segunda-feira, 9 de setembro de 2013

Uma afronta ao mercado de capitais brasileiro


A dramática situação em torno das companhias de Eike Batista listadas na bolsa de valores de São Paulo deixou de ser um assunto restrito aos acionistas destas referidas “empresas”. A ocorrência de casos envolvendo especulações ou movimentos suspeitos não é incomum no mercado de capitais brasileiro. Mas o que parece estar acontecendo com a OGX é uma afronta a todos nós, acionistas ou não da companhia, à CVM (Comissão de Valores Mobiliários) e ao sistema financeiro como um todo, além de causar uma séria agressão à imagem do mercado de renda variável no Brasil.

Na última sexta-feira a OGX divulgou um fato relevante informando ao mercado que exerceu a opção de put, no valor de 1 bilhão de dólares. Eike seria obrigado a subscrever novas ações ordinárias de emissão da companhia ao preço de exercício de R$ 6,30 por papel.

Mas nesta segunda-feira o acionista controlador, Eike Batista, endereçou uma carta à OGX contestando o pedido de opção da put. Leia a íntegra do documento:

"Prezados Senhores,
Confirmo o recebimento da correspondência por meio da qual V.Sas. comunicam ter havido decisão unânime da Diretoria da OGX no sentido de exercer a opção objeto do Contrato de Opção de Subscrição de Ações (“Contrato”) celebrado em 24 de outubro de 2012.
Serve a presente como Notificação de Conflito, nos termos do Contrato. Dessa forma, decorridos 60 (sessenta) dias sem a resolução da disputa a respeito da validade do exercício da PUT, será instaurado procedimento arbitral no âmbito da Câmara de Arbitragem do Mercado, consoante estabelecido no próprio Contrato.
Ressalvo meus direitos previstos em contrato e decorrentes de lei no sentido de questionar as circunstâncias, a forma, o conteúdo, a validade e os demais aspectos legais do pretendido exercício da opção.
Cabe à Companhia adotar as providências necessárias no intuito de divulgar ao mercado o devido fato relevante a respeito da presente resposta, nos termos da legislação do mercado de valores mobiliários.
Atenciosamente,
EIKE FUHRKEN BATISTA"
Segundo o investidor Rafael Ferri, em carta enviada à CVM neste último domingo, tudo isso não passa de uma manobra jurídica para que o acionista controlador possa escapar de investir 1 bilhão de dólares na empresa pagando R$ 6,30 por ação. O exercício da opção de put teria de ser feito pelos conselheiros independentes, e não pela diretoria da empresa, conforme ocorreu na sexta-feira da semana passada. Como os conselheiros independentes deixaram a empresa em junho e não foram substituídos, ninguém poderia exigir legalmente o cumprimento da put. Desta forma, o pedido da diretoria abriria espaço para o empresário Eike Batista questionar a legalidade da operação na Câmara de Arbitragem, provocando o seu cancelamento.
Além disso, conforme alerta Rafael Ferri, a anulação da put pela corte arbitral provavelmente ocorrerá somente após 30 de abril de 2014, prazo da opção de put. Desta forma Eike ganharia, também, tempo necessário para que a opção deixasse de valer.
Ferri ainda alertou na carta endereçada à CVM que o empresário Eike Batista forçou a renúncia dos membros independentes que integravam o Conselho de Administração da empresa para evitar o exercício da opção.
Independente da veracidade das informações (não posso confirmá-las, apesar de serem, no mínimo, suspeitas), a ocorrência deste lamentável e interminável episódio envolvendo uma empresa altamente conhecida, com alto giro financeiro de negócios, que recebeu aportes bilionários do BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) e que ainda conta com um histórico carregado de informações controversas e frustrações de seus inúmeros acionistas e ex-acionistas minoritários agride seriamente o desenvolvimento do mercado de capitais brasileiro, prejudicando a todos nós, participantes deste ambiente que deveria ser no mínimo transparente.
O caso da OGX é grave e precisa ser contornado pelas autoridades, especialmente à CVM, o mais rápido possível com todas as medidas cabíveis e/ou pertinentes. É inadmissível observar a ocorrência deste evento de tamanha atrocidade num mercado que ainda está em fase de formação e tenta se recuperar (ou esquecer) da quebra da Bolsa de Valores do Rio de Janeiro provocada por um único investidor, Naji Nahas.
Apesar deste revés, o índice Bovespa conseguiu fechar o pregão em alta, impulsionado pelas demais ações que fazem parte da carteira teórica. As exportações da China subiram mais do que o esperado em agosto, fato que provocou uma alta generalizada entre os principais índices mundiais nesta segunda-feira.
Com este movimento o índice Bovespa realizou teste sobre a média móvel simples de 200 períodos do gráfico diário, encontrando uma zona natural de resistência de curtíssimo prazo.

Nos Estados Unidos o índice Dow Jones fechou o pregão com uma alta de 0,94%, conseguindo superar a linha central de bollinger. A LTB dos 15.6k foi testada e respeitada, mas pela força do candle a referida linha poderá ser rompida nos próximos pregões, dando prosseguimento à recuperação do índice.



18 comentários:

  1. Olá FI,
    Qual a sua opinião da retirada da OGX do índice Bovespa ?

    Uta!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Seria uma resposta da BM&FBovespa à pressão da mídia, analistas e investidores. Mas na verdade o problema não está no método de composição da carteira teórica do índice Bovespa, que segue padrões de liquidez adotados nos demais mercados financeiros mundias. A questão principal está no próprio amadurecimento dos participantes do mercado (principalmente experiência e capacidade de análise dos investidores) e melhoria nos mecanismos de regulamentação. Em um mercado desenvolvido e/ou bem regulamentado o Eike muito provavelmente não conseguiria nem listar os seus papéis em bolsa. Então acho que a mudança no método de composição da carteira teórica do índice Bovespa, visando excluir ações com valor abaixo de R$ 1,00, não resolverá os nossos problemas e não contribuirá para evolução do nosso mercado. Além disso, seria fácil driblar este novo método que está sendo avaliado pela BM&FBovespa com um simples grupamento de ações por parte da empresa, visando evitar que suas ações sejam excluídas da carteira teórica do índice.

      Abcs, bons negócios

      Excluir
  2. Pilantra safado, prometeu essa Put e agora que o peso caiu no próprio bolso usou essa manobra pra escapar.
    É muito triste ver toda essa situação e o pior é ver o peso desse lixo no nosso índice, vergonhoso pro nosso mercado. Essa ação devia ser enterrada e esquecida e esse malandro responder judicialmente pois essa manobra da Put foi muita sacanagem.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo com o amigo. Essa manobra foi vergonhosa e mais uma vez o infeliz e miserável acionista da OGX fica no prejuízo. É melhor ser um pobre de caráter à um rico sem princípios.

      Excluir
    2. É realmente lamentável. Infelizmente muitos investidores, principalmente PFs, sofreram perdas irreparáveis. O pior é que estes não voltam mais para o mercado e ainda contribuirão para fazer uma antipropaganda da bolsa de valores.

      Abcs, bons negócios a todos

      Excluir
    3. Caro FI,

      Num "país" que nada é sério, malandragem é mérito e trabalhar é coisa de otário, não tem como a bolsa ser séria...

      Acreditar num pilantra vendedor de sonhos, que foi a "pessoa" que mais ganhou dinheiro com Power Point depois do Bill Gates e ainda se tornou o "empresário" mais admirado pelos universitários brasileiros, comprova a baixa capacidade intelectual do povo e dos investidores brasileiros...

      Infelizmente estava ns cara que iria dar problema, mas o ufanismo boboca que tomou conta do Brasil nos últimos anos, cegou e continua cegando muita gente, que acaba acreditando em tudo...

      Desculpe o desabafo!

      Igor

      Excluir
    4. Não somente as PFs sofreram perdas. Os funcionários dos correios estão pagando contribuição suplementar ao seu fundo de pensão, que investiu um dinheirinho nas empresas do senhor X. Quem tem previdência privada de estatal que coloque suas barbas de molho, pois deve ter mais fundos que investiram nas empresas X.

      Excluir
    5. Assino em baixo no seu desabafo Igor.

      Com relação aos fundos de pensões, sim. Existe outro problema mais grave relacionado aos bancos que emprestaram dinheiro ao grupo EBX. Além do BNDES (o mais exposto), a Caixa, o Bradesco, o Itaú e o BTG emprestaram volumosas quantias ao grupo segundo um levantamento feito pela Merrill Lynch. Um eventual calote desorganizado causaria impacto significativo em todo o sistema financeiro brasileiro, reduzindo a liquidez no interbancário e a circulação do crédito na economia. Muitas empresas boas, que trabalham com linhas de capital de giro, seriam prejudicadas. Provavelmente o Banco Central já estudou este risco numa espécie de "teste de estresse Eike Batista". O ideal é que um evento desta magnitude seja contornado, a fim de proteger a solvência do sistema.

      Abcs, bons negócios a todos

      Excluir
  3. Não vai dar em nada isso. O Eike nem tem esse dinheiro. Como é que vão obrigar o cara é pagar algo que ele nem tem a grana.

    Vai dar em nada como sempre.

    Até porque se ele compra OGX por este dinheiro, o IBOV vai lá pra 120 mil pontos certo FI?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Segundo estimativa da Forbes a fortuna do Eike reduziu para 900 milhões de dólares. Pelos cálculos da Bloomberg a quantia é ainda menor, 200 milhões de dólares.

      Mesmo que o papel subisse 100% o impacto sobre o índice seria relativamente pequeno. A OGX ocupa 6,9% da carteira teórica. É um peso relevante, mas incapaz provocar, sozinha, uma alta significativa do índice.

      Abcs, bons investimentos

      Excluir
  4. Bom, se a CVM não fizer nada será um absurdo.

    Vai demonstrar muita fraqueza do mercado de capitais brasileiro.

    Ao mesmo tempo, com muita mídia em cima ela pode se sentir pressionada e o Eike tomar...

    Aguardemos os próximos capítulos...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, o caso tomou grandes proporções e a CVM vai ter que acabar agindo, mesmo que sob pressão. Vamos acompanhando, deixou de ser algo restrito aos acionistas da OGX. Realmente um absurdo.

      Abcs, bons investimentos

      Excluir
  5. eu também me pergunto com que dinheiro ele vai pagar isso se nem bilionário ele é mais?
    abraços
    IvanC.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Essa é uma boa pergunta. Teoricamente o Eike teria que se virar ou a conta sobraria pra alguém. Imagine um caso hipotético de uma pessoa sendo exercida numa opção e dizer pra corretora que não vai honrar com o seu compromisso ou que não tem dinheiro rsrs.. É quase a mesma coisa. A ausência desse compromisso fere os princípios básicos de sustentação do próprio mercado.

      Abcs, bons investimentos

      Excluir
  6. Meus caros, este senhor X é um testa de ferro de algum partido político. O Brasil precisava ter seu Campeão para mostrar ao mundo que estava bombando. Este homem foi o escolhido. E o resultado está aí.

    Saiam fora desta roubada! Tem empresas decentes para os pequenos investidores depositareem sua confiança.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Empresas decentes e que serão favorecidas com este novo cenário macro que está se desenhando: alta do dólar e retomada de crescimento da economia global.

      Abcs, bons investimentos

      Excluir
  7. Nos comentários de hoje foi colocada uma questão grave e que talvez esteja passando despercebida para a maioria das pessoas. Foi a seguinte: " A ausência desse compromisso fere os princípios básicos de sustentação do próprio mercado". Como podem perceber, isto encerra qualquer outra consideração...
    Parabéns e um abraço FI.
    Beethoven.

    ResponderExcluir