segunda-feira, 22 de setembro de 2014

China reforça movimento de aversão ao risco


Figuras importantes do alto escalão do governo chinês reforçaram o movimento de aversão ao risco nas principais praças financeiras mundiais. Durante o encontro de ministros de finanças e banqueiros centrais do G-20 neste fim de semana, o ministro das Finanças da China, Lou Jiwei, disse que o deslize observado nos últimos indicadores do País não é motivo suficiente para uma mudança drástica na política econômica.

Havia uma expectativa no mercado de que o governo chinês implementaria, nas próximas semanas, medidas pró-crescimento de maior impacto (corte na taxa básica de juro ou forte redução no compulsório). Mas as declarações de Jiwei no G-20 foram na direção oposta, detonando a expectativa criada pelo mercado.

Pouco antes, numa reunião do Fórum Econômico Mundial, o primeiro-ministro Li Keqiang destacou que a China vai manter sua política de estímulos direcionados, evitar a impressão de dinheiro e continuar empenhada em reformas estruturais destinadas a inclinar a economia para os serviços e o consumo.

Nesta segunda-feira, o vice-ministro da Indústria e Tecnologia de Informação, Mao Weiming, reforçou a posição do governo chinês ao afirmar que a economia do País segue estável e que os indicadores decepcionantes registrados no mês de agosto tiveram origem em parte de ajustes econômicos necessários que o país está fazendo (referindo-se às reformas, em curso, para a transição do modelo de crescimento chinês).

As declarações de Lou Jiwei, Li Keqiang e Mao Weiming demonstraram claramente que o governo reconhece a desaceleração da atividade econômica no País, mas, apesar disso, nenhuma medida significativa de estímulo está em estudo. Até o momento, os dados ruins ainda não são suficientes para o governo ajustar o importante cronograma econômico de longo prazo em curso.

Com isso, aumentou o pessimismo do mercado quanto ao Índice Gerente de Compras do setor manufatureiro chinês calculado pelo Banco HSBC, em parceria com o Instituto Markit, a ser divulgado nesta terça-feira. Espera-se uma leitura abaixo do patamar de 50 pontos, o que indica contração da atividade.

O mercado de commodities foi novamente golpeado nesta segunda-feira. O minério de ferro caiu abaixo de 80,00 dólares por tonelada pela primeira vez em cinco anos. O barril de petróleo tipo Brent, negociado no mercado inglês, atingiu a mínima do ano passado aos 96,97 dólares. O barril de petróleo tipo Light, negociado no mercado norte-americano, renovou a mínima deste ano aos 90,67 dólares.

Os mercados de matéria-prima na China seguem em baixa, devido ao excedente de oferta num momento de crescimento mais lento da demanda no País. O índice de commodities CRB Jefferies/Reuters segue despencando. Atingiu os 277, 67 pontos nesta segunda-feira.


O tombo das commodities é um dos responsáveis pela intensidade maior do movimento de aversão ao risco em algumas praças emergentes (Brasil, por exemplo), justamente por serem importantes players exportadores.

O atual movimento corretivo é o mais forte desde o início do rali no mês de março deste ano, marcado, na época, pelo importante clareamento do calendário de política monetária do FED (Federal Reserve – Banco Central norte-americano), fato que abriu uma boa janela de oportunidade para o capital experimentar ativos com retornos mais elevados em praças mais arriscadas (principalmente emergentes).


Destaque para irritação da presidente Dilma Rousseff, na última sexta-feira, frente à vinculação das pesquisas eleitorais ao desempenho do índice Bovespa. Segundo ela, “está ficando ridículo isso”. E realmente está, pois o consenso (infundamentado) do mercado influenciou até mesmo a opinião da presidente da República. Os principais motivos responsáveis pelo deslocamento do índice Bovespa nos últimos meses não estão, nem mesmo, dentro do Brasil. São extremamente relevantes e foram amplamente levantados neste espaço nos últimos meses.

A propósito, o gráfico de linha apresentado acima do parágrafo anterior não é do Ibovespa. Parece muito. Mas não é. Utilizei propositalmente o gráfico de um ETF (iShare) que faz a réplica do índice MSCI de mercados emergentes.

Serve como exercício de alerta aos que não desconfiaram deste “erro proposital”. O investidor/operador precisa saber filtrar grande parte das informações e estar atento ao que realmente importa. Abaixo, segue o gráfico de linha do Ibovespa:


18 comentários:

  1. FI,

    Interessante o exemplo do índice dos mercados emergentes com o Ibovespa.

    Quanto ao minério de ferro, será que é possível vislumbrar um patamar final ou estamos diante de uma queda livre ?

    Obrigado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Neste preço as mineradoras pequenas ou de alto custo (principalmente as chinesas) fecham as portas. E talvez seja essa a estratégia adotada pelas grandes mineradoras, incluindo a Vale e Rio Tinto, que possuem minério de mais qualidade e baixo custo. Aumentar a oferta para atropelar os pequenos e ganhar market share. Portanto, no curto prazo o preço do minério de ferro tende a continuar baixo, mas o espaço para continuar cedendo neste ritmo parece bem pequeno ao atingir cotações de 5 anos atrás. Com a queda dos mais fracos no setor, o excesso de oferta tende a diminuir, provocando acerto do preço no médio prazo, provavelmente em direção aos 100,00 dólares a tonelada.

      Abs, bons negócios

      Excluir
  2. O Brasil ignorou o comércio internacional por muitos anos com o mercosul ideológico e se tornou bastante dependente da China. Com o crescimento chinês se reduzindo, sofreremos também. E, combinado com o já fraco cenário internacional e cenário doméstico ruim por culpa das políticas petistas, não dá pra ser otimista como Dilma e cia.

    A desaceleração chinesa é pouco preocupante ou devemos esperar por um cenário mundial demasiadamente ruim, principalmente no Brasil?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O processo de transição da economia chinesa não é favorável ao Brasil. Mal começou e já estamos sentindo o impacto. Isso porque não aproveitamos a onda de PIBs de 10% da China para fazermos as reformas estruturais extremamente relevantes ou mesmo desenvolvermos o parque industrial, o que agregaria valor aos nossos produtos e permitiria nossa entrada em outras economias. Agora com a China crescendo 7,5%, em direção aos 6% no médio/longo prazo, precisamos achar "alguém" para financiar o déficit em conta corrente, já que os preços das commodities estão desacelerando e a China está com menos ímpeto para manter o ritmo de compras do passado.

      Como se não bastasse, cancelamos aquela importante visita de Estado aos Estados Unidos agendada para o mês de outubro do ano passado, devido às espionagens, que por sinal não se comenta mais e continuam sendo feitas desde a Segunda Guerra Mundial. Novamente perdemos uma grande oportunidade, pois visitas de Estado são completamente diferentes das visitas rotineiras de chefes de Estado. Os Estados Unidos agendam duas ou três visitas deste porte por ano. O setor privado viaja em massa junto com a equipe do governo, são tratados inúmeros temas em várias reuniões, abrem-se acordos de cooperação em diversas áreas, etc. Sem dúvida estaríamos mais próximos dos Estados Unidos se essa visita de Estado fosse feita e poderíamos estar aproveitando esse processo de retomada da economia norte-americana, aumentando nossa fatia no principal mercado do planeta. Seria um belo hedge contra a transição do modelo econômico na China. Então a situação é preocupante, pois não fizemos nada nesses últimos anos e será preciso correr atrás do prejuízo.

      Abs, bons investimentos

      Excluir
  3. Bom dia FI,
    obrigado por compartilhar sempre a sua opinião.
    Vejo que as ações estão num patamar que considero bastante elevado e não acredito que isso tenha fundamento. Porém, a VALE5 e GGBR4 não acompanharam a escalada, inclusive ocorrendo queda no valor e acredito ser justificada pelas questões que você mencionou acima. Porém, você não vê o preço da Vale e da Gerdau como atrativos pensando num horizonte de 2 anos?
    Abs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa tarde,

      O desconto nestas ações é justificado. No médio e longo prazo o quadro pode ser diferente com a reaproximação do preço do minério de ferro na casa dos 100,00 dólares a tonelada e a retomada da economia inglesa e norte-americana. Mas, como gosto sempre de ressaltar, não é viável fazer stock picking no mercado brasileiro. É mais interessante fazer alocação do portfólio que vai para renda variável através de ETFs, priorizando o timming ao invés do stock picking/valuation.

      Abs, bons investimentos

      Excluir
  4. FI,

    Vocë entende que há alguma razão especial para o preço da CSNA3 estar tão puxado em relação as demais siderurgicas ? Ela está atualmente quotada a 2x o valor patrimonial. Todas as demais estão abaixo do valor patrimonial. Agradeço a resposta!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O maior ativo que enxergo na CSN é a mina da Casa da Pedra, coisa que as outras siderúrgicas não tem. As outras também possuem minas, mas não do nível da Casa da Pedra. E como todos nós sabemos, infelizmente no Brasil é bem mais rentável vender minério do que fabricar o aço.

      Abs, bons negócios

      Excluir
  5. FI
    Roubei seu disclaimer hahaha, achei muito bom.... a estrutura de seu blog é excelente também, parabéns

    ResponderExcluir
  6. Então vc não tem uma carteira de ações, ?
    Só ETFs ?
    O que vc acha do gráfico da enfoque? Mto pessimista para time?http://www.enfoque.com.br/poster/ibovespa/view_ibovespa_enfoque.aspx

    ABS

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso é estratégia de marketing da empresa que vende a plataforma gráfica. Foi construído na escala logarítmica propositalmente (o que é errado) para passar essa impressão e causar impacto. Esse impacto provoca divulgação do link/gráfico. Volta e meia estou recebendo este gráfico no e-mail rsrs... Muitos já me enviaram preocupados. A estratégia funciona muito bem (para a empresa).

      Abs, boa semana

      Excluir
  7. Boa tarde FI, em alguns posts você tem comentado sobre uma rentabilidade de 11% com Títulos do Tesouro, citando o LFT. Esse fim de semana tirei um tempo e fiz uma simulação em http://www3.tesouro.gov.br/tesouro_direto/calculadora/calculadora.aspx com LFT de 2017. Usando a Selic com 11% cheguei a uma rentabilidade bruta de 10,77%, porém, a rentabilidade líquida, após taxas e IR, bateu em 8,71%.
    Com essa rentabilidade, você acha que é vantajoso investir nesse título? Além desse, existe algum título interessante no momento?
    Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Até vi um título pré-fixado que me chamou a atenção. O LTN 010117 com taxa de 11,98% a.a. representando cerca de 9,5% de ganho líquido. É bem mais atrativo do que a poupança.

      Excluir
    2. Sim, atende o objetivo (segurança, liquidez e previsibilidade). É o papel mais simples e seguro do mercado. Mas você consegue rentabilidade melhor, basta mudar de corretora.
      Abaixo, segue o link com o ranking das taxas das instituições financeiras:
      http://www3.tesouro.gov.br/tesouro_direto/consulta_titulos_novosite/consulta_ranking.asp

      Além da LFT, existe a LCI e LCA. São títulos diferentes, mas possuem características semelhantes.

      Abs, boa semana

      Excluir
    3. Obrigado FI. Acredito que o que as pessoas mais gostam aqui é a sua opinião pé no chão, muito diferente do que dizem os analistas de corretora (que só querem empurrar mais operações para os clientes) e do infomoney (que está sempre à deriva, mudando as opiniões ao primeiro sinal de reversão).
      Abraço e parabéns pelo trabalho!

      Excluir
  8. Exclamation, heard of north face outlet north face factory outlet store the resurrection of the dead, but witnessed an absolute panic. You are not. Teacher, I was back north face outlet store Suoming, ha ha, what are you afraid of, I live well. I'm going to class. north face outlet store Why north face outlet store so unfair, why look for their long handsome wife so ugly. Good teacher. Go to school, just north face outlet store encountered a teacher. That students with their own greeting, habitual said something hello. But north face outlet store soon found wrong, turned to look, almost paralyzed on the ground. cheap. . cheap laugh, to the north face outlet store classroom, pinched the the north face outlet store cold sweat, people can really scary scary ah. Tai Zige, which is protection north face outlet store money this month, you receive good.

    ResponderExcluir