quinta-feira, 17 de abril de 2014

Empurrão final garante alta semanal


Um movimento aparentemente coordenado atingiu novamente o mercado nacional na tarde desta sexta-feira. Operadores posicionados para o vencimento de opções, que ocorre no próximo pregão, aproveitaram a oportunidade (mercado operando com volume baixo) para empurrar as ações na tarde desta sexta-feira, praticamente garantindo uma boa margem de lucro no exercício da próxima terça-feira.

Este movimento (empurrão final) provocou a reversão da trajetória do índice Bovespa. O mercado operava em baixa na parte da manhã, virou no início da tarde e disparou no final do dia.

Sob o pretexto de que a pesquisa Ibope divulgará forte queda nas preferências de voto de Dilma Rousseff, o mercado, mais uma vez, comprou o rali patrocinado pelos grandes players.

Entretanto, desde quando começou a surgir os boatos eleitorais, nenhuma pesquisa apontou crescimento dos candidatos de oposição. Todos os resultados divulgados até então apontam para uma vitória da presidente Dilma Rousseff ainda no primeiro turno. Não há, portanto, menor sinalização de aumento na hipótese de transição de poder.

A reação estratégica dos preços nesta sexta-feira provocou o quinto fechamento positivo semanal consecutivo. O candle de fechamento (enforcado) reforçou a sinalização emitida na semana anterior. Novas correções podem surgir nos próximos pregões, ainda sem causar ameaça à tendência de alta de curto prazo iniciada na região dos 44.9k.


No cenário internacional, o grande destaque do dia ficou por conta do acordo envolvendo Estados Unidos, Ucrânia, Rússia e União Europeia para o desarmamento de todos os grupos ilegais na Ucrânia e a anistia para quem participou de distúrbios no País.

Os principais índices de Wall Street fecharam a semana no positivo, recuperando todas as perdas da semana anterior, colados na máxima histórica.


Na Alemanha o índice DAX também subiu na semana, embora em menor intensidade, recuperando parte das perdas da semana anterior. Mercado segue dentro da tendência de alta de curto, médio e longo prazo sem nenhuma ameaça de reversão.


Na Inglaterra, a bolsa de Londres também fechou a semana no positivo, realizando movimento bastante semelhante ao mercado alemão.
  
  
A bolsa da Índia fechou a semana de lado, mostrando um candle de indecisão e possível reversão na tendência de curto prazo. Mercado ainda não cedeu (ou aliviou) desde o rompimento do topo histórico realizado no início do mês de março.


Na China a bolsa de Xangai fechou a semana em leve baixa, devolvendo parte dos ganhos conquistados na forte arrancada da semana anterior. Mercado conseguindo se segurar dentro da tendência de baixa de médio e longo prazo.


A bolsa do México fechou a semana de lado, mantendo-se congestionada no curto prazo, sustentada pela média móvel simples de 200 períodos semanal.


Feliz Páscoa a todos vocês e até terça-feira!

12 comentários:

  1. Bom trabalho,principalmente por relacionar adequada e corretamente O ibovespa com as bolsas mundiais.Gostei bastante.

    ResponderExcluir
  2. Muito boa a apresentação das informações e principalmente por relacionar a Bovespa às outras bolsas mundiais.Como digo acima boa e útil.

    ResponderExcluir
  3. Já já estamos em 56! Antes da Copa!

    ResponderExcluir
  4. http://www.infomoney.com.br/mercados/noticia/3298753/dilma-cai-pontos-pesquisa-mas-ainda-venceria-turno-aponta-ibope

    ResponderExcluir
  5. FI, esse movimento coordenado, seria obra dos tubas ? Obrigado!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aparentemente sim. O vencimento hoje girou 3,8 bilhões de reais. Volume até considerável para opções.

      Abs, boa semana!

      Excluir
  6. A pergunta que não quer calar: Até quando será que essa especulação vai durar ? até as eleições será ? Ou melhor até quanto os gringos estão dispostos a comprar...60k pontos ? Só sei que no meio de toda essa euforia já tem analista falando em 80k pontos no final do ano huauhahau

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Até eles resolverem lucrar na ponta vendida rsrs.















      Excluir
    2. É sempre assim rsrs... Quando a bolsa sobe os analistas se exaltam e começam a imaginar rompimento do TH. Quando a bolsa cai esses mesmos analistas começam a imaginar rompimento do fundo de 2008.

      Abs, boa semana a todos!

      Excluir