana e nem enrola como a maioria das empresas que Renda Extra fazem. A honestidade e transparência de uma empresa deve ter os primeiros pontos a serem considerados, ainda mais se tratando de MMN. Estou muito feliz com a Fr Promotora e meu único arrependimento é não ter entrado antes.
    A FRpromotora precisa de pessoas com atitudes empreendedoras que queiram trabalhar com seriedade e fazerem parte de uma equipe de sucesso.
    Requisitos exigidos: seja maior de 18 anos,tenha acesso a internet,saiba ler e escrever,queira melhorar seu padrão de vida e de sua família. A empresa oferece:
    - Site personalizado;
    - Não irá atrapalhar a sua atividade atual;
    - Material de Apoio para sua Divulgação;
    - Cadastro automático de novos participantes no seu grupo;
    - Livros e Apostilas de Cursos;
    - Acesso a sua Área Restrita (Escritório virtual);

    Com certeza a empresa é séria, não vive de ilusões, hoje realmente acredito no marketing multinível, saiba mais através do site: http://www.frpromotora.com/44937496

    Acesse meu blog : http://frpromotorarealidade.blogspot.com.br/

    Mais informações me enviem email: mariadirce21@gmail.com
    24 horas disponível. E preparada pra dar total auxilio e tirar duvidas.

    http://frpromotorarealidade.blogspot.com.br/

    Dirce Maria : divulgadora ativa

    ResponderExcluir